Acesso rápido

Desafios de empreender no mercado digital

por Ricardo Veríssimo Quinta-feira, 11 de janeiro de 2018   Tempo de leitura: 4 minutos

O mundo inegavelmente mudou com a revolução digital, estamos assistindo a mudanças radicais no comportamento do consumidor e nas relações pessoais. Se é que podemos ainda definir assim as relações, ou deveríamos separar em digitais e presenciais.

Temos um novo país chamado Facebook com uma população de 1,65 bilhão de pessoas e ainda crescendo. Segundo estudos da Cisco, teremos um salto de 10 vezes o tráfego global na internet até 2019. De 2000 a 2014 esse mesmo salto foi de 30 vezes.

Temos assistido celebridades do Youtube ganhando espaço na mídia tradicional, o que era impensável há uma década. Uma pesquisa da revista Variety revelou que entre a faixa dos 13 aos 18 anos (os nativos digitais, que nasceram já na era digital), os youtubers são mais populares que os astros do cinema americano.

As empresas e o consumidor

As empresas hoje não possuem mais poder baseado em seu tamanho e sim em sua capacidade de se conectar digitalmente com seu público consumidor. Muita coisa está mudando e mudará ainda mais.

Empresas como Netflix, AirbBNB, Uber e muitas outras mostraram que não importa o tamanho de sua estrutura física e sim de sua capacidade de inclusão digital. Aliás, você sabe onde fica o prédio dessas empresas? Se é grande, pequeno? Sabe a cor da fachada?

Provavelmente não. Nem eu conheço. Isso demonstra como mudou o comportamento do consumidor. Se você tem mais de 30 anos, sabe que antes não comprávamos sem saber onde era a empresa, pelo menos, na maioria das vezes. Estruturas eram importantes para nossa avaliação.

Nós não nativos digitais éramos influenciados por campanhas de marketing, a nova geração é influenciada pelo fator social. Muitos pedem conselhos sobre um serviço ou produto a estranhos na internet. Isso fez com que aumentasse o número de sites de avaliação, como TripAdvisor.

Diferenças entre empreender on-line e off-line

Você acredita que nesse contexto empreender tradicionalmente e empreender digitalmente possuem as mesmas características? Não acredito que possuam, pois, nem acredito mais na separação. Vejo que o caminho é a convergência entre esses dois mundos.

No futuro próximo acredito que todas as empresas terão que ter sua presença digital, assim como algumas empresas puramente digitais também já estão buscando o espaço tradicional, tais como a Apple.

O consumidor pesquisa sobre produto on-line, mas alguns preferem comprar presencial. Logo não estou dizendo que um mercado vai anular o outro e sim que irão convergir a um ponto comum no meio desse caminho.

Então hoje empreender é sim diferente para o mercado tradicional e o mercado digital. O que difere? O consumidor que ainda está desigualmente dividido entre desconectados, conectados e conectados nativos. Logo em muitos e muitos anos, ainda teremos empresas puramente off-line e empresas puramente on-line, pois haverá mercado.

O Netflix não acabou com o cinema, podemos assistir, um filme que está em cartaz no cinema, on-demand na tv por assinatura sentado no sofá, porém muitas vezes preferimos ter a experiência do cinema. Todas as casas têm alguém que cozinha e nem por isso deixamos de frequentar restaurantes.

Qual desafio de empreender no mercado digital

O grande desafio é estudar sua persona, ou seja, quem é seu público? Essa pergunta é mais profunda do que parece, pois, a pesquisa de mercado mudou muito quando o assunto é empreender. Antes criávamos um produto e pensamos no público para ele.

Hoje olhamos para um público e pensamos no que ele vai querer e não no que ele quer. Steve Jobs já dizia: “Para que fazer pesquisa, se o consumidor não sabe o quer”.

Não sou tão radical e nem um gênio quase louco ou louco quase gênio como Jobs, portanto ainda acredito na pesquisa, mas é preciso pesquisar mais que pessoas, pesquisar tendências. Neste ponto o mundo da moda está séculos à frente de outros mercados.

