Acesso rápido

Esqueça! Não existe download orgânico de aplicativos!

por Maor Sadra Sexta-feira, 06 de setembro de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Os downloads orgânicos de aplicativos raramente acontecem. Com mais de 2 milhões de aplicativos exclusivos na App Store, da Apple, e 3,8 milhões na Google Play Store, as chances de alguém tropeçar em um aplicativo e baixá-lo “apenas porque achou interessante” são quase nulas. Quase todos os downloads de aplicativos são resultado de marketing.

Verdade seja dita, os chamados downloads orgânicos são geralmente o resultado de esforços de marketing não atribuídos. Quando eu era um profissional de marketing, adorava quando meus “orgânicos” estavam em alta. Eu sabia que estava obtendo conversões gratuitas porque meus esforços de marketing pagos não estavam sendo atribuídos corretamente, provavelmente porque alguém estava medindo o alcance de maneira equivocada.

No livro de Max Barry, “Syrup”, que mostra uma imagem satírica do mundo da Coca-Cola, o protagonista descreve a receita secreta da Coca-Cola como 90% de marketing. Concordo. E isso é tão verdadeiro para aplicativos quanto para refrigerantes.

A idade média dos aplicativos na lista dos 10 maiores aplicativos dos EUA de maior faturamento é de cinco anos. Novos aplicativos raramente conseguem espaço nessa lista, a menos que eles tenham um branding fora de série por trás como Pokémon, Disney ou Star Wars.

Para websites, a idade média dos sites de melhor desempenho segundo a Alexa é de 18 anos. Os gigantes, incluindo Google, YouTube, Facebook, Amazon e Reddit, tem cadeira cativa. Se um site se tornou grande é por causa do marketing eficaz que fez durante os primeiros dias de competição no mundo louco da internet.

No passado, as pessoas podem até ter descoberto um aplicativo por meio de pesquisas orgânicas nas lojas de aplicativos, mas esses dias acabaram. Tanto a Apple quanto o Google priorizam os resultados da pesquisa paga por meio dos anúncios da Rede de Pesquisa da Apple ou do Google UAC. Além disso, por melhor que sejam, as funcionalidades de pesquisa das lojas de aplicativos não chegam nem perto da eficiência do buscador web.

Digite “ator de Game of Thrones que lutou contra a montanha” em google.com e você terá sua resposta no primeiro hit (Pedro Pascal, caso você esteja curioso). Pesquise “nomes de ator” na Apple App Store e você nem obtém o IMDB. Se você quiser garantir que seu aplicativo apareça em determinadas pesquisas de palavras-chave, será necessário pagar por ele.

Ter seu aplicativo aparecendo na loja de aplicativos por alguns dias aumentará os downloads, mas o ato de colocá-lo nesse patamar é um esforço de marketing. A equipe de gerenciamento de parceiros da Apple não está escolhendo aplicativos do nada. Os desenvolvedores de aplicativos e / ou suas equipes de marketing estão se aproximando e promovendo de maneira cada vez mais assertiva seus lançamentos.

Claro, é possível que alguém possa dizer a um amigo para fazer o download de um aplicativo, mas o boca-a-boca não gera downloads em grande escala para a maioria dos desenvolvedores de aplicativos. Além disso, o compartilhamento social pode ser atribuído à tática de marketing paga originalmente.

Se 30 em cada 100 usuários compartilham um aplicativo com seus amigos no Facebook, isso pode ser rastreado. Você também pode tomar medidas para incentivar esse ciclo, como os profissionais de marketing geralmente fazem, oferecendo incentivos, como promoções e descontos.

Mais da metade dos usuários não baixam nenhum apps por mês. Isso mesmo, ZERO. Isso se explica porque os aplicativos que já tem um lugar no dispositivo móvel do usuário estão trabalhando para se manter lá.

Os profissionais de marketing devem se preocupar menos com a chance de escalonar downloads orgânicos e se concentrar mais em mensurar corretamente seus públicos de interesse para que possam tomar melhores decisões de publicidade. Se notarem um aumento nos downloads orgânicos, eles deverão se perguntar: “Por que não havia previsto essas instalações? O que teria motivado esse movimento?”.

Reforço que as pessoas não decidem magicamente escolher um aplicativo em detrimento de milhões de outros. A fórmula para isso acontecer é marketing.

A Coca-Cola gasta um bilhão por ano em publicidade. Se parasse hoje, suas vendas não diminuiriam amanhã, mas eventualmente isso aconteceria uma hora. Agora, a Coca-Cola sabe medir exatamente quanto de suas vendas vem de todo e qualquer esforço de marketing? Provavelmente não, mas adoraria.

Os profissionais de marketing de aplicativos têm o privilégio de deter esse conhecimento. O objetivo é criar a estratégia mais pertinente para aquele público e momento a fim de conquistar downloads. Devemos tomar todas as medidas para sentir o termômetro do mercado, de modo que possamos até mesmo competir com a Coca-Cola ou, mais apropriadamente, com os Candy Crushes do mundo.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.