O que errei por não perguntar ao escolher um Meio de Pagamento?

por Mauro Tschiedel Terça-feira, 15 de agosto de 2017   Tempo de leitura: 5 minutos

Há alguns meses, comecei a procurar um imóvel. A cidade aqui é pequena então é mais fácil que SP, mas mesmo assim é uma atividade que demanda tempo e paciência. Minha saga por meios de pagamentos para receber meus boletos registrados foi e ainda continua igual achar um imóvel.

Nos imóveis, alguns tem preços que não valem, uns dá para perceber que são enfeitados para cair no preço pedido, outros são mal cuidados e podem custar caro para arrumar, e por aí vai.

Na saga dos meios de pagamento, passei por uns 4 meios de pagamentos e um banco, e pude perceber a similaridade com o mercado de imóveis.

Neste artigo tenho dois objetivos, um deles é alertar o real cliente dos meios de pagamento, no caso do e-commerce, bem como o lojista. O outro é o CEO, dono, boss, manda chuva dos meios de pagamento ou bancos.

Meu foco aqui são os boletos. Não cheguei testar cartão de crédito.

Vou relatar o que já passei tentando achar o meio de recebimento dos boletos registrados ideal, e criar algumas perguntas para quem irá trilhar este caminho, vamos lá:

O caminho

Usava um banco para emissão dos boletos simples, era uma maravilha, não tinha problemas de lentidão, pois rodava no meu sistema, estava sob minha asa. Uma ou duas vezes por ano, aconteceram atrasos nas compensações. Era acessar antes das 07:00 e tirar o relatório do que foi compensado e estava lá, todo mundo feliz.

Então, migrei para um meio de pagamento e na segunda semana de uso os boletos só compensaram às 10:00 horas, imagina o estrago no fluxo de pedidos. No período de 20 dias que permaneci com eles isso aconteceu duas vezes

Pode ter sido azar, mas o pior é a falta de informação. Você fica sem saber se vai compensar ou não. 

Escolhi outro e lá fomos nós. Este é mais bonitinho, com API, dashboard, relatórios e etc. Tudo para ser um sucesso, mas não foi. Sabe aquela coisa tão óbvia que não perguntamos? É tipo perguntar se o carro vem com estepe.

Havia um dashboard para exibição da lista de boletos, obviamente, deveriam aparecer os boletos. Certo? Errado! Coloquei para rodar e para minha surpresa, não conseguia ver no dashboard os boletos gerados via API, estranhei.

Entrei em contato e fui informado que os gerados via API, só aparecem lá num canto, escondido, por serem gerados via API. Tá, mas tem como fazer relatório ali e tal? Não, não tem. Tá, mas tem como mandar por e-mail? Não também. Ou seja, lasque-se o cliente. E eu discutindo usabilidade com minha equipe. Lá se foi mais um.

Lá vamos nós, começamos usar e no fechamento da primeira fatura fui conferir os valores com o site e, simplesmente, mudaram os valores de cobrança dos clientes novos e os antigos continuaram iguais.

Fiquei feliz, mas fui ver à fundo e eles baixaram o preço para os clientes novos, e mantiveram o mais caro para os antigos. Ou seja, o cliente já conquistado ficou pagando mais caro que o novo. Qual cliente ficaria feliz com isso?

Para piorar, este mesmo teve uma situação estranha, foi um feriado na cidade do meio de pagamento, e os boletos não compensaram no horário combinado, apareceram às 11 horas. Será que o cara da TI estava dormindo?

Então, pensei, “vou negociar com o meio do cartão de crédito que estava usando, já que antes eles não tinham política de boleto registrado”, mas não teve jeito. Vai continuar 3,99%. Olha, pagar quase R$ 12,00 de boleto para um pedido de R$300,00 é demais para minha cabeça. Isso só se justificaria para pedidos abaixo de 100,00 reais, então, cobrar % para boletos, preste atenção e faça suas contas.

Quase cansando, decidi buscar um banco e fazer direto. Desenvolvi um módulo de integração à minha loja e no teste já vimos que não ia funcionar. Quando o boleto era emitido e estava tudo correto, funcionava. Mas se tinha algum dado errado ou outro tipo de erro, o retorno do erro no site era: “Ocorreu um erro” e não dizia nada, não era amigável ao usuário, usabilidade zero. Este eu nem cheguei implantar, só perdi a mão de obra de desenvolvimento.

Voltei a busca do próximo e encontrei uma casa enfeitada, bonitinha, com preço bom. Esta história é longa, desenvolvi, implantei e durante o processo já notei algumas coisas estranhas, por exemplo: eu gerava um boleto, ia no dashboard e entrava no pedido/boleto gerado e não tinha um botão para re-imprimir o boleto ou mesmo enviar ao cliente. Por que não? Tudo bem, eu que sou mala.

Bom, o dashboard tinha filtros por data, pago, não pago, etc, tudo 100%. Novamente, cai na besteira de pensar que o óbvio foi feito para o cliente. Coloquei em funcionando e no segundo dia ao filtrar os boletos compensados, tive uma triste surpresa.

O filtro de data era para o dia que o boleto foi gerado e não pelo dia que foi pago. Ou seja, o ‘dashboard’ não tinha filtro por boletos compensados no dia, tinha que ficar catando, paginando os boletos e abrindo um por um para ver qual foi pago hoje, se não foi ontem, etc.

O cliente sou eu, ai perguntei se teria como colocar o filtro ou algo assim, me informaram que estão redesenhando um novo dashboard. Fiz a pergunta de 1 milhão…tá…e vai ter o filtro né? NÃO, só na segunda versão do novo dashboard, porque eu pedi, ninguém tinha pensado nisso. Detalhe, a nova versão sairia daqui 6 meses.

A novela não acabou por ai. Bom, me conformei e fui ver como poderia ter acesso a essa informação. Sim, tem que exportar para um excel o qual vai por e-mail, ou seja, nem para baixar o excel dava!

Tinha de esperar o e-mail chegar e aí filtrar por uma coluna os autorizados no dia de hoje. Passou 5 dias de uso e o e-mail com o relatório parou de chegar, ou seja, não tinha como eu saber o que foi compensado naquele dia, só manualmente. Acham que acabou?

Aqui tem mais história, mandei o link do boleto para o atendimento e para minha surpresa, a mensagem escrita no corpo do boleto estava diferente da mensagem que abria no meu PC, ou, ou seja, o mesmo boleto, com ‘textos’ diferentes, não preciso explicar mais nada.

Hoje, estou a procura da casa perfeita, com um preço justo, a qual tenha portas e janelas e seja organizada.

Aos Lojistas

Se você tem um e-commerce e vai contratar um meio de pagamento, abaixo perguntas a serem feitas e que podem te tirar de enrascadas. Alguns são óbvias, mas faça!

O Dashboard contempla os boletos gerados pela api e manualmente, eles irão aparecer no mesmo local?

Tenho como filtrar os boletos pagos/compensados no dia, no dashboard. Me mostre isto funcionando?

O boleto gerado é em pdf ou em html? Se for em em html, pergunte como eles tratam o risco do cliente que abrir o boleto ter vírus no computador do cliente e adulterar ele?

Quando é feriado na cidade sede de vocês, os boletos compensam? Como funciona isto?

Tenho um boleto no dashboard, já gerado pela API ou outro meio, posso enviar diretamente do dashboard o link ou abrir em nova aba e enviar ao cliente?

Posso alterar a data de vencimento de um boleto no dashboard? Para alguns negócios os clientes esquecem, tem datas específicas de pagamento, solicitam prorrogação da data de pagamento, o mais prático era só adiar o vencimento para mais uns dias. Mas muitos meios, não tem esta opção de fácil acesso.

Se no momento de gerar o boleto der algum erro, qual a mensagem amigável que dá ao cliente?

Se eu gerar um boleto de R$ 1.000,00 você vai continuar me cobra porcentagem sobre o pagamento? Exemplo: 1.000,00 x 3,99% = R$ 39,90, para um boleto?

Se atrasar compensação serei informado? Como serei informado do prazo?

Aos Meios de Pagamento

Se algum CEO dos meios de pagamentos ler este artigo, tente responder as perguntas acima, como se fosse um lojista. Se não conseguir responder, pense que seu concorrente pode estar ajustando o sistema.

Faça um exercício de melhoria de processo interno e verá que tem muita coisa para ganhar. Muitas delas são extremamente fáceis de resolver e terão um ganho extremo de competitividade, além disso o cliente/lojista brasileiro merece produtos melhores.

Justificativas que o Mauro tem um fluxo diferente, não segue o padrão, só empurram os problemas com a barriga. Os problemas que tive, são problemas fáceis de serem resolvidos e foram reportados aos seus respectivos gerentes de conta ou vendedores. Seu concorrente pode estar trabalhando nas melhorias agora!

Não adianta falar que meu checkout de pagamento é mais eficiente, se a usabilidade do seu sistema é ruim. Como os lojistas vão confiar na sua análise de fraude, se ainda temos de usar excel para filtrar datas de compensação? Pense nisso.

Este artigo ficou mais longo do que o normal, porém foi feito para que todos tenhamos serviços de melhor qualidade e saibamos escolher com mais certeza e tranquilidade os serviços adequados aos nossos negócios.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.