E-industry, você conhece este termo?

por Fred Rocha Quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Acredito que este termo ou palavra ainda não exista. Criei para propor uma reflexão/discussão que a meu ver é mais que apropriada, é necessária principalmente para o e-commerce. Que as impressoras 3D estão em alta não é novidade, o que muitas pessoas ainda não atentaram é para as transformações que serão ocasionadas pelas recentes descobertas em relação ao poder que estes equipamentos têm e vão exercer num futuro muito próximo. Poder inclusive de mudar a forma como conhecemos o consumo hoje.

Embora para muitos elas pareçam ter apenas aplicações simples e decorativas, o potencial desse tipo de tecnologia é enorme e impressionante. Um exemplo disso são as impressoras 3D capazes de gerar comida, bastando ter os insumos básicos necessários para a confecção dos alimentos. A tecnologia ainda não teve aprovação da FDA (Food and Drug Administration), órgão regulador de alimentos nos EUA, mas é possível que no futuro essa máquina possa estar em qualquer cozinha, inclusive na sua.

Recente a companhia Solid Concepts, especializada em serviços de impressão 3D, anunciou que imprimiu a primeira pistola de metal do mundo. Bastante semelhante a outros modelos de armas a que estamos acostumados, a pistola realizou mais de 50 disparos sem problemas durante os seus testes. Em entrevista ao site The Verge, o representante de marketing da empresa, Scott McGowan, afirmou que o objetivo não era tornar mais acessível a produção de pistolas, mas sim chamar a atenção para o potencial da tecnologia de impressão 3D – que serve para muito mais do que simplesmente imprimir brinquedos de plástico.

A Rolls-Royce, famosa por fabricar carros de luxo, vai utilizar as impressoras tridimensionais para auxiliar na criação de seus motores de avião. Confiante de ser capaz de elevar os limites da fabricação aditiva para que alcance os níveis de precisão necessários para a engenharia aeronáutica, a empresa começará a usar impressoras 3D para desenvolver partes metálicas e cerâmicas dos motores de suas aeronaves comerciais. Segundo o chefe de tecnologia da Rolls-Royce, a criação com recursos tridimensionais abre novas possibilidades e amplia o espaço de design.

Para muitos assustador, para os amantes da tecnologia uma descoberta. O fato é que por meio do processo de impressão 3D tudo é possível. Você não fica limitado pela necessidade de ter que usar uma ferramenta para conseguir criar uma forma, é possível fazer qualquer formato que desejar.

Aí você pode me perguntar, como a impressão tridimensional vai influenciar a forma como nós consumimos? Com a popularização das impressoras que hoje são encontradas a partir de U$1.200, cada vez mais as pessoas vão parar de comprar alguns produtos, principalmente no e-commerce, para comprar projetos e imprimir em casa. Os consumidores buscam conveniência e praticidade, quer maior conveniência e praticidade que essa? Todos os exemplos que foram citados acima e por tudo que está por vir, arrisco a dizer que são sinais definitivos de que a impressão 3D não será apenas um modismo ou um equipamento passageiro. E se tem uma coisa que aprendi com os meus 20 anos de experiência com o varejo é que ou você se adapta e acompanha ou vê o bonde passar. A escolha é de cada um.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.