Projeto mantido por:

Nove dicas para aumentar as vendas do seu e-commerce em 2022

por Danilo Israel Quarta-feira, 27 de abril de 2022   Tempo de leitura: 13 minutos

O período de isolamento social impactou muitos lojistas, principalmente com a necessidade de realizar vendas remotas e de se adaptar ao digital. Nesse momento, cabe ao empreendedor encontrar as melhores oportunidades e seguir com suas operações. Para ajudar você, reuni algumas dicas para aumentar as vendas em 2022.

Os anos de 2020 e de 2021 – devido à pandemia do coronavírus – foram marcados por momentos de crise para diversas pessoas e empresas. Com isso, muitos vendedores precisaram se reinventar para sobreviver no mercado, em outros casos, até criar um e-commerce.

Em meio a tantas incertezas, os empreendedores buscam estratégias para aumentar as vendas do seu negócio em 2022 e manter a saúde financeira do negócio.

Então, acompanhe o conteúdo e confira dicas práticas para potencializar seu negócio e aumentar suas vendas!

Estas nove dicas certamente te ajudarão a alavancar as vendas do seu e-commerce em 2022.

1. Conheça seu público-alvo

Diante da alta competitividade no digital, um diferencial que vai te ajudar a se destacar e melhorar a experiência que oferece para os clientes é conhecer o seu público-alvo.

Para realizar esses tipos de ações de discovery, o ideal é contratar um(a) profissional de UX (user experience) e UI (user interface). Eles poderão te auxiliar com todo o processo de pesquisa de personas e otimizações visuais no site, que façam sentido para o seu público, de modo que não será apenas uma nova pintura no e-commerce, e sim um novo layout construído para atender o seu público de forma eficiente e estratégica.

2. Arquitetura da informação

Ao entender quem é seu público-alvo, logo em seguida precisamos pensar na jornada de navegação do usuário dentro do e-commerce. Basicamente, a arquitetura da informação é “a prática de decidir como organizar as partes de um sistema de forma que este seja compreensível.” (Pedro Dias – Arquitetura da Informação)

Sem pensarmos no processo de como organizar as informações, certamente iremos proporcionar uma experiência ruim para os potenciais clientes que irão visitar o e-commerce. Com isso, a taxa de conversão tende a ser baixa.

Para ter assertividade nessa etapa, recomendo montar um squad com profissionais das seguintes disciplinas: UX, UI, SEO e Tech.

3. Analise a concorrência

Quando se tem um e-commerce, não tem como escapar da concorrência. Afinal, sempre teremos outros negócios vendendo produtos similares ao nosso. No entanto, é possível desenvolver estratégias que proporcionem um diferencial competitivo para sua empresa.

O primeiro passo para isso é conhecer seus concorrentes. Pesquisar quem são eles, entender seus meios de atuação, produtos, meios de pagamento, propagandas, preços, site etc. Essa análise permite que o empreendedor compreenda quais ações funcionam em seu segmento, além de criar táticas mais competitivas.

4. Escute seus clientes (pós-venda)

Você escuta seus clientes? Após identificar as necessidades, dores e desejos do seu público, é preciso ouvir os consumidores e constantemente evoluir a experiência que você oferece.

O fundamental é que você possua uma estratégia de CX (Customer Experience) sólida para que a jornada do cliente seja boa antes, durante e após uma conversão.

5. Ofereça diferentes meios de pagamento

Outra alternativa para aumentar as vendas é proporcionar diversas formas de pagamento aos consumidores. Muitas vezes, os usuários deixam produtos no carrinho de compra devido aos meios de pagamento que não são adequados. Por isso, disponibilize diversos meios de pagamento.

Os recursos mais utilizados atualmente são: cartão de crédito e boleto bancário (Nuvemshop).

Entretanto, o Pix também vem ganhando espaço nas lojas virtuais, já que a empresa recebe o dinheiro instantaneamente, o que gera mais rapidez no processo de compra.

Mas novas tendências vêm surgindo: mais de 15 mil empresas aceitam Bitcoin como forma de pagamento (CNN).

Uma dica para ter mais segurança e simplificar os pagamentos e recebimentos do seu comércio eletrônico é usar um gateway de pagamento – uma ferramenta responsável por conectar e transferir dados entre um usuário e operadores de cartões de crédito, instituições financeiras etc.

6. Aposte em estratégias de marketing digital

As estratégias de marketing são grandes aliadas no aumento das vendas das lojas virtuais e na atração de consumidores. A partir delas, é possível criar conteúdos relevantes para seu público, aumentar a visibilidade das suas redes sociais e site, conquistar a confiança dos clientes e melhorar a autoridade da sua marca.

Além disso, o marketing digital conta com diversas ações que otimizam as vendas de uma empresa, como:

  • Funil de vendas;
  • CRM;
  • SEO (Otimização para motores de busca);
  • Marketing de conteúdo;
  • Redes sociais;
  • Mídia paga;
  • Inbound marketing;
  • E-mail marketing;
  • Remarketing.

Com elas, o empreendedor é capaz de se conectar com seu público, melhorando o relacionamento com o consumidor e aproximando-o da venda de um produto ou serviço.

7. Aproveite as datas comemorativas e ofereça descontos

Mais uma dica de como aumentar as vendas do seu negócio em 2022 é aproveitar as sazonalidades e as datas comemorativas. Uma data muito conhecida por grandes promoções e descontos – que impulsionam a compra dos consumidores – é a Black Friday. Ela ocorre no final do mês de novembro e inaugura a temporada de compras de final do ano.

Além desse dia, temos Natal, Dia dos Namorados, Dia do Consumidor e várias outras. A combinação de boas estratégias de marketing com os descontos pode gerar ótimos resultados para um e-commerce. Portanto, use a criatividade para desenvolver as ações corretas conforme o seu público.

Além disso, oferecer cupons de descontos auxilia no aumento das vendas. Por exemplo, uma estratégia comum é enviar um cupom de frete grátis quando um cliente colocou o item no carrinho de compra, mas não finalizou o pedido. Isso gera mais interesse em comprar o produto e aproveitar o desconto.

Outra dica é fazer sorteios por meio de um sorteador de números ou sorteador de nomes, pois você conseguirá ter um engajamento maior nessas datas, fazendo com que ganhe seguidores e consequentemente tenha mais vendas.

8. Integre seus canais de venda

Integrar vários canais de venda aumenta as oportunidades do comércio eletrônico, além de otimizar o atendimento e melhorar a experiência do cliente. Nesse sentido, os consumidores podem entrar em contato com sua loja virtual por meio de diferentes meios de comunicação, e o mesmo ocorre com a compra de um produto.

Por exemplo, eles podem adicionar itens no carrinho de compra em seu site e finalizar a ordem pelo aplicativo da sua loja ou até mesmo estar olhando seus produtos no Instagram e finalizar a compra por um link que os levou direto para a sua loja virtual.

É importante destacar que é necessária uma política de troca transparente, que deixará o cliente mais confortável em comprar em sua loja, pois saberá que será bem atendido caso dê algum problema com o produto.

9. Conte com a tecnologia

Por fim, uma ótima forma de aumentar as vendas do seu negócio em 2022 é usar a tecnologia como aliada do seu empreendimento. Com a pandemia, o setor de e-commerce cresceu 75% (Recovery Insights – Mastercard), criando uma nova forma de consumo e novos hábitos nos consumidores.

Nesse cenário, quem já contava com uma loja virtual saiu na frente de muitas empresas. Aqueles que não tinham um site precisavam implementar uma plataforma de e-commerce a fim de atender seus clientes e continuar com suas vendas.

Portanto, a tecnologia veio para otimizar os processos e facilitar as vendas para diversos empreendedores. Hoje, existem várias ferramentas que ajudam um lojista a vender mais, como softwares de ERP e CRM. O primeiro visa ao planejamento de recursos, como materiais e itens no estoque. Já o segundo é um sistema de gestão de relacionamento com o cliente.

Além de ter a sua própria loja virtual, os vendedores podem contar com outras plataformas de venda online para divulgar e vender os seus produtos. Um exemplo disso é o modelo de operação chamado dropshipping, que permite a venda sem estoque, e quem realiza todo fluxo de venda, como seleção do item e envio ao cliente, é o fornecedor. Você só precisará de uma boa lista de fornecedores e focar nas vendas dos produtos.

Leia também: Como aumentar as vendas sem dividir o lucro com os fraudadores

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER