Acesso rápido

As recomendações do Facebook para potencializar sua Black Friday

por Thaíla Correia Quarta-feira, 11 de setembro de 2019   Tempo de leitura: 10 minutos

Na última semana, o Facebook apresentou, através do evento Blue Is The New Black, as suas recomendações e principais soluções na hora de definir estratégias de mídia para a Black Friday.

De acordo com pesquisa da GFK, o crescimento da Black Friday em 2019 será de 4%, em relação a 2018. Isso significa um discreto crescimento, mas que pretende representar um faturamento de cerca de R$ 13,5 bilhões. 

Participei do evento e compilei por aqui os principais pontos que você deve levar em conta para que você e sua empresa possam potencializar os resultados desse importante evento dentro do e-commerce brasileiro.

Para começar, estruture-se

Antes de definir ou implementar qualquer estratégia, é importante garantir o bom funcionamento de três importantes pilares (detalhados a seguir) que têm a ver, sobretudo, com estrutura. Fazendo uma analogia, é como se fosse uma receita de bolo: para ter certeza de que ele vai ficar bom, temos de garantir todos os ingredientes. 

1 – Sinais

Este ponto tem tudo a ver com a captura de dados, e o Facebook chama isso de Sinais = como você vai garantir que os sinais sejam transmitidos à plataforma. Mas que sinais são estes?

  • Se seu negócio é web ou app:

Para site = pixel; para app = SDK. Em cima disso, defina o catálogo de produtos do seu e-commerce para que você possa impactar e criar audiências específicas.

  • Se, além de negócios online, você também tem uma loja física: 

Sinais do ponto de venda vindos de outras plataformas, como CRM ou Integradores, para ter mais insights sobre uma experiência omni-channel.

Benefícios:

  • Medir o que importa (seja do ponto de vista de audiência ou de cross-device);
  • Otimizações mais precisas para melhores custos por conversão;
  • Atingir pessoas corretas por meio da audiência dinâmica.

2 – Liquidez

O envio dos sinais que falamos acima ajuda a plataforma a combinar conhecimentos de acordo com seus objetivos de negócio e permite a criação de um espectro de sinais de intenção. Tudo isso é feito por meio da junção da captura de dados, ferramenta, modelos, previsões e audiência. Alguns dos dados importantes que você deve ter no radar são:

  • Dados do pixel/SDK;
  • Públicos personalizados;
  • Meta de marketing;
  • Meta de otimização;
  • Orçamento. 

Benefícios:

  • Quanto mais a plataforma oferece mais posicionamentos = mais oportunidades para se conectar;
  • Quanto mais você limitar seus posicionamentos = menos oportunidades para se conectar

3 – “Structure to scale”

Ou seja, estruturar para escalar o sucesso. E isto deve ser baseado em uma conta de anúncios que reflete os resultados de negócio do cliente. 

De acordo com o Facebook, uma boa estrutura de contas envolve consolidar e/ou simplificar sempre que possível para dar à plataforma mais sinais, potencializando o resultado nos leilões, removendo restrições para aumentar a liquidez, e reduzindo a frequência e o número de alterações manuais. 

O que levar em conta para criar uma boa reestruturação na sua conta (questionamentos que você deve fazer):

  • Orçamento: 

O orçamento está de acordo com o resultado esperado, a divisão entre estratégia de DPA e DABA está justa, orçamento diário versus orçamento vitalício, quantas ações – conversão, cliques, opt-in, etc – ficam de fora quando o orçamento diário termina?

  • Tamanho do seu público vs Liquidez:

O tamanho do seu público está de acordo com o orçamento, existem públicos iguais se sobrepondo em campanhas que competem entre si, o posicionamento e otimização de campanha estão de maneiras automatizadas?

  • Leilão:

O evento está apropriado com o leilão escolhido, o evento escolhido tem volume interessante para ter uma fase de aprendizado, como está o limitador de investimento?

Mão na massa

Depois de estruturar tudo, é hora, finalmente, de colocar a mão na massa e começar a desenvolver suas campanhas. Aqui estão algumas estratégias de campanha para você ter no radar para a Black Friday.

1 – Anúncios dinâmicos

Desenvolver uma campanha que contemple todas as etapas do funil usando tanto anúncios dinâmicos quanto retargeting para converter pessoas que já entraram no seu site ou app, mostraram interesse e também focada em públicos amplos que podem aumentar sua demanda e vendas. 

Algumas estratégias:

  • Opções de público para os objetivos da sua campanha:

Fonte: HERO SOLUTIONS – To get the most out of shopping season (Facebook, 2019)

  • Valor VS. Ver Conteúdo

Otimizar por valor permite com que você tenha as conversões que procura com chances de obter um ROAS melhor. Se você ainda não consegue mudar essa chave, recomenda-se que você pense em uma opção com menor custo médio por conversão ou maior média de valor por conversão. 

  • Stories:

De acordo com o Facebook, 62% das pessoas entrevistadas disseram que se interessaram mais por uma marca depois de vê-la em stories. 

Benefícios:

  • Entrega automática de produto certo + pessoa certa baseado em interesses;
  • Economia de tempo operacional com criativo e estruturação de campanha com a configuração automática;
  • Upsell para pessoas que viram produtos similares;
  • Cross-sell para categoria complementar para quem comprou em outra categoria antes.  

2 – On + Offline: como potencializar trazendo sua loja física

Uma estratégia de geolocalização que tenha como objetivo tráfego para loja e otimização das vendas da loja para atrair pessoas que preferem comprar em lojas físicas. 

A combinação é simples: Público alvo + Objetivo de otimização = Quem verá seu anúncio. Ou seja: (pessoas mais propensas, compradores recentes, semelhantes) + objetivo de venda da loja = conversão de fato. Algumas estratégias são:

  • Usando o catálogo de produtos do seu e-commerce:

Criar campanhas que tragam os produtos do e-commerce podem criar consideração e ajudar a concluir a intenção de compra. A recomendação é criar um conjunto de anúncios com a maioria dos itens que se pode encontrar na loja física, incluir uma audiência personalizada de compradores, excluir audiências personalizadas de quem compra no e-commerce. 

  • Campanhas de conversão customizada:

Criar uma campanha desse tipo é importante para acompanhar vendas de ofertas e categorias importantes. Ainda nesse tipo de estratégia, também é possível promover o “compre online e retire na loja”. Já existe um parâmetro específico para isso, basta ativá-lo e acompanhar os resultados. 

Benefícios:

  • Crie promoções automáticas para pessoas que preferem compras offline
  • Segmente clientes próximos dos seus pontos de venda, compradores recentes ou público semelhante (lookalikes) e os atraia com mensagem diferenciada

3 – Leve mais pessoas para seu site ou app 

Algumas estratégias:

  • Teaser:

Campanhas antes da Black Friday com um teaser das suas ofertas (o que o consumidor pode esperar) para criar reconhecimento de marca, aumentar o número de downloads do seu app, por exemplo, e capturar leads;

  • Otimizações por foco: 

Visibilidade da sua campanha = foco em alcance

Visualizações do vídeo = foco visualização completa (Thurplay)

Aumento de tráfego para e-commerce ou app = foco em visitas na página de destino ou ver conteúdo

Aumentar vendas = foco em vendas 

  • Combine criativos:

Segundo o Facebook, campanhas que mesclam imagem e vídeos (curtos e leves) tiveram 17% mais conversão do que campanhas que tinham apenas imagens. Algumas outras dicas para deixar seu vídeo otimizado para máxima performance: curtos, sem som também (e com legendas), marca exposta nos 3 primeiros segundos. 

  • Não segmente demais

Explorar públicos é sempre uma estratégia interessante, mas cuidado para não segmentar demais. Teste as diferentes audiências para entender o que lidera seu resultado com o orçamento que você tem disponível.

Algumas dicas: personalize seu público com base em Lead Ads, tenha uma segmentação ampla, traga os compradores da última Black Friday e seus lookalikes, direcione detalhadamente.

No caso de Lead Ads, use perguntas customizadas para entender seus clientes – segundo o Facebook, isso pode gerar 31% mais conversões durante a BF. 

  • App user growth

Cresça o número de usuários do seu app antes e durante a Black Friday com campanhas de instalação de apps. Um lembrete importante do Facebook diz respeito aos deeplinks: não esqueça de usá-los em caso de anúncios baseados em catálogo de produtos. 

  • Campanhas com criadores de conteúdo:

Eles unem o poder do orgânico com o pago, trazendo possibilidade de base qualificada para o seu e-commerce. 

Benefícios:

  • Vídeos são uma excelente iniciativa para criar reconhecimento e descoberta de marca;
  • Crie conteúdos que mostrem novos produtos, falem ainda mais dos existentes (aqui, os reviews são uma boa possibilidade) e mostre ofertas para clientes novos;
  • Quando combinados com criativos estáticos e otimizados, geram ainda melhores resultados.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.