Acesso rápido

Experiência do comprador: como o UX pode aumentar a conversão de vendas

por Ana Nemes Sexta-feira, 29 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 10 minutos

Experiência do usuário, ou UX, é um campo de estudo que busca entender tudo o que o usuário – nesse caso, o comprador – vê, pensa, sente e faz ao interagir com interfaces gráficas, buscando identificar e diminuir os problemas ao longo do caminho.

Aplicando isso para o e-commerce, UX é o entendimento de como o seu cliente usa a sua loja e o que pode ser feito para minimizar atritos e aumentar as vendas.

Investir na melhoria da experiência do comprador é uma das formas mais simples e efetivas de incentivar os clientes a completarem todas as etapas do funil de venda. Isso porque, ao remover obstáculos ao longo do caminho, você aumenta a confiança do comprador e o direciona sempre para o próximo passo com segurança.

Existem algumas ações práticas inspiradas em conceitos de UX que podem ser aplicadas ao e-commerce para aumentar a taxa de conversão, fidelizar os clientes e diminuir o índice de chargeback.

Clareza: forneça fácil acesso às informações

Realizar uma compra online é uma relação de confiança, pois, ao contrário de uma loja física, o pagamento e a entrega do produto acontecem em momentos diferentes.

Quando você coloca à disposição informações importantes, como o seu contato e as políticas de troca, ajuda a tranquilizar a pessoa de que você vai respeitar o acordo feito no momento da compra.

Ao oferecer uma saída amigável para compradores arrependidos ou insatisfeitos, está contribuindo para reduzir o índice de chargeback. A experiência do comprador não termina no momento do pagamento. 

É preciso prestar todo o suporte até o recebimento e garantir a satisfação do cliente. Quando você se coloca à disposição para fazer um estorno ou uma troca, uma eventual experiência negativa é revertida e a mesma pessoa pode voltar para comprar no seu site em outro momento.

Além disso, a clareza é importante também na hora de encontrar algo. Na Internet, com apenas alguns cliques, você pode procurar outras lojas vendendo produtos similares, se não encontrar rapidamente na primeira. Garanta que o sistema de busca da sua loja funcione bem, que a navegação seja simples e que tudo o que o comprador precise esteja a um clique de distância. Isso evitará que ele vá comprar em outro lugar um produto que você oferece.

Reconhecimento: aproveite experiências anteriores

Você já parou para pensar que os seus compradores passam a maior parte do tempo deles online em outros sites? É por isso que, ao chegar à sua loja, eles normalmente esperam que as ações e os fluxos funcionem da mesma forma com que já estão acostumados, para que não seja necessário aprender a mexer no seu e-commerce para realizar uma compra.

Uma das formas de estimular isso é utilizar palavras comuns e amplamente aplicadas para indicar ações corriqueiras. Por exemplo: para nomear uma página no seu site com preços promocionais, use termos como “Promoção” ou “Sale”, que são rapidamente reconhecíveis.

É claro que você pode ser criativo, mas sempre tente passar a mensagem principal usando palavras que o comprador já reconhece, contextualizando-as de acordo com o seu público-alvo.

Se o seu negócio for inovador e não existir nada parecido no mercado, certifique-se de que todas as ações e passos dentro do seu site sejam claros. Assim, ficará mais fácil para o usuário entender o que você está vendendo e como ele pode realizar a compra com segurança.

Visibilidade: dê instruções para próximos passos

É possível que você já tenha passado por esta situação: ao se cadastrar para fazer o teste de um produto digital, a loja pediu os seus dados de pagamento, mesmo antes de o período de teste começar. Como não existia qualquer indicação clara dizendo quando aconteceria a cobrança, você desistiu da compra e nem finalizou o cadastro.

Essa situação seria facilmente evitada se existissem avisos durante o processo. Os lembretes devem indicar com clareza todo o fluxo a seguir, mostrando os próximos passos e feedbacks adequados, e tranquilizando o usuário de que ele só seria cobrado depois do período de teste, por exemplo.

Ao pensar na sua loja, tente entender quais são os pontos de dúvida e ansiedades que o cliente pode ter, e procure resolvê-los proativamente, antes de se tornarem um problema. Quando as instruções de como prosseguir são claras, o comprador se sente mais à vontade para dar os próximos passos até concluir a compra.

Simplicidade: ofereça pagamentos transparentes

Toda a experiência de compra, do começo ao final, precisa ter o mínimo possível de interrupções e obstáculos. Isso é especialmente importante na reta final, na hora de concluir o pagamento. Um checkout transparente ajuda a aumentar a confiança do comprador, já que ele enxerga apenas a sua loja e não precisa sair do seu site para concluir a compra.

Outra forma de oferecer uma boa experiência de pagamento para o cliente é ter uma alternativa proativa para eventuais compras negadas. Ao identificar no painel do seu meio de pagamento qual foi o motivo da recusa, você pode oferecer por e-mail uma solução adequada para a situação. Por exemplo, se a recusa se deu por falta de saldo, você pode enviar um boleto com desconto para não perder a venda.

A simplicidade e a transparência também são importantes para evitar perdas financeiras ou transtornos com chargebacks: quando o usuário vê o nome da sua loja na fatura do cartão, e não o nome do meio de pagamento, ele reconhece mais compras e faz menos contestações.

Flexibilidade: ofereça personalização e atendimento humano

Por último, um princípio importante de UX Design diz que uma interface precisa funcionar tanto para usuários leigos quanto avançados. Ao levar isso para o e-commerce, podemos pensar em atender com eficiência a diferentes públicos na mesma loja.

Por exemplo, você pode oferecer produtos de prateleira com preços fixos no seu site, mas também dar a opção de uma compra personalizada, na qual o consumidor tem um atendimento diferenciado para as suas necessidades.

Você pode usar um link de pagamento para finalizar essas vendas customizadas, concluindo a cobrança com total facilidade e segurança para os envolvidos.

Saber que existe uma pessoa real na loja virtual para atender o cliente é um diferencial que pode significar a fidelização dos compradores e o aumento da taxa de conversão do seu site.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.