Como não errar na hora de escolher o ERP?

por Denis Gonçalves Quinta-feira, 18 de outubro de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

Investir em um sistema de gestão empresarial é uma estratégia que permite alcançar uma vantagem competitiva no mercado. No entanto, a escolha de um ERP exige uma atenção maior, pois, caso ele não suporte o negócio em questão, fará com que o investimento não gere os benefícios esperados.

Profissionais da área administrativa revelam que os fatores mais relevantes na hora de escolher um ERP é o preço, a facilidade de implantação, facilidade de operações, qualidade de serviço, funcionalidades, aproveitamento do hardware, potencial de crescimento com a ferramenta, qualidade do suporte técnico, documentação e manuais, além de experiência e tradição no mercado do fornecedor do sistema.

Como, então, escolher o melhor sistema de gestão? Primeiramente, para não errar com o ERP, a empresa deve fazer uma pesquisa interna e entender quais são as suas necessidades, mapeando todos os processos e identificando o que precisa de uma gestão automática. A partir disso, a organização poderá buscar de forma mais específica os sistemas que melhor atenderão seus objetivos.

Em seguida, é importante que se faça uma pesquisa entre os fornecedores de ERPs, procurando referências e opiniões sobre a infraestrutura oferecida por cada um deles. Uma tática interessante é optar por um fornecedor que já atenda outras empresas do mesmo setor da organização em questão. Afinal, o suporte técnico já está adaptado aos problemas mais comuns e as soluções de dificuldades técnicas ocorrem com mais agilidade.

Além disso, na hora de escolher a solução ideal de ERP é preciso que o empreendimento tenha em mente suas metas e objetivos a serem alcançados, tanto em curto quanto a médio ou longo prazo. Decidir por sistemas que sejam flexíveis no atendimento de demandas a qualquer momento evita que haja uma posterior troca de ERP.

Uma outra razão que envolve a escolha de sistemas de gestão empresarial é a questão da segurança dos dados e informações inseridas no sistema. Muitos gestores ficam em dúvida se optam por uma armazenagem local ou em nuvem. Por isso é preciso entender os prós e contras de cada um: enquanto a armazenagem local exige investimento com hardware e equipe treinada para configuração e manutenção, a armazenagem em nuvem é mais barata. Porém, exige uma pesquisa maior por fornecedores que confirmem a entrega de uma segurança eficaz.

Quando o objetivo é adquirir um ERP por conta da mobilidade e praticidade no acesso às informações do sistema, é importante que o sistema de gestão prestes a ser escolhido obtenha essa usabilidade móvel. Ou seja, permita a gestão dos dados de qualquer lugar e por meio de dispositivos móveis.

Com isso, organizações devem investir em uma boa pesquisa antes de adquirir qualquer sistema de gestão. Acertar na escolha diminui as chances de o ERP ter algum problema tão grande que necessite de uma revitalização. Ou, na pior, a troca, o que aumenta por consequência o ROI do sistema.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.