Acesso rápido

E-mail marketing – presente, passado ou futuro?

por Mário Almeida Terça-feira, 04 de setembro de 2012

No ano de 1971, o americano Ray Tomlinson enviou o primeiro e-mail e, mais de 20 anos depois, em 1997, a Microsoft pagou 400 milhões de dólares na aquisição do Hotmail. Hoje, vivemos a era da consolidação das mídias digitais e do uso dessa forma de comunicação pelas empresas, englobando suas estratégias e aproximação do seu público-alvo. Porém, com tantos canais disponíveis na internet, ainda existe espaço no planejamento de marketing para ações como um simples e-mail?

Indicadores do IBOPE/NetRatings, em março de 2012, apontaram no país um número de quase 50 milhões de internautas ativos em residências e no trabalho, que navegam aproximadamente 49 horas por mês. Segundo levantamento do CETIC.br (Centro de Estudos sobras as Tecnologias da Informação e Comunicação), em relação às atividades desenvolvidas na Internet para comunicação, 78% dos usuários enviam e recebem e-mail, atividade que recebeu maior percentual.

No universo do e-commerce, o uso do e-mail marketing ainda se mostra peça fundamental nas estratégias de marketing das empresas. Um estudo realizado pela Multichannel Merchant, em junho de 2012, apresentou o e-mail marketing como o canal mais efetivo para uma estratégia. Outro relatório, elaborado pela Return Path, multinacional especializada em monitoramento de certificação e reputação de e-mails, afirma que as leituras das mensagens via dispositivos móveis aumentou 34% desde 2011.

Em um cenário desses, há uma inclinação grande em dizer que o e-mail se torna uma ferramenta poderosa de divulgação! Mas como vencer as caixas de spam? Isso dependerá do planejamento de cada empresa.

Um e-mail marketing para o presente é aquele que alinhe as necessidades do consumidor e entregue algo relevante para alguém específico. Mas como achar essas pessoas? A compra de mailing foi uma tática utilizada no passado, que mais produzia uma imagem negativa das marcas que comunicava algo. O ideal é criar a sua própria base de e-mails, com consumidores que fizeram o opt-in de forma consciente.

Outra estratégia que se faz necessária para uso do e-mail marketing é acompanhar o resultado de cada campanha. Assim, o uso de ferramentas automatizadas é crucial para o envio adequado das mensagens e o monitoramento se faz necessário para entender o comportamento do público-alvo em relação aos estímulos recebidos por parte do e-mail marketing.

Para o futuro, é fundamental otimizar as estratégias, repensar a forma e o conteúdo das mensagens, analisar as tecnologias emergentes – principalmente relacionadas aos dispositivos móveis – e traçar caminhos que melhorem esses índices para que o e-mail marketing desempenhe o seu papel e contribua com as metas de uma organização.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.