Acesso rápido

É caro vender pelos marketplaces. Verdade ou mito?

por Edmilson Maleski Terça-feira, 31 de dezembro de 2019   Tempo de leitura: 7 minutos

Essa frase é, comumente, dita pela maioria dos lojistas que já vendem pelos marketplaces. A comissão cobrada é o ponto de maior discussão nas rodas dos eventos de ecommerce, uns dizem que o que pagam é muito acima do seu lucro e, outros acham que só estão ajudando os gigantes do comércio eletrônico a crescerem ainda mais.

Mesmo diante dessas “reclamações”, continuam vendendo por esse canal pelo grande volume de vendas que eles trazem.

Para considerarmos algo “caro” ou “barato”, precisamos de uma base de comparação, neste caso, a melhor forma é comparar a comissão do marketplace, com as despesas para vender pelo seu site próprio.

Ao desmembrarmos a comissão dos marketplaces, chegaremos a 8 despesas básicas. São elas:

1) Plataforma de e-commerce

Da mesma forma que você possui uma despesa para manutenção da sua plataforma que, normalmente, é um percentual sobre a sua receita, os marketplaces também possuem essa despesa, seja pagando para uma plataforma terceira, ou com sua equipe própria.

Ao dividir suas despesas com a plataforma pela receita do seu site, encontrará o percentual de despesas com a plataforma. Essa é uma parte da comissão que os marketplaces cobram.

2) Mídias de performance

Os grandes varejistas também investem pesado na aquisição de tráfego através do Google, de comparadores de preço – como Buscapé e Zoom -, afiliados, redes sociais e outros. Inclusive, são eles que ditam os preços inflacionados do CPC (Custo por clique) e CPA (Custo por aquisição).

Para entender o quanto você tem despesa com mídias, percentualmente falando, basta dividir as despesas com todas as mídias pela receita do site. Mais uma parte da comissão do marketplace está aqui.

3) Processamento de pagamentos

As despesas com gateway de pagamento, taxa das adquirentes (Cielo, Rede, Getnet e Stone) para cartão de crédito, análise antifraude e boletos, também não são privilégios somente seu.

Os marketplaces utilizam o mesmo processo, às vezes com alguns sendo executados por sistemas ou equipes internas, e outros com os mesmos fornecedores que você utiliza.

Some suas despesas com gateway de pagamentos, adquirentes, antifraude e boletos e relacione com a sua receita. Temos mais uma parte do percentual da sua comissão justificado.

4) Garantia de Chargeback (Fraudes)

Sabemos que mesmo com todos os processos mencionados no tópico anterior, caso haja uma fraude confirmada a responsabilidade recai toda para o lojista, ou seja, se o produto for entregue e o cliente não reconhecer a compra, o dinheiro será devolvido ao cliente e você ficará sem o produto e sem o dinheiro.

Os marketplaces são responsáveis por este tema. Você nunca terá valores deduzidos do seu repasse por fraudes.
Para entender o quanto isso é importante, some os valores de chargeback e faça a divisão pela receita do site. Esse “risco” também está contemplado na comissão.

5) Equipe comercial

A equipe que faz acontecer no dia a dia, é quem conecta as principais ofertas ao marketing, garantindo a eficácia das ações.

Essa equipe possui contato direto com os Sellers para negociar preços dos produtos, condições de pagamento e preço/prazo dos fretes.

Com certeza, alguém executa essa função na sua empresa, e as despesas inerentes a esse processo também devem ser consideradas para analisar a comissão dos marketplaces.

6) Equipe de SAC

O cliente fez uma compra no site da loja “A”, logo essa loja é responsável por prestar o primeiro atendimento.

Muitos clientes nem percebem que estão comprando diretamente da loja do site “A”, ou com um outro lojista via marketplace.

Para atender os clientes que compram diretamente do seu site, há uma equipe/pessoa responsável por esse atendimento. Essa é uma outra despesa inclusa na comissão.

7) Equipe de televendas

Quando o cliente não consegue finalizar a compra diretamente no site, busca ajuda através do telefone, chat, e-mail ou whtasapp.

Essa equipe é essencial para garantir que o cliente finalize a compra na loja, e isso acontece com todos os produtos do site.

8) Antecipação de recebíveis

A maior parte dos marketplaces contemplam a antecipação de recebíveis no valor da comissão. A antecipação de recebíveis são juros de pagamentos feitos em mais de uma parcela, que são trazidos a valor presente.

Isso quer dizer que, se o cliente pagar em 10 vezes, você vai receber numa única vez, dentro do fluxo de pagamento definido no contrato.

As despesas financeiras desta operação estão contempladas na comissão.

Conclusão

Para entender se é caro vender pelo marketplace, basta encontrar o percentual de despesas que você já possui ao vender pelo seu site, em todos os itens mencionados acima e, comparar com a comissão cobrada pelo marketplace.

Vamos supor os valores abaixo:

Considerando, que você tem 16% de despesas para vender através do seu site próprio, caso a comissão do marketplace seja superior a esse valor, a diferença impactará negativamente no seu lucro.

Caso seja inferior, o marketplace traz mais lucro para sua empresa que o seu site próprio.

Leve também em consideração, que o marketplace ajuda a aumentar sua receita e, com isso dilui as despesas fixas, aumentando seu lucro no final.

E aí? Que tal fazer as contas e, saber se vale ou não a pena, vender pelos marketplaces?

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Exatamente! é muito comum diretores desconsiderarem os custos envolvidos na divulgação e estrutura de uma venda focando apenas no percentual cobrado pelo marketplace. O marketplace deve ser utilizado como uma ferramenta de divulgação da sua empresa. Nesse sentido poucos sellers utilizam corretamente a parceria.

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.