Acesso rápido

De programador a empreendedor: o desafio de transformar ideias em negócios

por José Almeida Segunda-feira, 08 de outubro de 2018   Tempo de leitura: 6 minutos

O que faz um programador/desenvolvedor se tornar um empresário? Ou melhor, como um programador – doutrinado para lidar com diferentes linguagens e infinitas linhas de código – aprende a lidar com a rotina de gerenciar equipes, negociar parcerias, lidar com questões burocráticas e tantos outros desafios que não são ensinados na faculdade e que fazem parte do dia a dia do empreendedor?

No meu caso, a motivação veio após ver que algumas ideias que eu tinha começado a desenvolver – mas que até então não tinha me dedicado a elas – surgiam alguns anos depois pelas mãos de outras pessoas e se tornavam negócios. Foi o que aconteceu quando, há uns 20 anos, pensei em um modelo de “telelistas” para os contatos de celular. Passado um tempo (e sem ter levado isso adiante) me deparei com aquela ideia na forma de um produto anunciado em vários outdoors espalhados pela cidade onde morava.

Como levar boas ideias adiante?

E não foi a única vez que isso aconteceu. Em 2005, idealizei o projeto de um chat geolocalizado. Tinha até nome: “Where Are You?”. Fiz um protótipo, mas não levei a ideia (de novo) adiante. Eis que pouco tempo depois surgiu uma rede social com um conceito semelhante e praticamente o mesmo nome (WAYN – Where Are You Now), que nos anos 2000 alcançou sucesso mundial.

Ter ideias todos têm e é bem comum várias pessoas terem a mesma ideia. A questão para mim passou a ser como levá-las adiante. Isso pois não me sentia feliz desenvolvendo apenas as ideias dos outros. E já tinha uma certa bagagem como analista desenvolvedor, atuando em empresas de meu país natal (Portugal) e posteriormente na Inglaterra.

A oportunidade surgiu quando eu estava no Brasil, há cerca de 10 anos, organizando uma viagem de mochilão para conhecer o litoral – do sul ao nordeste. Naquela época, era praticamente impossível encontrar horários e informações sobre passagens de ônibus – um suplício para milhões de usuários que, portanto, poderia ser um novo modelo de negócio.

Comecei então a usar novas ferramentas disponíveis ainda em Beta (o já extinto Yahoo Pipes e o Google App Engine, hoje integrado no Google Cloud Platform), para criar primeira versão do mecanismo do que é hoje é o meu negócio, um serviço de metasearch de informações sobre horários e passagens rodoviárias utilizado por mais de 4 milhões de pessoas por mês.

O segredo: unir técnicas de programação com marketing

Não foi de uma hora pra outra que eu “transmutei” de programador para empresário. Pelo contrário. Depois de fazer o mochilão durante um mês no Brasil, acabei voltando para trabalhar em Londres, mas com o protótipo engatilhado. No início de 2009, o marketing digital engatinhava e só os profissionais de TI sabiam – por necessidades técnicas – o que era Search Engine Optimization (SEO), metatags, keywords etc.

Isso se tornou o segredo do sucesso do meu novo projeto: nos primeiros quatro anos, graças ao conhecimento em técnicas de indexação para buscadores, levei o site para um crescimento orgânico de 1 milhão de visitas por mês. Depois de um ano, consegui a primeira receita por meio de Adsense – pouco mais de 100 dólares – que começou a se tornar recorrente e crescente. Era o programador virando a chave para empreendedor.

Uma série de fatores – econômicos e pessoais – me trouxeram de volta ao Brasil, desta vez para ficar definitivamente. Ao lado de minha esposa, embarquei de vez na vida de empresário: já tinha parceiros de negócio, contratava freelancers, pensava em novos modelos de receita… Também passei a contar com dois sócios, da área de TI e marketing, que trouxeram uma expertise e conhecimento agregado fundamental para expandir nosso projeto.

E como criar o seu negócio?

Hoje, já com uma equipe maior e com maior maturidade como empresário, sinto que ainda há muito para evoluir. E compartilho algumas dicas para outros colegas programadores que pensam em criar seus próprios negócios.

Mesmo sem querer, você vai virar um vendedor

No mínimo você terá que vender a sua ideia para o mercado. Eu, particularmente, não tinha muito traquejo para a área comercial. Preferia tocar tudo por e-mail, mas percebi que isso não era suficiente. Precisei me tornar uma pessoa mais aberta, comunicativa e procurar as pessoas certas para viabilizar parcerias que permitiram o crescimento do negócio.

Procure parceiros e sócios de áreas estratégicas

Mesmo sendo programador, é sempre importante ter mais alguém de confiança no time que seja de TI, cuja especialidade seja resolver problemas. Ou, se você prefere mesmo tocar só a parte técnica do seu negócio, assuma sem medo. Mas procure alguém para ser o CEO da empresa. Com o crescimento, vai ser difícil cuidar das duas coisas.

Marketing e comunicação, áreas fundamentais para o sucesso

É um complemento fundamental para times formados por profissionais de TI. Criar narrativas e conteúdos relevantes, ter relacionamento com a mídia e bom posicionamento digital são itens fundamentais para o crescimento de seu negócio.

Gestão de pessoas, um aprendizado constante

A decisão mais difícil para qualquer gestor é quando ele precisa demitir alguém. A prova de fogo de um administrador é encontrar talentos, manter uma equipe motivada e saber extrair o que cada um tem de melhor.

Persistência e perseverança

Estas são indispensáveis para qualquer empreendedor. Porque no início você pode até ver a luz no fim do túnel, mas vai demorar para chegar lá. Então, você vai ter que ser persistente para continuar. Você deve também saber que nem tudo vai acontecer como planejado e você precisa ser perseverante para vencer as adversidades, repensar estratégias e continuar em busca do seu objetivo.

Ter a ideia é o passo mais fácil. O grande desafio é tudo o que vem depois: transformá-la em um negócio, agregar parceiros, clientes, colaboradores e deixar sua marca no mercado.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.