Acesso rápido

Entenda as diferenças entre os modelos de negócios

por Galleger Ilhe Segunda-feira, 26 de novembro de 2018   Tempo de leitura: 8 minutos

No momento que surge a ideia de abrir um e-commerce, uma das primeiras coisas que precisam ser analisadas são os modelos de negócios que poderão ser escolhidos. Afinal, é essa decisão que guiará as estratégias da empresa na internet. Agora, se você, lojista iniciante, tem dúvida sobre esse assunto, continue a leitura e aprenda mais sobre os diferentes modelos de negócios existentes no mercado.

Tipos de modelos de negócios existentes

O mercado de e-commerce apresenta uma infinidade de possibilidades de modelos de negócios que podem ser adotados. São diversas siglas que, muitas vezes, acabam confundindo a cabeça das pessoas. Para solucionar esse problema, conheça alguns modelos para você analisar qual se encaixa melhor com a proposta do seu negócio.

Business to Business (B2B)

A relação de consumo entre as empresas é a característica deste modelo de negócio B2B. Isso ocorre porque muitos negócios precisam comprar a matéria prima para só assim, revender ao consumidor final. Um e-commerce B2B é o responsável por vender essa matéria prima. Com o avanço da tecnologia, o mercado B2B no Brasil ainda está em franco crescimento e é possível ganhar dinheiro neste mercado.

Exemplo: Um lojista físico ou online de calçados compra os seus produtos por atacado de um B2B, para poder vender ao consumidor final separadamente.

Business to Consumer (B2C)

O B2C é o modelo de negócio mais conhecido. Nele, o e-commerce – seja de roupas, calçados, eletrodomésticos, ou qualquer outro segmento – vende diretamente ao consumidor final. Acontece quando o próprio consumidor compra o produto que deseja direto da empresa, sem nenhuma intermediação.

Exemplo: Uma pessoa entra no e-commerce de livros, escolhe o seu produto, realiza o pagamento e o recebe em sua casa.

Business to Employee (B2E)

Aqui, a relação de venda acontece entre empresas e funcionários. No B2E, apenas os colaboradores conseguem comprar os produtos ou conseguir qualquer desconto oferecido pela empregadora. O colaborador deve possuir um acesso exclusivo para realizar a compra.

Exemplo: Uma empresa de tecnologia vende os seus produtos para os seus funcionários, apresentando bons descontos.

Business to Government (B2G)

A relação no B2G acontece entre empresas e governos com a venda de produtos ou serviços, considerando os processos burocráticos exigentes nesta relação.

Exemplo: Empreiteiras que tencionam a construção de prédios públicos ou venda de produtos direcionados ao governo.

Business to Business to Consumer (B2B2C)

Essa é a junção dos modelos de negócios B2B e B2C. Corresponde à transação que ocorre entre empresas, mas que objetiva atingir o consumidor final.

Exemplo: Os marketplaces são um bom exemplo de B2B2C. Ou seja, neles o lojista anuncia o seu produto por meio de um canal de venda, para atingir o consumidor final.

Consumer to Consumer (C2C)

Aqui, a relação de compra e venda acontece entre consumidor e consumidor, que pode ocorrer especialmente em redes sociais ou sistemas que ligue-os sem necessidade de uma empresa intermediária na transação.

Exemplo: Venda de produtos realizadas em grupos do Facebook ou pelo Instagram, assim como ocorre a venda de produtos entre consumidores utilizando a plataforma do Mercado Livre.

Direct to Consumer (D2C)

Esse modelo de negócio se assemelha muito ao B2C, contudo a relação acontece entre indústrias, distribuidores e importadores que realizam venda diretamente ao consumidor final, sem intermediários na relação.

Exemplo: Quando a indústria, de roupas, por exemplo, vende seus produtos ao consumidor final, geralmente por um preço mais atrativo.

A partir do momento que você conhece os modelos de negócios existentes, fica mais fácil entender qual se encaixa melhor à sua proposta. É significativo que você considere, no momento da escolha, o público que pretende atingir, os produtos que serão vendidos e como será a distribuição, por exemplo. Isso lhe permite uma ideia clara de qual rumo tomar e dos próximos passos a serem seguidos.

A escolha do modelo de negócio é uma etapa que precisa ser definida corretamente. Afinal, é a partir dela que o seu negócio começará a se desenvolver no caminho certo para atingir as pessoas certas e, com isso, garantir constantemente um faturamento positivo.

Ficou mais claro os modelos de negócios existentes? Já sabe em qual o seu e-commerce se encaixa? Deixe a sua opinião nos comentários!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.