Como escolher um domínio e uma hospedagem de sites para minha loja virtual

por Alice Wakai Sexta-feira, 22 de março de 2019   Tempo de leitura: 9 minutos

Se você acompanha o site do E-Commerce Brasil, deve saber que, apesar de todos os desafios, vender online é uma ótima oportunidade de negócio.

Tanto para quem nunca empreendeu antes, quanto para quem já está no varejo físico e quer aumentar as vendas para todo o país, o e-commerce oferece benefícios interessantes para se tornar o dono da sua própria empresa.

A ideia deste artigo é entender como uma hospedagem de sites pode te ajudar a começar um site de e-commerce.

Se você já fez a lição de casa deve ter começado pelo planejamento da sua loja: definiu quem será seu consumidor, fez uma pesquisa de mercado aprofundada sobre o seu produto e concorrentes, mapeou os investimentos iniciais, abriu um CNPJ para poder emitir notas fiscais e tudo mais.

Não vamos nos deter nesta parte. Mas, se você precisa de ajuda, recomendamos procurar o apoio de especialistas ou entidades como o Sebrae ou o próprio E-Commerce Brasil, que é referência no setor e produz artigos, webinars e palestras de alto nível com este foco.

Ok! Estoque pronto, planejamento do negócio definido, é hora de partir para a próxima etapa: entender quais são os serviços necessários para colocar sua loja no ar.

Aí começam as dúvidas: como escolher um domínio? Onde hospedar meu site? Qual é a plataforma mais adequada?

Estas são dúvidas recorrentes e por isso vamos dar algumas dicas valiosas que farão a diferença nesta etapa do seu negócio.

Mas já aviso com antecedência que a ideia é mostrar apenas um caminho possível para criar sua loja que começa com o registro do seu domínio e depois a escolha da hospedagem de sites e a plataforma para colocar seu e-commerce no ar. É claro que criar uma loja virtual do zero envolve outros processos, que foram muito bem resumidos neste artigo do Leonardo Vergani, mas estes serão abordados em outra oportunidade.

Escolha um Domínio para a sua loja virtual

O primeiro passo para escolher um domínio para o seu e-commerce é também um dos itens mais importantes. O domínio é o seu endereço – o nome pelo qual seus clientes vão te encontrar nos mecanismos de busca da internet.

Ou seja, escolher o domínio é tão importante quanto definir o nome da sua empresa e você deve usar palavras fáceis de serem lembradas, pronunciadas e escritas. Uma dica importante é que seu domínio deve apontar para o tipo de produto que você vai vender, como por exemplo ‘pedrocarimbos.com.br’ ao invés de ‘lojadopedro.com.br’.

Outra curiosidade sobre domínios: você sabia que existe uma variação enorme de extensões além do ‘.com.br’? Alguns tipos são: ‘.store’, ‘.online’, ‘.tech’ e ‘.floripa.br’. Cada um indica uma finalidade, como por exemplo o ‘.floripa.br’ que representa negócios localizados em Florianópolis.Se você achou curioso, vale a pena depois dar uma aprofundada e ver outras boas práticas de como escolher um bom domínio para a sua loja.

Mas não basta apenas escolher o domínio, é preciso registrá-lo o mais rápido possível – pois alguém pode ter escolhido o mesmo nome antes de você. Para fazer o registro, basta acessar o site de uma empresa de registro de domínio ou do Registro.br e realizar o pagamento por período de uso: 1 ano, 2 anos, etc.

Ah, lembre-se que os registros têm prazo de duração e precisam ser renovados de acordo com o contrato que você fez.

Escolha uma empresa de hospedagem de sites

Pronto, agora que você já registrou o seu endereço na internet vai precisar de um serviço de hospedagem de sites. Este serviço funciona como um ‘terreno’: ele fornece um espaço dentro de seus servidores para armazenar os arquivos e dados do seu e-commerce, como vídeos, textos e imagens.

Há muitos planos de hospedagem de sites disponíveis no mercado, por isso é fundamental mapear as necessidades do seu e-commerce antes de efetivar a contratação. De qualquer forma pacotes otimizados para lojas virtuais sempre terão recursos mais adequados e úteis, como por exemplo, um Criador de Sites ou Gerenciadores de Conteúdo como o WordPress.

Preste atenção ainda à reputação da empresa que você vai contratar, ao tempo de disponibilidade que ela oferece (afinal ninguém merece ficar na mão em plena Black Friday) e se o suporte é 24 horas e na sua língua nativa. Estes são guias valiosos que na verdade valem para qualquer parceiro ou fornecedor que você contratar.

Ah e não se esqueça de adicionar o seu domínio ao plano de hospedagem contratado, pois sem essa informação os computadores não conseguirão exibir o seu site.

Escolha uma plataforma para criar o layout e o conteúdo da sua loja

Se a hospedagem de sites é o seu terreno, a plataforma representa todos os materiais necessários para começar a construir a sua loja. É neste ambiente que você vai criar o layout, o conteúdo e outros elementos da sua loja e personalizá-la do jeito que você imaginou.

Importante ressaltar que para quem está criando um e-commerce do zero existem dois caminhos a seguir: contratar uma plataforma paga ou usar uma gratuita. Se a ideia é fazer tudo por conta própria ou chamar um desenvolvedor para ajudar, a melhor opção é recorrer às soluções gratuitas como WooCommerce (plataforma do WordPress), Magento ou PrestaShop.

Escolher a plataforma é uma grande decisão. Além de encontrar a plataforma que te dê mais confiança, velocidade e segurança, você precisa prever os recursos que ela dispõe para personalizar layout, conteúdo, expandir, alterar recursos e aguentar o crescimento do tráfego de visitas. Quanto mais flexível ela for, melhor para o seu site se desenvolver.

Indo um pouco além: ela precisa ser fácil para que você ou a sua equipe façam o gerenciamento de pedidos, controle de estoque e outras tarefas diárias de um e-commerce. Antes de qualquer coisa faça um checklist como este com perguntas-chave para fazer durante a decisão de contratar a plataforma.

Outra opção bem simples para quem é leigo no desenvolvimento de plataformas ou não pode contratar um programador logo no início é usar um Criador de Sites. O Criador de Sites é uma solução prática para começar a sua presença online, com layouts prontos e customizáveis no modelo ‘arrasta e solta’. Veja um exemplo de site feito com um Criador de Sites:

Conclusão

Para concluir, colocar um e-commerce no ar pode ser uma tarefa complexa. Mas a ideia é fazer tudo de forma bem planejada, seguindo cada passo com atenção e assim garantir o sucesso da sua loja virtual.

Caso tenha ficado alguma dúvida no caminho, aqui você encontra um resumo de como montar uma loja virtual.

Você está pensando em criar sua loja ou já tem uma? Compartilhe como está sendo sua experiência aqui com a gente!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER