Acesso rápido

Iniciar no e-commerce exige mudança cultural na empresa

por Emerson Duarte Sexta-feira, 20 de setembro de 2019   Tempo de leitura: 8 minutos

Implementar um e-commerce de loja com base física, ou mesmo num projeto 100% digital, só dará certo se antes de tentar acelerar for feito um passo a passo, como mandam as boas práticas de gestão, com planejamento e envolvimento da equipe.

Fazer negócios reunindo o digital e o físico de forma complementar vem se consolidando como o modelo empresarial ideal hoje, e característica dos principais empreendimentos no mundo. Para ingressar neste universo de oportunidades é necessário observar alguns pontos importantes. O processo precisa ser bem estruturado para dar certo. É uma maratona. E não é possível obter sucesso em uma maratona se você tiver mind set de 100 metros rasos.

Esteja preparado para estar on-line

Seu negócio não deve estar on-line apenas porque todos os concorrentes estão. Mas é claro que o mercado exige um novo posicionamento. Por isso, avalie sua capacidade de aliar a necessidade de digitalizar sua empresa à viabilidade para operacionalizar o processo sem colocar em risco o próprio negócio.

Caso detecte que sua empresa ainda não tem esta capacidade, trate de adquiri-la capacitando-se e ao seu time de colaboradores, porque não há outro caminho.

Antes de qualquer coisa é preciso envolver toda a equipe para criar a consciência de que o novo canal de vendas é uma ferramenta adicional. Não um concorrente. Loja física e loja web serão pontos de contato com o consumidor se complementando para proporcionar novas experiências.

Também é fundamental ter consciência que e-commerce não é só plataforma e antes mesmo de criar uma loja é preciso ter definido o seu objetivo. Será para girar estoque? Para expor todos os seus SKU’s? Para focar em um nicho dentro do seu segmento? 

Seja para o que for, é necessário pensar que um negócio só dará certo se tiver como foco o que o cliente busca. Ou seja, não se trata de o que você quer vender, mas daquilo que as pessoas precisam e querem comprar.

Conheça sua persona

Após concluir o passo anterior, para otimizar os investimentos em marketing e aumentar as possibilidades de vendas é necessário direcionar sua mensagem ao consumidor com o perfil ideal.

Você sabe o que é persona? Trata-se de uma descrição do público alvo de um negócio, baseado em seu comportamento social e preferências de compra. Lembre-se: o produto certo deve ser ofertado para o público ideal.

Na prática, a persona não representa apenas uma pessoa, mas um grupo com perfil semelhante que é o alvo da sua empresa. O personagem é semi-fictício e servirá como base para direcionar suas ações de maneira correta, reduzindo riscos de erros que podem inviabilizar o negócio.

Além de identificar o local onde você encontrará seu cliente ideal, este levantamento permite definir a melhor maneira de atendê-lo, de acordo com seus hábitos e necessidades.

Ao fazer desta forma, você consegue selecionar o público com maior probabilidade de fazer negócios com a sua empresa, baseando-se no conhecimento das suas necessidades.

Cuidado com a precificação

Uma operação de e-commerce necessita ter como objetivo vender, mas sem nunca perder de vista que se trata de uma relação onde empresa e consumidores precisam ter vantagens. Caso contrário, não prosperará.

Pense nisto e não entre em disputas que podem reduzir sua margem a centavos para fazer uma venda on-line. Se tiver que pagar para vender, não venda.

A internet é um canal que impulsiona vendas, mas não abra mão de que sejam negócios saudáveis.

Tecnologia traz oportunidades

As transformações são uma necessidade imposta pelo comportamento dos consumidores, que estão cada vez mais conectados e presentes nos diversos canais possíveis.

Estas características resultam da necessidade dos clientes de obter respostas cada vez mais rápidas às suas demandas. E quem não estiver preparado para atendê-los perderá espaço para os concorrentes que se movimentarem melhor neste cenário das possibilidades de uso da tecnologia em favor dos negócios.

A melhor maneira de se adaptar é ter consciência da realidade do mercado e buscar as ferramentas mais adequadas. 

As redes sociais estão aí, cada uma com sua política de uso, e devem ser utilizadas da maneira correta para aumentar o número de portas de acesso ao seu negócio.

E-Commerce próprio

Os marketplaces são instrumentos poderosos para a visibilidade dos seus produtos e tê-los como canal deve fazer parte de uma estratégia bem-sucedida de vendas.

Mas um e-commerce próprio, como aliado da loja física, é ferramenta indispensável, por facilitar a efetivação de negócios com autonomia e maior controle da operação.

É importante compreender que se e-commerce parece apenas comércio com “e” na frente, por mais que tenha sido acrescida somente uma letra à palavra que o mercado tanto conhece, há muitas transformações embutidas neste acréscimo.

Esteja pronto para aprender os caminhos que levam ao sucesso neste mundo tão tecnológico e desafiador, que traz demandas por conhecimento, mas entrega oportunidades inacreditáveis para a transformação positiva e a melhoria dos resultados do seu negócio.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.