Acesso rápido

Dropshipping no Brasil: ainda é viável?

por Bianca Lopez Sexta-feira, 26 de outubro de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

O aumento da relevância do e-commerce fez com que muitas pessoas decidissem empreender no ambiente online. No entanto, em um cenário econômico desafiador, é preciso ter cautela. Assim, empreendedores que decidiram apostar no e-commerce nos últimos anos encontraram no modelo de dropshipping uma excelente solução.

Por se tratar de uma técnica de gerenciamento logístico que possibilita às lojas vender sem manter estoque, já que as entregas são feitas diretamente do fornecedor para o comprador, um negócio de dropshipping pode ser configurado facilmente e com um custo inicial relativamente baixo.

Além disso, graças ao avanço das soluções de marketing de performance, que oferecem aos e-commerces uma infinidade de opções para alcançar sua audiência e tornam a publicidade online muito mais eficiente e fácil de escalar, os lojistas que trabalham com dropshipping conseguem conquistar seu público rapidamente.

Mas nem tudo são flores para quem decide trabalhar com este modelo de negócio. Pontos como a complexidade na prestação do suporte ao cliente por não gerenciar todo o processo de compra, a alta concorrência, a dificuldade de encontrar prestadores de serviços de pagamento que trabalhem com dropshipping, e, recentemente, a entrada em vigor no Despacho Postal, dos Correios, complicam o cenário para os dropshippers.

Cabe ressaltar também que há uma falta de consenso sobre a legalidade deste tipo de negócio no Brasil, que é considerado uma operação legal desde que o negócio esteja devidamente registrado e cumprindo com suas responsabilidades fiscais no país. Tendo em vista esse cenário, surge a grande dúvida: dropshipping ainda é viável no Brasil?

Dicas para ter sucesso com dropshipping

A PagBrasil, plataforma de pagamentos para e-commerces nacionais e cross-border, processa pagamentos para lojistas que apostaram e continuam apostando no dropshipping. E, de modo geral, tanto a PagBrasil, como seus clientes do segmento, acreditam que trabalhar com dropshipping não somente continua sendo viável, como também pode ser bastante rentável quando bem feito. Confira algumas dicas para trabalhar com este modelo de negócio, inclusive no que diz respeito ao Despacho Postal: 

  • Encontre uma solução de negócio confiável e automatizada

Uma das características das lojas dropshipping é que normalmente trabalham com diferentes fornecedores. Estes, por sua vez, também prestam serviços para várias outras lojas. Neste sentido, se torna fundamental escolher uma solução completamente automatizada e confiável que aumente a eficiência da gestão do negócio. Por exemplo, muitos negócios com lojas criadas na plataforma Shopify encontraram na Oberlo a sua solução favorita. A ferramenta ideal, no entanto, é algo que depende de como o negócio está configurado. Por isso, é essencial ter atenção a este ponto para encontrar a melhor solução para cada negócio.

  • Agregue valor para os compradores

Como comentado anteriormente, há muita concorrência no mercado de lojas dropshipping. Hoje em dia, todas as lojas devem estar atentas para oferecer a melhor experiência possível para seus consumidores. No entanto, quanto mais competitivo o mercado, maior a necessidade de encontrar formas de agregar valor para os clientes. Por exemplo, oferecer métodos de pagamentos variados, um checkout simples, informações claras sobre taxas de envio e qualquer outro custo adicional são um excelente ponto de partida. Mas não são suficientes para convencer o usuário de comprar em sua loja e não em outra. Trabalhe para melhorar a experiência do comprador e assim conseguirá ter mais sucesso com uma loja dropshipping.

  • Invista em marketing

Grande parte do êxito do dropshipping se deve à evolução das soluções de marketing de performance, que baratearam os custos do marketing digital para os lojistas, melhorando o alcance das campanhas. Por isso, investir em marketing é essencial para escalar um negócio dropshipping. Focar em desenvolver suas habilidades de marketing pode aumentar o tráfego da loja e melhorar as conversões das visitas. Além disso, aposte nas redes sociais. O social commerce cresce de forma acelerada no Brasil e no mundo e, com 87% dos internautas brasileiros possuindo conta no Facebook, é fundamental estar presente onde sua audiência está. 

  • Pare de trabalhar com fornecedores não confiáveis

Teve uma experiência negativa com um fornecedor, como frequentes remessas de produtos defeituosos ou a utilização do método de envio errado? É hora de cortar os laços com este provedor. Não tenha medo de remover produtos da sua loja. Escolher cuidadosamente os fornecedores é fundamental para otimizar os prazos de entrega e garantir a satisfação dos seus compradores. 

  • Ofereça excelência no atendimento ao cliente

Para qualquer negócio, o serviço de atendimento ao cliente é um fator crucial para o sucesso. Lembre-se: o cliente (quase) sempre tem razão. Treine sua equipe para que prestem um serviço de excelência, onde seu cliente se sinta respeitado, ouvido e importante ao conversar com sua equipe. Se você vende em diferentes países, é fundamental entender também o que os consumidores de outros mercados esperam. No Brasil, este breve guia pode servir de orientação. 

  • Despacho postal? Há luz no fim do túnel

Quando a cobrança do Despacho Postal passou a ser aplicada a todas as encomendas internacionais que chegam ao Brasil, muitos lojistas de dropshipping se desesperaram. A realidade é que ainda existem muitas dúvidas no ar sobre o tema e muita desinformação na internet. No entanto, ainda há esperança, pois pacotes enviados via ePacket (ou outros prestadores de envios SEM), continuam sendo liberados sem a aplicação do despacho postal. Além de ser uma alternativa de envio econômica, o ePacket tem parcerias com diversos serviços postais, o que reduz drasticamente o tempo de entrega. 

  • Preste atenção na sua concorrência

Por último, mas não menos importante, fique de olho na sua concorrência. Siga as páginas das redes sociais, acesse os sites frequentemente, crie alertas no Google sobre eles. Enfim, saiba tudo que eles estão fazendo. Além disso, ao curtir as páginas dos concorrentes você verá anúncios dos produtos deles no Facebook. Desta forma, será possível conferir em primeira mão o que eles estão promovendo e monitorar o nível de interação gerada, como o número de curtidas, compartilhamentos e comentários. Prestar atenção na sua concorrência é uma boa maneira de identificar os melhores produtos para a sua loja e se inspirar para ações de marketing.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.