Acesso rápido

Dicas práticas para reduzir a inadimplência no seu negócio

por Thaina Teixeira Cunha Quarta-feira, 23 de janeiro de 2019   Tempo de leitura: 12 minutos

Quem tem um negócio online precisa estar atento às questões relacionadas à gestão financeira. Para alguns empresários nesse meio, vender não é a parte mais difícil, mas sim receber. É fato que gerenciar as próprias cobranças pode ser complexo e gerar mais demandas na rotina de trabalho.

Quando, por exemplo, o pagamento de uma conta ou dívida deixa de ser feito pelo consumidor, ele se torna inadimplente. Isso pode gerar prejuízos à administração empresarial.

Portanto, nesse artigo, você vai entender mais sobre a inadimplência, como é possível evitá-la e quais as melhores práticas ao cobrar clientes inadimplentes. Saiba mais a seguir!

O que é a inadimplência

O estado de inadimplência acontece quando alguém não cumpre com as responsabilidades financeiras que assumiu. Dessa forma, quem compra no crediário ou parcela em prestações, mas não paga até a data estipulada pelo vendedor, é considerado inadimplente.

Assim, uma pessoa que deixa de quitar suas dívidas, pode ter seu nome listado no Serasa ou SPC, por exemplo. O consumidor tem até 10 dias para pagar ou negociar a dívida. Após esse prazo, que também pode variar, a pessoa é negativada no mercado. Essa negativação impede o inadimplente de receber empréstimos em bancos e financiamentos.
Como o CPF do comprador fica registrado no Serasa ou SPC, ele pode ser consultado antes da realização da venda.

As principais razões

Diversos fatores podem levar à inadimplência. O desemprego, o descontrole financeiro e a impulsividade nas compras são alguns dos motivos evidenciados em pesquisas realizadas pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo SPC Brasil durante o ano de 2018. O crediário e o cartão de crédito são os principais responsáveis pela negativação de CPFs no país, conforme estudos.

Seja pelo contexto econômico e social do país ou por questões pessoais, a inadimplência impacta diretamente quem é prestador de serviço ou empresário. Por isso, quem presta serviços pela internet deve estar preparado para enfrentar a inadimplência no seu negócio.

As melhores práticas para uma boa gestão de crédito e cobrança

Para lidar com a inadimplência, é preciso usar a gestão e o planejamento ao seu favor. Construa um plano de ações para evitar a inadimplência, cobrar os clientes que não pagaram e controlar as dívidas em atraso. Busque formas de oferecer crédito com menos riscos e de dialogar com quem precisa quitar suas dívidas. Confira algumas dicas que podem fazer a diferença nesse processo!

Saiba mais sobre o consumidor

Fazer uma boa pesquisa antes de oferecer crédito e entender as melhores formas de disponibilizá-lo é o primeiro passo. Você pode pesquisar o CPF do comprador nas agências dos correios. Para quem trabalha com prestação de serviços, requisitar um fiador em seus contratos pode ajudar.

Incentive o seu cliente a pagar antes! Ofereça condições especiais para pagamentos à vista ou pagamento antecipado de compras parceladas. Também é possível enviar lembretes com as datas de vencimento previamente estipuladas.

Para evitar clientes inadimplentes, é comum que as empresas adotem sistemas que aceitam os principais meios de pagamento. Assim, lojas virtuais podem contar com pagamentos parcelados com cartões, boletos, carnês, assinaturas e marketplace. Além de oferecer mais formas de pagar aos consumidores, esses sistemas podem gerar mais segurança e reduzir a inadimplência.

Conheça o Código de Defesa do Consumidor

É preciso reafirmar a importância de evitar os atrasos, já que, com a dívida feita, cobrar pode ser um processo complicado. Isso porque a empresa que cobra deve conhecer as regras e normas relacionadas ao Código de Defesa do Consumidor (CDC) para não cometer infrações. Por exemplo, é proibido:

  1. Cobrar o cliente no local de trabalho e em horários não comerciais;
  2. Expor o cliente a constrangimentos;
  3. Ameaçar e fazer afirmações falsas;
  4. Deixar recados com os vizinhos.

O comércio eletrônico possui regras próprias de proteção ao consumidor online. Uma delas é o direito ao arrependimento em relação à compra feita pela internet ou via telefone. O cliente pode desistir da aquisição em até sete dias corridos após o recebimento do produto. Em caso de cobrança indevida, ele tem direito a receber todo o seu dinheiro de volta.

Mantenha uma boa comunicação

Ter uma boa conversa com o cliente inadimplente pode ajudar a resolver a dívida de forma mais simples. Procure entender o lado do consumidor, sem julgamentos e com mais empatia. Mostre também a sua posição, os benefícios que ele teve com a compra e explique como a inadimplência pode impactar o seu negócio. Com um bom diálogo, é possível abrir caminhos para uma negociação que consiga atender ambas as partes. Uma boa dica para negócios online é manter essa conversa por telefone. Assim, você se aproxima do consumidor e evita interpretações equivocadas.

Tente negociar a dívida

Ao entrar em contato com o cliente, além da empatia, é importante ter em mãos os valores atualizados da dívida, com correção de juros, se for o caso. Pense antes numa proposta inicial, caso o cliente precise de uma forma de pagamento facilitada. Lembre-se de que, principalmente em dívidas antigas, o objetivo principal é receber algo e não ficar no vermelho. Por isso, receber a metade do que era previsto pode ser melhor do que nada. Mas, seja firme e defenda também o que é melhor para a sua empresa. Estipule um prazo máximo para que o pagamento seja feito de forma negociada e informe o cliente das consequências caso ele se mantenha inadimplente. Registre toda a tentativa de negociação para evitar possíveis problemas judiciais.

Busque ajuda jurídica

Se você já cobrou o seu cliente conforme o CDC, teve um bom diálogo, buscou a negociação da dívida e, ainda assim, não recebeu o que lhe era devido, procure ajuda de um especialista. Infelizmente, mesmo com tanto esforço, às vezes é necessário contar com a justiça para receber a dívida. Quem presta um serviço ou vende um produto pela internet também é amparado legalmente. Sendo assim, não tenha medo de cobrar e de fazer valer o seus direitos. Leve todos os registros da compra, das tentativas de contato e negociação e converse com um advogado para entender o que pode ser feito no seu caso.

Procure manter o relacionamento com o cliente

Cultivar um bom relacionamento com o consumidor é fundamental em todas as etapas da prospecção, venda e pós-venda. Da mesma forma, ter uma relação positiva com um cliente que já foi inadimplente pode fazer toda a diferença. Essa é uma maneira de humanizar o atendimento e fidelizar aqueles que decidiram seguir como consumidores.

Aprenda com o mercado e com os seus erros

Entender como o mercado de vendas digitais controla e cobra seus clientes inadimplentes pode contribuir para o seu planejamento. Com novas tecnologias e formas inovadoras de fazer negócios surgindo diariamente, esse processo pode se tornar mais simples para aqueles que estiverem atentos ao mercado. Desta maneira, você garante novos insights sobre formas de cobrança online e de como evitar que os consumidores fiquem devendo.

Se você cometeu erros ao oferecer crédito para as pessoas erradas ou durante o processo de cobrança, não se culpe! Aprenda com os próprios erros, veja como pode melhorar e siga em frente.

Como cobrar clientes inadimplentes

Se você tem um negócio online, como o seu cliente fez a negociação pela internet, o ideal é cobrar primeiramente por esse meio. Assim, você aumenta as chances do consumidor receber o comunicado.

Quer saber dicas práticas para realizar suas cobranças? Confira as principais estratégias nos meios mais utilizados!

Cobrança via e-mail

Com esse tipo de cobrança, você pode falar diretamente com o cliente que se cadastrou no seu negócio e registrar a tentativa de contato. Abaixo listamos alguns modelos de e-mail!

Modelo de e-mail de cobrança formal

Ei, José, como vai? Até o momento não identificamos o seu pagamento em nosso sistema. Caso queira receber a cobrança novamente, entre em contato com a nossa equipe respondendo a este e-mail. Se o pagamento já tiver sido efetuado, favor desconsiderar esta mensagem.

Modelo de e-mail de cobrança informal

Opa, tivemos um problema ao processar o seu pagamento, José! Para receber a cobrança novamente, é só responder a este e-mail. Já efetivou o seu pagamento? Então, pode desconsiderar esta mensagem! 😉

Modelo de e-mail com lembrete de pagamento

Olá, Ana! Tudo bem? Estamos passando para lembrar que é hoje o vencimento da compra que você fez com a gente, lembra? Caso tenha algum imprevisto no pagamento, responda a esse e-mail que nossa equipe vai te ajudar!

Cobrança via mensagens

Por incrível que pareça, as mensagens de texto (SMS) ainda são muito usadas para cobrança no mercado em geral. Somadas a elas, estão as mensagens por whatsapp, aplicativo que já atingiu a marca de 1 bilhão de usuários ao dia. Com elas, é possível ter um retorno mais rápido do cliente, já que o celular acompanha grande parte da população nos dias de hoje. Confira alguns modelos!

Modelo de mensagem padrão

Oi, Juliana! Queremos apresentar uma condição especial para o pagamento da compra feita no E-commerce Online. Para saber mais, responda essa mensagem!

Modelo de mensagem com lembrete de pagamento

Ei, Marcio! Como vai? Lembra que é hoje o vencimento da compra que você fez no E-commerce Online? Caso tenha algum imprevisto no pagamento, entre em contato com a gente hoje mesmo!

Já que esse artigo é focado em negócios online, considere que outras formas de cobrança, como a pessoal ou por carta, devem ser personalizadas, conforme cada caso. Muitas vezes, nesse tipo de negócio, elas nem se fazem necessárias. Mas, caso sejam, demandam uma logística maior por parte desses empreendimentos.

Com mais informações sobre a inadimplência, suas razões, boas práticas para gestão de cobranças e como cobrar, esse processo pode se tornar mais fluido e simples. Se você tem dificuldades para cobrar clientes inadimplentes, implemente já essas estratégias no seu negócio! Não deixe de procurar outras possibilidades para evitar atrasos nos pagamentos e experimentá-las na sua empresa.

Tem alguma dica que não foi citada nesse artigo? Compartilhe nos comentários!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.