Acesso rápido

Entenda a importância das imagens nas vendas do e-commerce

por Karine Figueiredo Sexta-feira, 08 de fevereiro de 2019   Tempo de leitura: 10 minutos

“Uma imagem vale mais que mil palavras”. Você já deve ter ouvido esse ditado popular e, quando o assunto é e-commerce, ele faz total sentido. A imagem é a primeira coisa que o usuário vê em uma página de produto e ela faz muita diferença no momento da compra.

O varejista deve analisar se vale a pena tirar suas próprias fotos para divulgar os produtos

Pense na sua experiência como consumidor. Você já desistiu da compra porque não conseguiu dar zoom na imagem ou não sabia a dimensão real do produto? Ou acabou comprando um item online e quando chegou na sua casa estava diferente da foto do site?

Infelizmente, esses problemas são bem comuns e também acontecem com frequência com os seus clientes. Imagens de baixa qualidade, desatualizadas e com design ruim afetam a percepção e interesse dos usuários pela sua loja online. E o pior, eles acabam procurando outros sites com melhor experiência de compra e podem encontrar seus concorrentes.

Mas como criar fotos adequadas para o seu e-commerce? O ideal é produzir internamente ou buscar com fornecedores? Vamos falar sobre isso e muito mais no post de hoje. Confira!

Como lidar com um consumidor cada vez mais exigente?

Você já ouviu falar em varejo omnichannel? Ou ainda em consumidor omnichannel? Se você não sabe o que é isso, está na hora de descobrir!

Omnichannel é um conceito no qual os consumidores possuem interações tanto no ambiente físico quanto no online durante a jornada de compras. Isso acontece muito hoje em dia, principalmente em compras de alto valor que exigem muitas informações para a tomada de decisão.

Por exemplo, imagine que você quer comprar um sofá e encontrou um modelo que gostou em um e-commerce. Porém, você não sabe se ele é realmente confortável. Então, o que você faz? Vai a uma loja física, sente o conforto do produto e compra pela internet – se o preço for mais baixo.

A realidade do e-commerce é bem diferente do ambiente físico. No comércio eletrônico, não há vendedores para explicar os detalhes do produto. Então, o principal desafio do varejo online é conquistar o consumidor com uma página de produto completa e que tire todas as suas dúvidas.

Seguindo essa lógica, é preciso compreender que: o seu cliente espera ter uma experiência de compra online tão boa quanto ele teria em uma loja física. E o que ele precisa para tomar uma decisão de compra e ainda se fidelizar à sua marca? De informações! Isso mesmo: consumidor na dúvida não compra.

E ainda, imagine uma página de produto sem imagem ou de baixa qualidade? As chances de abandono do site são muito grandes.

Você sabia que 3 a cada 10 consumidores abandonam a compra devido a falta de informações nas páginas de produto no e-commerce?

Portanto, as fotos no e-commerce não são só importantes, são imprescindíveis.

Por que as fotos são tão importantes para o e-commerce?

A imagem é dos principais fatores de conversão no comércio eletrônico e não é à toa. Ela é a maior atração do produto no momento da compra. É ela quem faz o consumidor clicar sobre um produto na grade de buscas e também é ela que inspira o consumidor a comprar ou não o produto.

Vamos a um outro exemplo:

Imagine que você esteja focado em atividades físicas e resolveu comprar um tênis pela internet. Mas você ainda não sabe qual marca e nem modelo.

Para se decidir, além do preço, você precisa definir a cor. E como você escolhe? Por meio de imagens, de preferência de muitas imagens que mostrem o produto de frente e em outras posições.

Porém, as fotos que você encontra estão com baixa resolução e embaçadas. Você compraria? Um site assim não passa credibilidade, já que você não consegue visualizar o produto, não é mesmo?

O fato é que as fotos no e-commerce são importantes desde quando esse tipo de venda existe. Em sua apresentação no Internet Retailer Conference & Exhibition 2012, Lauren Freedman, presidente da The E-tailing Group, disse que a informação do produto deve começar com imagens como parte da experiência de compra online.

Além disso, ele apresentou um estudo que mostra que 75% dos usuários considera imagens de qualidade como um fator decisivo no momento da compra.

E tem mais! Um teste A/B realizado pela Optimizer apontou que imagens de qualidade aumentam a conversão de vendas em 9%.

O que você deve considerar ao incluir uma imagem no seu site?

Como falamos, as imagens comprovadamente aumentam as vendas no e-commerce. E existem alguns fatores que devem ser levados em consideração na hora de produzir as suas:

1. Resolução mínima de imagens para o e-commerce

Para que o consumidor consiga visualizar seu produto para tomar uma decisão de compra, você deve apostar nos detalhes. Portanto, é muito importante se preocupar com a resolução das imagens.

Assim, quanto mais pixels ela tiver, melhor será a sua nitidez. Porém, não adianta inserir uma imagem muito pesada, pois isso pode atrapalhar o tempo de carregamento da sua página e afastar usuários.

O recomendável é ter no mínimo:

  • Imagens retangulares: 640 x 480 pixels
  • Imagens quadradas: 640 x 640 pixels

Vejamos o exemplo do Google Shopping. Desde a sua atualização em 2016, as recomendações são:

  • Forneça a maior imagem disponível com fundo branco.
  • Examine a URL da imagem para encontrar o redimensionamento de parâmetros que renderizam uma imagem menor.
  • Evite incluir informações temporais, como preço ou promoções ou logos nas imagens.
  • O tamanho mínimo para imagens para não são de vestuário é de 100×100 pixels
  • O tamanho mínimo para imagens que são de vestuário/moda é de 250×250 pixels.
  • O tamanho recomendado para todos os produtos é de pelo menos 800 x 800 pixels
  • As imagens não podem ser maiores que 16 MB.

2. Função zoom

Você já deve ter reparado que diversos e-commerces hoje utilizam a função zoom, ou seja, permitem que o usuário dê um zoom para ver melhor a imagem. Isso é fundamental para mostrar os detalhes do produto e tirar dúvidas do consumidor.

3. Imagens secundárias

Você se sentiria confortável para comprar um tênis se o site disponibilizasse apenas uma imagem? É bem possível que não. Afinal, como você vai se decidir se não puder ver o produto em várias posições e com mais detalhes? É por isso que as imagens secundárias são tão importantes.

Porém, nem todas as lojas online se preocupam com as imagens secundárias, também chamadas de extras. O EQI, a pesquisa que avalia a qualidade do e-commerce brasileiro, considera que cada produto deve ter 2 ou mais imagens para oferecer uma boa experiência de compra online.

O estudo mostrou que apenas 34% do comércio eletrônico possuem imagens secundárias.

No próximo texto, conheça os prós e contras de tirar as próprias fotos no seu e-commerce.

Artigo republicado com autorização da autora. Texto original disponível aqui.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.