Projeto mantido por:

Como fazer o seu e-commerce vender mais em 2022?

por Rafael da Cunha Quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022   Tempo de leitura: 4 minutos

Ainda que a economia tenha andado aos solavancos em 2021, para o e-commerce não foi o pior dos mundos. Dados da Neotrust/Movimento Compre & Confie mostram que o faturamento desse mercado cresceu mais de 48% em 2021. Em 2020, é de conhecimento de todos que diversos players registraram recordes nas vendas mesmo com a pandemia. Contudo, para fazer o negócio vender e, por consequência, crescer, é preciso adotar algumas estratégias no meio do caminho.

Isso porque muitos pensam que datas especiais como a Black Friday começam em meados de setembro, outubro. Isso é um engano. Caso o gestor deixe para planejar ações nessa época, provavelmente terá perdido o timing. Por isso, ao começar o ano, é preciso definir alguns processos e adotar novos caminhos para novos resultados.

O primeiro passo, eu diria, é planejar e preparar o ano da sua empresa. Muitos donos de “eucommerces” acabam deixando essa etapa em segundo plano. No caso da Black Friday, grandes marcas costumam lançar promoções com uma espécie de “esquenta” para a data. Porém, mais do que isso, é preciso sentar com fornecedores e equipe para entender o que todos têm em mente para a ocasião.

Caso a sua empresa tenha apresentado problemas recentemente, é preciso pensar em alternativas para que não aconteçam novamente. Dados do Reclame Aqui mostram que uma das principais reclamações de consumidores na última BF aconteceu devido ao atraso nas entregas. Propagandas enganosas ficaram na segunda colocação.

Ou seja, a partir dessa informação, é possível deduzir alguns problemas de estratégia. Hoje, quem compra no e-commerce quer, mais do que comodidade, agilidade. Aquelas empresas que conseguirem oferecer um serviço com maior qualidade e precisão, sem dúvida, terão vantagem.

Em segundo lugar, ofereça condições para o seu cliente. No caso de produtos com ticket médio maior, dar a opção de pagamento com dois cartões é uma alternativa. Hoje, ainda existem muitas varejistas que não oferecem isso.

Além disso, ter um bom sistema faz toda a diferença. Afinal de contas, ninguém gosta de fazer uma compra e sofrer com o travamento das plataformas.

Por outro lado, trabalhar ações de comunicação durante o ano também pode ser um diferencial. Ao estabelecer uma estratégia de conteúdo, é preciso pensar em cada cliente de forma individual.

Envie promoções periódicas, sobretudo, para compradores recorrentes. Eles não podem ser tratados da mesma maneira que os demais. Se possível, antecipe descontos e outras ações a fim de manter a sua base de contatos ativa.

Por fim, eu diria que investir em SEO é algo fundamental. Essa linguagem permite que a sua página seja encontrada com mais facilidade se bem feita. Utilize palavras-chave, desenvolva bons materiais de comunicação, busque uma plataforma leve e ágil. Trabalhe com links internos e, se possível, faça a sua marca aparecer em outros sites.

Não se trata de uma receita de bolo. Um colega costuma comentar que e-commerce é 90% tentativa e erro. Pense no assunto! Bons negócios!

Leia também: Qual o melhor canal de vendas online?

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER