Acesso rápido

Entenda como funcionam filtros e SEO no e-commerce

por Galleger Ilhe Quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Diferentemente do comércio tradicional, no e-commerce o consumidor não conta com um vendedor à sua disposição para encontrar “aquele produto” que está procurando. Na falta dessa ajuda providencial, surge a busca, uma ferramenta com alto potencial de conversão. Isso porque o consumidor que recorre ao campo de busca geralmente já sabe bem o que quer e está mais maduro na jornada de compra. Se ele encontra o produto, há grandes chances de concretizar a transação.

Por outro lado, quando a ferramenta não funciona, os consumidores tendem a decepcionar-se. De acordo com pesquisas da SLI Systems, 34% das pessoas que acessam a loja utilizam o campo e, desse total, 43% que não encontram o produto, não procuram mais e acabam por abandonar o site.

Além disso, em um e-commerce com alto volume de produtos, o mecanismo de busca representa um papel ainda maior. Mas para funcionar de forma correta é necessário configurar corretamente os filtros, pois são eles que ajudarão o cliente a refinar sua busca e encontrar o item desejado.

No momento de definir os filtros, é importante, além de utilizar-se das informações obtidas junto ao fornecedor, destrinchar as características e, sobretudo, pensar em como o consumidor realizaria a busca.

Vale ainda ressaltar a diferença entre categorias, subcategorias e filtros.

As categorias são mais abrangentes. Em um e-commerce de cosméticos, alguns exemplos podem ser: face, cabelo e unhas. Dentro de cada uma dessas categorias, são designadas diferentes subcategorias. Dentro de face: base, pó, corretivo, etc. Dentro de cabelo: shampoo, condicionador, máscara de tratamento, etc. Dentro de unha: esmaltes, removedores de esmalte, acessórios, etc.

Os filtros, por sua vez, podem ser definidos como características de cada produto. Cor, marca, tamanho, estilo e demais variações podem ser alguns deles. Alguns dos filtros de um e-commerce de móveis podem ser: cor, material, portas de puxar, portas de correr, altura, largura, profundidade, etc. Em um e-commerce de cosméticos: cor, marca, tipo de acabamento, entre diversas outras possibilidades.

A definição desses filtros irá depender bastante do segmento do e-commerce, bem como de sua gama de produtos e, claro, do comportamento do consumidor.

A busca e o SEO

A ferramenta de busca está diretamente ligada às questões de cadastramento de produtos e SEO. As palavras escolhidas para serem inseridas no título influenciam significativamente nos resultados, podendo fazer com que a loja perca ou ganhe vendas.

Características importantes de um produto, como marca e código (ou outras mais relevantes), devem ser incluídas no título, pois isso otimiza a busca interna e também facilita a indexação nos buscadores. Nessa etapa, vale pensar nas características mais relevantes para o consumidor. Para confirmar, consulte o Google Adwords e verifique quais são os principais termos utilizados para buscar aquele determinado produto. Certifique-se de incluir o principal no título.

Vale dizer que provavelmente não será possível incluir todos os termos relacionados apenas no título. Dessa forma, é possível aproveitá-los em outros locais, como na descrição, nos filtros e nas tags, recursos muito eficientes para otimizar a busca e deixar a página ainda mais relevante.

As tags podem e devem ser utilizadas em diversos casos, entre eles quando o produto tem “sinônimos” ou quando há várias palavras ou expressões relevantes relacionadas ao termo principal. Nesses casos, ao invés de incluir todos esses termos no título ou criar filtros independentes, é possível utilizar as tags.

“Maleta”, por exemplo, pode ser chamada de “bolsa” ou “pasta”. Nesse caso, é preciso escolher o termo mais relevante para o título. Os demais não podem ser descartados, então devem ser cadastrados com tags.

E lembre-se: as tags não são visíveis ao consumidor, ou seja, não poluem o front-end, não prejudicam o tamanho do título e nem da descrição, mas são plenamente efetivas, pois reforçam as palavras-chave no back-end e facilitam a busca.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.