Mindset Digital

Ricardo? O Mindset (configuração mental) do empreendedor digital é diferente? O empreendedor digital terá um mindset diferenciado de acordo com sua experiência como consumidor, não podemos exteriorizar aquilo que não temos internamente.

Um nativo digital, por exemplo, terá sim mais facilidade de empreender digitalmente, pois, está em solo altamente conhecido. Já uma pessoa que nasceu há 42 anos, como eu, terá mais dificuldades, pois, não nasceu com mindset adaptado a internet das coisas.

Posso e já me adaptei bastante, porém sempre estarei aprendendo coisas que os nativos parecem já nascer sabendo. Os não nativos digitais procuram teclas e os nativos telas. A usabilidade é diferente.

Basta ver crianças de 2 anos brincando com celulares. Nós provavelmente levaríamos a boca, eles tocam a tela com os dedos. Replicam movimentos que assistem, pois, já nasceram na era digital.

Internet das coisas é um conceito tecnológico em que todos os objetos da vida cotidiana estariam conectados à internet, agindo de modo inteligente e sensorial… A partir do artigo “A Coisa da Internet das Coisas”, publicado por Ashton, esta expressão começou a se popularizar por todo o mundo.

Empreender Digital

Ricardo eu quero empreender, quero ter um comercio digital, que ações posso realizar para ter um negócio de sucesso? Conhecer quem é sua persona, quem é o público, a tribo a qual seu produto pretende atender.

Antes o consumidor estava separado em segmentos, agora está separado em comunidades. Qual comunidade meu público pretende atingir? Como você irá se diferenciar junto aos concorrentes? Como você se vai conectar ao seu público? Quais mídias sociais irá priorizar? Seu público é mais Instagram? Facebook? Quais via digitais sua comunidade frequenta mais?

Mude sua forma de ver pesquisa de mercado, a pesquisa agora é de comunidade.

Vantagens e desvantagens

Assim como tudo na vida, empreender no mercado digital possui pontos positivos e pontos negativos.

Baixo Investimento – O investimento no mercado digital para iniciar um negócio costuma ser mais barato que em um negócio tradicional. Hoje é possível iniciar um negócio mesmo sem site, usando um perfil no Instagram integrado a uma loja virtual. Além de barato é também mais rápido. O capital de giro costuma ser mais baixo e a quantidade de colaboradores é menor também.

Concorrência global – A concorrência no mundo digital é muito maior que no mercado tradicional em que sua concorrência direta é local, limitada em parte por localização geográfica. Em um mercado digital as fronteiras são comunitárias e não geográficas. Logo uma comunidade de pessoas veganas, por exemplo, pode ter centenas de milhares de usuários espalhados pelo mundo e também centenas de concorrentes.  

Tempo – No mercado tradicional o consumidor tem limite de horário de funcionamento das lojas, já no mercado digital as portas estão abertas 24 horas por dia 7 dias por semana. Isso traz vantagens e desvantagens quando assunto é monitorar a qualidade do atendimento aos clientes. 

Possibilidade de automatização – No mercado digital é possível colocar muitas tarefas no piloto automático e de certa forma ganhar dinheiro enquanto dorme, eu por exemplo, muitas vezes acordo e tenho a grata surpresa de abrir meu e-mail e ver que durante a madrugada vendi algumas dezenas de e-books, que foram entregues de forma automática. No mercado tradicional isso ainda é relativamente novo e pouco usado. Temos mercados e postos com autoatendimento, mas são pouquíssimos, principalmente no Brasil.

Mercado em franca expansão – Pode parecer estranho, mas a verdade é que muitos consumidores ainda não compram on-line ou não são ainda pertencentes ao mercado digital, ou seja, não estão conectados. O mercado digital vai crescer muito ainda nos próximos anos. 

Projeção 2018 

Longe de mim, querer ser um guru prevendo o futuro, porém gostaria de baseado em tendências apontar algumas projeções para o ano de 2018 no mercado digital. As pessoas estão cada vez mais conectadas e isso apesar de ser bom, abrirá uma série de problemas que precisão de soluções.

As pessoas estarão carentes de serviços para que estejam e façam parte cada vez mais da comunidade a que pertencem. O Sentimento de inclusão aumentará consideravelmente. Hoje não basta visitar, tem que tirar o selfie e mostrar que esteve incluso no local e ver quem já esteve lá. A comunidade dos que visitaram. Elas querem recomendar e mostrar.

Toda esta exposição pessoal aumentará ainda mais em 2018, pois, teremos uma avalanche de novos entrantes no mercado digital até 2019.

Empresas também estão cada vez mais percebendo que precisam ter presença on-line ativa, hoje muitas só estão lá na internet, porém o fazem de forma passiva, não estão buscando os clientes e sim sendo buscados.

As empresas que hoje são passivas descobrirão em breve que presença não ativa na internet não basta mais e que suas posições nos sites de busca perderão espaço.

Apps – O acesso à internet pelos celulares é uma realidade que aumenta a cada dia, logo vejo o mercado de aplicativos para celulares baseados em serviços que melhore a vida das pessoas, sofrerá grande aumento em 2018. O acesso à internet está ficando mais democrático e os pacotes de dados de telefonia ilimitados, estão começando a crescer e seguir um modelo que já existe nos Estados Unidos. Tudo ilimitado a preço justo.

Marketing Digital – O marketing digital vai se consolidar como um serviço e as agências tradicional de marketing irão cada vez mais integrar as soluções on-line e off-line criando campanhas intercambiáveis entre si.

Assessoria digital pessoal – Sinceramente nem sei como chamar este serviço, mas acho que acabei de inventar este termo. O serviço de assessoria digital pessoal irá aumentar significativamente. O que é isso? São profissionais de assessoria de imprensa que irão cuidar da imagem de seus clientes nas mídias digitais. Empresas estão usando cada vez mais a internet como fonte de pesquisa profissional e social. A forma como somos vistos na grande rede faz perdemos ou ganharmos negócios. Profissionais e empresas que cuidam disso crescerão.

Segurança tele móvel – Aplicativos e sistemas de segurança de smartphones também cresceram. Cada vez mais deixamos de usar o laptop e o PC, para usar o celular, pois, neles carregamos quase tudo. Parte de nossa vida está no celular. Manter as informações seguras será cada vez mais preciso. Sequestro de dados já é uma realidade nos servidores e computadores e está chegando no mercado móvel celular.

Internet das coisas – Adesivos com chips que se comunicam com a rede serão um novo mercado em ascensão e cresceram muito nos próximos anos. Já temos pelo mundo adesivos que colados na máquina de lavar, ao serem apertados efetivam a compra de mais sabão em pó automaticamente em um site. Essa tecnologia aliando “coisas não conectadas” a “coisas conectadas” aumentará muito até 2019.

Conclusão

O mercado e o mundo estão em franca evolução e no mercado digital isso é mais gritante, existem uma quantidade enorme de necessidades não satisfeitas para serem satisfeitas nos próximos anos. Muitas novas tecnologias estão no mercado e nem sequer estamos usando as já criadas e homologadas no mercado, em sua totalidade.

Os mercados on-line e off-line deixaram de competir e passaram a coexistir de forma pacifica. Já estamos no entendimento comum que não dá mais para viver desconectado. Claro que toda a regra tem sua exceção, mas tirando as exceções o mercado caminha para convergir nas próximas décadas.

Então se você é do mundo estritamente digital precisa entender o mercado off-line e se você é estritamente off-line, precisa conhecer melhor o mercado on-line. Eles estão noivos e casarão muito em breve. Quem ganhará o presente somos nós, filhos dessas gerações e avós dos nativos digitais. Seja bem-vindo a nova realidade empreendedora.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.