Estratégias de como cobrar frete fixo no seu e-commerce

por Paulo Henrique Dias Segunda-feira, 11 de outubro de 2021   Tempo de leitura: 12 minutos

De acordo com a 44ª pesquisa Webshoppers Ebit|Nielsen, o faturamento do e-commerce brasileiro registrou alta de 31% no primeiro semestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano anterior. Só o número total de pedidos registrou crescimento de 7%, chegando ao patamar de 100 milhões de compras online realizadas. Os seis primeiros meses do ano acumularam R$53 bilhões em vendas, maior montante já registrado!

A pesquisa Webshoppers apontou ainda que 6,2 milhões de novos consumidores passaram a comprar online nos seis primeiros meses do ano. Isso mostra que o comércio eletrônico brasileiro segue expandindo-se e atraindo tanto clientes quanto novos lojistas.

Como se destacar nesse mercado cada vez mais dinâmico? Além de fatores como o preço dos produtos, qualidade do atendimento e ações de marketing, o frete também pode ser usado como uma ferramenta de atração de clientes.

Se na maioria dos nichos de mercado o preço dos produtos tende a não variar muito, outras facilidades oferecidas pela loja virtual acabam tendo maior peso na decisão do cliente. Estratégias como estabelecer um preço fixo para a entrega tendem a chamar bastante a atenção, especialmente porque o consumidor consegue saber exatamente quanto vai pagar no frete antes mesmo de finalizar a compra.

Mas como cobrar frete fixo? Como chegar a um valor que seja atrativo para os clientes e que, ao mesmo tempo, não traga prejuízos ao empreendedor? A seguir traremos algumas dicas que poderão nortear o lojista nessa busca por respostas.

O que levar em consideração ao cobrar frete fixo do cliente?

Para entender como cobrar frete fixo precisamos antes analisar as variáveis que estão envolvidas nessa estratégia. Antes de viabilizá-la, o lojista deve considerar os seguintes fatores:

  • volume de vendas da loja virtual
  • volume de vendas dos produtos (caso a estratégia seja aplicada apenas a um ou alguns produtos)
  • ticket médio
  • peso do produto
  • medidas (altura, largura e comprimento)
  • regiões de entrega

É um trabalho de levantamento de dados. Não há como elaborar uma estratégia de frete fixo eficiente sem saber pelo menos essas informações sobre seu negócio. A maioria dos dados acima pode ser facilmente encontrada, mas o lojista talvez não saiba como calcular o ticket médio da sua loja virtual.

Calculando o ticket médio do seu e-commerce

A conta para se chegar ao ticket médio é bastante simples. Basta pegar os dados sobre o faturamento total da sua loja virtual no período apurado (mês, trimestre, semestre, etc) e dividir pelo número de vendas feitas. A fórmula é essa:

Ticket médio = Faturamento ÷ Número de Vendas

Descobrir o ticket médio é uma informação importante para determinar estratégias de frete, mas não só por isso. Com esse dado, o lojista consegue traçar ações em outros campos (como o marketing ou o preço dos produtos) visando, por exemplo, aumentar o ticket médio da sua loja virtual para um patamar mais seguro.

Como cobrar frete fixo do cliente?

Agora que você já sabe quais fatores precisam ser analisados antes de se cobrar frete fixo do cliente, chegou a hora de executar a estratégia em si.

É possível cobrar frete fixo de diversas maneiras. As mais comuns estão explicadas a seguir.

Cobrar frete fixo por região

Para cobrar frete fixo, o lojista precisa saber quanto, em média, custa o envio de seus produtos. Fazer essa análise por região acaba sendo mais fácil e é por isso que muitas lojas virtuais cobram diferentes preços de frete fixo a depender da região do país.

Outra dica é estipular frete fixo para produtos com peso e dimensões parecidas, pois fica mais fácil calcular a média das entregas para determinada região. Se no catálogo de itens da loja há muitos itens leves e apenas um ou outro pesado, é importante avaliar se esses poucos itens mais pesados não estão distorcendo a média do preço de envio dos itens mais leves.

Por isso é importante fazer aquele levantamento que dissemos acima e descobrir quais são os produtos que mais têm saída em sua loja virtual. Se produtos pesados e grandes (que custam mais caro para enviar) têm pouca saída, nem vale a pena incluí-los no cálculo da média do custo de envio dos produtos da sua loja virtual, pois isso poderia fazer esse preço médio disparar e inviabilizar a estratégia de frete fixo.

Vale lembrar que o Brasil é um país continental e que, pelo menos para pequenos e médios negócios, estipular um valor fixo de frete que se aplique a todo o território nacional pode não ser uma tarefa economicamente viável. Caso não se sinta seguro para dar um passo tão grande logo no início, comece cobrando frete fixo apenas para o estado ou região onde seu e-commerce está localizado.

Frete fixo a partir de determinado valor de compra

Caso queira aplicar o mesmo custo de frete para clientes de todo o Brasil, o lojista precisará encontrar um valor que viabilize isso. Um ponto de partida é usar a fórmula dada acima e descobrir qual é o ticket médio de seu negócio.

Isso não significa que clientes que compram o equivalente ao valor do ticket médio terão gasto o suficiente para fazer a estratégia de frete fixo ser economicamente viável. Mas esse dado é um ponto de partida importante para se chegar a um valor que faça sentido para o cliente e para o lojista.

Importante: para que a estratégia de frete fixo seja realmente um diferencial competitivo, o cliente precisa perceber que o custo do envio realmente é vantajoso. De nada adianta oferecer um preço tabelado de entrega se ele for mais caro do que o frete calculado pelo cliente em outras lojas. E acredite, o cliente sempre sabe quando está saindo em desvantagem.

Por isso, pode ser que o lojista precise diminuir sua margem de lucro para absorver parte dos custos necessários para a implementação de um frete fixo realmente vantajoso. Tudo isso em prol de atrair mais clientes e aumentar as vendas.

Muitas vezes, o lojista descobre um valor de frete fixo atraente após tentativa e erro. É por isso que é aconselhável testar essa estratégia fora de datas comerciais importantes e minimizar os riscos ao negócio.

Frete fixo por tempo limitado

O gatilho da urgência costuma funcionar bastante no e-commerce. Quando uma promoção ou uma vantagem tem data certa para acabar, o consumidor tende a se sentir mais motivado a comprar. Estratégias de frete fixo e frete grátis seguem essa mesma lógica.

Criar uma campanha que ofereça frete fixo por tempo limitado pode ser uma boa oportunidade para o lojista atrair clientes e ao mesmo tempo testar a viabilidade econômica da ação. Caso nunca tenha feito isso antes, talvez seja prudente começar com uma campanha fora de uma data comercial muito importante, para evitar maiores prejuízos.

Dessa maneira, o empreendedor poderá avaliar o sucesso da campanha e o que precisa ser melhorado, ficando mais preparado para executar a estratégia novamente em uma data mais importante (como a Black Friday 2021, por exemplo).

O frete como estratégia de vendas

De acordo com a Econsultancy, 55% dos abandonos de carrinho no e-commerce brasileiro acontecem por causa do custo do envio. É por isso que cobrar frete do cliente é algo que requer atenção. Uma estratégia bem executada pode determinar a finalização da compra.

Oferecer frete fixo ou frete grátis atrai consumidores. Mas, mesmo que sejam ações pontuais, o lojista ainda precisa se preocupar com o abandono de carrinho motivado pelo frete no resto do ano? Como amenizar esse problema mesmo sem oferecer gratuidade na entrega?

A primeira coisa que o empreendedor deve prestar atenção é na variedade de fretes que está oferecendo. Alguns clientes optam pelo envio mais barato, enquanto outros preferem uma entrega expressa que priorize o prazo curto. Portanto, ofereça essas duas modalidades ao cobrar frete.

Outra questão importante é não ficar preso a apenas uma transportadora. Além de representar um risco para a logística de sua loja virtual, essa prática ainda pode privar o empreendedor de obter preços mais vantajosos.

Para aliar variedade de opções de frete e entregas com diversas transportadoras, há plataformas gratuitas de cotação e contratação de fretes no mercado. Usando soluções como essas, o lojista consegue tanto oferecer custos de envio mais baratos, quanto pagar menos quando for calcular a viabilidade de cobrar frete fixo dos clientes.

Seja lá qual for o tipo de estratégia de frete que o lojista opte por implantar, é importante que ele esteja sempre atento aos resultados da ação. Avaliar o que deu certo e o que precisa ser melhorado é tão importante quanto o volume de vendas e clientes que a estratégia trará. Dessa maneira, as próximas campanhas de frete tendem a ser cada vez mais assertivas, trazendo vantagens tanto para o empreendedor quanto para os clientes.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER