Acesso rápido

Como um ERP de qualidade pode mudar sua relação com o trabalho

por Sidney Zynger Quinta-feira, 15 de agosto de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Uma ferramenta que torna os processos mais simplificados dispensa menos tempo e mão de obra. É ou não é o plano ideal para empresas de todos os portes? Independentemente se o seu negócio for uma loja física ou virtual, a organização é o fator chave que pode mudar a sua relação com o trabalho. E isso, um bom sistema ERP pode (e deve) oferecer.

Para quem ainda não está familiarizado com o termo ERP, ele significa “Enterprise Resource Planning”, em tradução livre seria ‘Planejamento de Recursos Empresariais’. São softwares que viabilizam a integração de setores corporativos em uma plataforma única, a fim de facilitar a administração de uma empresa. Sendo assim, a plataforma ERP é um sistema que agrega informações e simplifica o gerenciamento integrado.

Integração é a palavra

O mercado dos sistemas de gestão estão crescendo muito no Brasil e no mundo. Isso é uma consequência exponencial do crescimento do comércio eletrônico, que busca na ferramenta – mais do que gestão – integração! A integração amplia as possibilidades de venda e garante que as operações aconteçam de forma mais fluida.

A vida já é tão corrida para ainda ter tempo para planilhas impressas, incômodos com desencontro de informações, sistemas antiquados e cheios de processos. Facilitar é a palavra que vem ao encontro do profissional no nosso tempo. Ele quer praticidade e vantagens para as operações diárias, a fim de ter mais tempo para pensar de forma criativa e projetar a empresa em novos cenários e perspectivas. Por isso, automatizar é o caminho.

Entre as vantagens de um sistema de gestão automático, estão também a economia em contratações de funcionários da área administrativa, pois processos trabalhosos como emissão de Nota Fiscal, controle de estoque ou pedidos de clientes se tornam mais simples. Além disso, devido a menor burocracia dos processos, as chances de erro na comunicação entre os setores é diminuído consideravelmente.

Gestão de pessoas

A agilidade também garante maior competência aos setores e menor margem de erro pois um sistema unificado integra as informações necessárias. Ou seja, além de unificar as operações diárias, como por exemplo, gestão de estoque, compras, departamento de recursos humanos, controle financeiro, logística etc, um ERP pode também ser útil para gerir apenas uma ou outra área específica para tornar aqueles processos mais eficientes.

No final da década de 1980 é que se começou a falar em sistemas de gestão. E de lá pra cá muita coisa mudou na tecnologia como um todo. Assim também foi com o ERP que, na época, era pensado apenas para grandes empresas e focado somente na área financeira e contábil. Então, nos idos dos anos 1990 é que os sistemas passaram a integrar também módulos de recursos humanos, vendas e marketing.

Conclusão

Hoje, o mercado ERP tem foco não somente em grandes empresas, mas principalmente nas pequenas, médias e até micro empresas, que tiveram grande ascensão no mundo todo e que precisam organizar seus processos de trabalho e logística.

Especialmente nos últimos anos, as soluções dos sistemas de gestão evoluíram para ferramentas mais versáteis e multifacetadas, sempre com o foco em auxiliar as empresas a melhorar suas operações, oferecer mais rentabilidade e melhor desempenho.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.