Dark stores: conheça o novo modelo de vendas omnichannel

por Douglas Cunha Quinta-feira, 19 de agosto de 2021   Tempo de leitura: 9 minutos

Quando falamos de compras, os consumidores desejam atender desejos instantâneos. Esse é o principal motivo das pessoas adquirirem itens em lojas físicas, para encontrarem o que procuram e já consumirem de imediato.

Porém, a pandemia tornou esse tipo de experiência de compra um pouco mais complexa.

Como resposta, muitos varejistas físicos, de diversos portes, optaram pelas chamadas Dark Stores, para oferecer mais rapidamente seus produtos vendidos online. Neste caso, utilizam-se do espaço de varejo para armazenar o estoque, atender pedidos e fornecer mais opções, como entrega rápida e coleta no mesmo dia.

Imagem de uma pessoa organizando o estoque

As Dark Stores, também conhecidas como hubs de distribuição, foram altamente benéficas para varejistas de todos os tamanhos durante a pandemia de COVID-19.

Conheça os benefícios dessa estratégia, que tem permitido o crescimento das marcas no e-commerce.

Mas afinal, o que são as Dark Stores?

Dark Stores são lojas usadas como pequenos centros de distribuição, onde são armazenados os produtos que foram comprados online. Nesse local também são realizadas a separação e distribuição deles. A diferença das Dark Stores para centro de distribuição é que, nesse novo formato, a estrutura física é menor e também é melhor localizada.

Geralmente elas ficam dentro do perímetro urbano, diferentemente dos CD’s. Podem estar em lojas abertas ao público, num espaço misto ou não, já que a ideia original não contempla circulação de pessoas.

O consumidor que compra pela internet só vai ao local buscar os itens que comprou e retira a aquisição já embalada.

Por que o conceito de Dark Store está crescendo?

A pandemia da Covid-19 influenciou e transformou rapidamente o varejo, principalmente quando foi decretado o distanciamento social. Nesse contexto, para que os clientes pudessem comprar em uma loja física sem contato, os espaços foram transformados em necessário locais para atender aos pedidos de envio ou prepará-los para coleta, sem que os clientes precisassem correr riscos em uma loja lotada.

As Dark Stores já são bem populares em países como Reino Unido, França, China entre outros.

Essa tendência se espalhou e se fortaleceu por alguns motivos:

1 – Soluções de entrega rápida

As Dark Stores são diferenciadas pelo fato de venderem mercadorias na loja sem contato, além de oferecerem opções de entrega rápida e sem estresse.

Com elas, os clientes não precisam se preocupar com coisas do dia a dia, como achar uma vaga no estacionamento, revirar a loja toda para achar um item ou mesmo enfrentar qualquer fila.

Como hubs de atendimento, atendem aos clientes locais, oferecendo frete rápido e acessível, mantendo os custos de transporte reduzidos, aliado ao fato de estarem aproveitando seu espaço físico de varejo.

2 – Otimização do espaço físico

As Dark Stores simplificam o processo de separação e embalagem, armazenando um grande volume de estoque em um espaço menor, em vez de um centro de distribuição.

São configuradas especialmente para atender aos pedidos, o que permite que os comerciantes otimizem o espaço para facilitar a coleta. Isso torna a separação do armazém e o rastreamento do estoque mais rápidos e precisos.

3 – Mais opções de entrega aos clientes

Com a restrição da pandemia, os clientes experimentaram diferentes tipos de recebimento de seus pedidos online, como coleta na loja, entrega local e remessa mais rápida e acessível.

Para itens essenciais, as Dark Stores também permitiram aos clientes locais a conveniência de retirar pedidos com facilidade ou recebê-los no mesmo dia.

4 – Melhor controle do estoque

Como as Dark Stores são menores que um centro de distribuição, é mais fácil controlar os níveis de estoque. A maioria delas já usam tecnologias para fazer a gestão e monitoramento dos estoques em tempo real.

Essas ferramentas geram inteligência logística, e mostram por exemplo, quais produtos já estão acabando, para evitar possíveis rupturas.

5 – Maior eficiência logística

As lojas escuras acabam suportando demandas de várias lojas dentro daquele perímetro geográfico. Como elas não são abertas ao grande público, fica mais fácil atender um número maior de entregas, inclusive fornecendo mais opções de entrega ou retirada para seus clientes.

6 – Aumento de consumo

Depois que os consumidores se adaptarem a esse formato de entrega, contemplando sua agilidade e eficiência, eles certamente se tornarão promotores de sua marca. Quanto mais opções de retirada ou entrega você oportunizar, mais valor esse cliente dará ao seu produto.

Essa iniciativa foi tão aprovada pela maioria dos consumidores que seguirá se expandindo mesmo após a pandemia.

Avançando para um novo modo de comprar

O volume de vendas online em 2020 cresceu 47% só no primeiro semestre de 2020. Em 2021, o cenário é ainda mais otimista: Crescimento de 26% no e-commerce brasileiro.

Como consequência do momento atual, os consumidores estão cada vez mais pressionando os varejistas a interagirem em tempo real, proporcionando uma melhor experiência de compra.

Oferecer essa experiência personalizada e consultiva, só é possível através de um único modo: tendo uma rede de distribuição e comunicação omnichannel, onde todos os canais de venda integrados, garantem respostas ágeis a seus clientes e entregas rápidas.

Essa capilaridade omnicanal, a estratégia de Dark Stores veio para ficar, pois agiliza a entrega e porque está mais próxima de seus compradores.

Imagina ter uma rápida resposta de que seu produto está disponível a metros da sua casa? É tudo que um cliente deseja.

Como funciona o atendimento em uma Dark Store?

A ação de atendimento em uma dark store é bem rentável para qualquer varejista. Mas para se tornar sustentável, é necessário ter variadas opções de entrega e coleta. Vou pontuar aqui as três mais comuns utilizadas:

Despacho a partir de loja

O despacho a partir da loja é uma maneira interessante e inteligente de promover entregas. Num drive-in ou área de estacionamento, existem funcionários dedicados a essa prática.

O cliente não sai do carro. Ele retira a mercadoria sem sair do automóvel com alguém trazendo pra ele o produto. Isso traz uma grande segurança ao cliente em tempos pandêmicos.

Retirada na loja

As Pick up Stores ou pontos de retirada na loja, são locais exclusivos que ficam separados do resto da Dark Store somente para entregar os produtos comprados pela internet.

O cliente logo na linha de frente, consegue retirar seu pacote. Isso evita circulações desnecessárias pelo espaço e garante economia de tempo e dinheiro para quem promove entregas. O cliente é que vai buscar sua mercadoria.

Conclusão

A estratégia de Dark Stores deve ser analisada por todo varejista que esteja amadurecendo sua operação omnichannel.

A necessidade de oferecer soluções rápidas, eficientes e de baixo custo para os clientes — e, ao mesmo tempo, flexíveis em momentos de pico — tornam esse modelo uma alternativa interessante para varejistas de todos os segmentos.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER