Acompanhe algumas dicas infalíveis para planejar seu estoque

por Alessandro Silveira Quarta-feira, 21 de abril de 2021   Tempo de leitura: 6 minutos

Como você quer ver sua loja virtual daqui a dois anos? E em cinco? Provavelmente a resposta inclui metas como vender mais, conquistar novos clientes e ser referência no segmento, certo? Para conquistar essas ambições comuns e genuínas entre os sellers do e-commerce, é preciso dar atenção a toda a estrutura da empresa, com destaque especial à gestão de estoque.

Explico: aumento de vendas implica em mais produtos, relação com fornecedores, organização dos itens e agilidade na expedição e logística. Portanto, um estoque mal planejado pode significar a estagnação e, em casos mais drásticos, a falência da loja virtual.

Pensando nisso, reuni dicas infalíveis para você otimizar a gestão de estoque e mirar na escalabilidade da empresa ano a ano. Confira!

Planejamento e rotina

Pesquisa, análise e planejamento — esses são os cuidados iniciais para sua gestão de estoque. Afinal, permitirão conhecer informações cruciais, como os produtos que mais e menos vendem; maiores e menores margens de lucro; fornecedores mais relevantes, entre outros dados essenciais para decisões estratégicas.

Claro que esse trabalho precisa de continuidade. Portanto, crie uma rotina para acompanhar como o estoque está se saindo em relação ao planejamento. Aumento nas vendas, rotatividade de produtos e itens que devem sair do portfólio são algumas das informações que podem ser obtidas.

Modelo de estoque

Você precisa conhecer detalhadamente seu e-commerce para definir o modelo de gestão mais adequado — com um bom relatório e posterior planejamento isso será possível. As principais metodologias para gerenciar um armazém são:

Próprio

Você é totalmente responsável pelo espaço físico. Abastecimento, organização, expedição e despacho de mercadorias. Costuma ser vantajoso para sellers que estão migrando do varejo físico para o online, pois assim não é preciso alugar/comprar imóvel. Quem também opta por estoque próprio são os lojistas mais experientes, com mais capital de giro e capacidade de investimento.

Compartilhado

Bastante comum entre os empreendedores que têm operação omnichanel, consiste em manter as mercadorias das vendas on e offline no mesmo espaço. É uma excelente alternativa para reduzir custos, mas exige cuidado redobrado com a gestão de estoque para evitar problemas como informações desencontradas e vendas duplicadas ou produtos em falta.

Consignado

Em negociação com os fornecedores, parte das mercadorias adquiridas pode ser devolvida caso não seja vendida (produto encalhado). Esse tipo de estoque é vantajoso por apresentar menos custo e menor risco de prejuízo. Porém, escolha bem os fornecedores e avalie as condições exigidas por eles.

Descentralizado

Por ter custo de manutenção mais caro e precisar de uma logística mais robusta, o estoque descentralizado costuma ser mais comum em grandes lojas virtuais e marketplaces. Além disso, é necessário ter sistemas que mantenham todos os centros de distribuição interligados para não haver informações desencontradas. ERP e hub são fundamentais.

Terceirizado

Cross Docking é o modelo de estoque no qual o seller recebe o produto e imediatamente o encaminha ao cliente, extinguindo a necessidade de um armazém próprio. Já no Dropshipping a compra de mercadorias é feita de acordo com a demanda do e-commerce (evita prejuízo, mas os preços ficam mais caros, pois você estará comprando por unidade e não por lote).

Fulfillment

Amazon, Mercado Livre e B2W são alguns dos marketplaces que oferecem a opção de fulfillment aos sellers parceiros. Nesse modelo, você fica responsável apenas por gerenciar anúncios e vendas. Seu estoque irá para os centros de distribuição da empresa, que se responsabiliza pela armazenagem, expedição e logística dos pedidos.

Como organizar

Caso opte por ter estoque próprio ou compartilhado, é essencial manter uma boa metodologia de organização. As mais comuns são FIFO (primeiros itens a entrar serão os primeiros a sair); FEFO (a prioridade é despachar produtos com vencimento próximo, independentemente da ordem que chegaram ao estoque); e Curva ABC (mercadorias organizadas de acordo com o grau de relevância).

Comece agora, colha em breve

Se a gestão de estoque da sua loja virtual está ineficiente, veja esse setor como prioridade e comece a remodelá-lo o quanto antes. Os resultados positivos não demoram a aparecer:

Capital de giro

Com o estoque bem planejado se torna possível comparar despesas (com fornecedores, transporte, armazenamento, funcionários responsáveis, etc.) e lucro que está sendo obtido na venda de cada produto. Conhecer esses dados é vital para o capital de giro da empresa.

Escalonamento

Como aumentar as vendas sem conhecer a realidade do seu estoque? Impossível! Todo seller precisa de uma visão detalhada desse setor para mirar no escalonamento contínuo e saudável da operação.

Fidelização

O mínimo que um cliente do varejo online espera após realizar uma compra é receber o pedido certo dentro do prazo estabelecido. Porém, a má gestão de estoque torna a loja virtual suscetível a esses tipos de erro.

Oportunidades

O acompanhamento constante do seu estoque pode mostrar oportunidades ímpares para seu posicionamento, como preferências por cores, coleções, tamanhos, quantidades, entre outros. Além disso, é possível mapear as localidades com maior número de clientes e mercados inexplorados — dados necessários para tornar o marketing assertivo.

Otimize seu estoque para ter mais sucesso no e-commerce.

Até a próxima!

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER