Projeto mantido por:

Principais erros ao vender em marketplace

por Thiago Sarraf Terça-feira, 29 de março de 2022   Tempo de leitura: 6 minutos

Estar presente nos principais marketplaces do país é indispensável para todo lojista. O marketplace já possui grande fluxo de consumidores e garante segurança nas compras, o que sua loja ainda pode não ter no primeiro momento.

Principalmente para produtos com grande procura, os marketplaces são lugares ideais para anunciar as ofertas e garantir um giro no estoque e de caixa também.

Porém, existem alguns erros cometidos pelos lojistas que podem estar prejudicando as vendas e o desempenho dentro dos marketplaces.

Vamos falar sobre os principais erros ao vender em marketplace.

Vantagens do marketplace

Antes de iniciarmos com os erros cometidos, vamos listar algumas vantagens e razões pelas quais estar presente nos marketplaces é necessário.

  • Fluxo já garantido de visitantes
  • Segurança nas compras
  • Sem gastos em marketing
  • Exposição dos produtos

Diferentemente da loja própria, o marketplace já possui estrutura e reputação entre os consumidores, o que garante segurança na hora de finalizar as compras. Iniciar as vendas por essas plataformas é perfeito para as lojas iniciantes que ainda estão se estabelecendo no segmento.

Erros ao vender em marketplace

Porém, os vendedores de marketplace cometem alguns erros comuns que atrapalham no desempenho do negócio.

Precificação errada

Muito caro ou muito barato, os dois extremos podem atrapalhar na venda dos seus produtos nos marketplaces.

O produto muito acima da média não traz benefícios para o consumidor, especialmente quando é um produto comum de ser encontrado. Já o produto muito barato, ao contrário do que muitos imaginam, não atrai mais vendas. Afinal, deve haver algum motivo pelo qual o preço encontra-se tão abaixo da concorrência, e gera-se desconfiança.

Não há problemas em o preço de venda do produto ser diferente em plataformas distintas. Cada marketplace possui taxas diferentes e também custos distintos da loja própria.

Viver de marketplace

A presença no marketplace é indispensável, mas depender mais de 50% do lucro do marketplace pode ser um tiro no pé. Os anúncios e a exposição destes estão diretamente relacionados às regras da plataforma. A mudança repentina de qualquer regra pode impactar negativamente suas vendas e causar perdas significativas no faturamento mensal.

Os marketplaces são ótimos canais de divulgação, e geram fluxo de estoque e caixa para o lojista. Mas não se esqueça da loja própria. É por lá que o empreendedor arruma a casa do jeito que quiser.

Atendimento ruim

Quem nunca teve um problema com compras em marketplace não fez compras o suficiente na Internet.

Erros acontecem, é preciso trabalhar para que não ocorram, mas passam. O importante é saber lidar de forma profissional e ser ágil para resolução deles.

Sempre digo que quem vende na Internet precisa primeiro ser um consumidor assíduo. Afinal, o mínimo que esperamos é receber o produto pelo qual pagamos e em condições condizentes com a foto do anúncio.

Quando isso não acontece e o vendedor cria diversos problemas para resolver a questão, ou resolve de forma a piorar o problema ou relacionamento com cliente, pode ter certeza de que este não irá voltar a consumir.

Gestão

Os problemas anteriores podem ser resumidos, de forma simples, a um principal, que é a gestão.

A má gestão de um negócio dentro dos marketplaces leva a erros, o que sobrecarrega a operação, aloca time para outras funções e resulta em um atendimento ruim.

Não queira carregar mais do que as mãos conseguem segurar, ou seja, não adianta estar presente em todos os marketplaces se as vendas estão sendo desorganizadas e voltando com reclamações.

Foque em poucos canais no começo e, conforme surgir demanda e segurança, expanda o negócio para demais frentes.

Loja própria ou marketplace

Ambos.

São consumidores diferentes que podem estar em busca de produtos diferentes. Trabalhe com produtos exclusivos na loja própria enquanto o marketplace se encarrega da alta demanda e compete por volume.

Leia também: Marketplace com conteúdo é o diferencial

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER