Não é mais um artigo sobre como lavar as mãos

por Taís Pereira Quinta-feira, 09 de abril de 2020   Tempo de leitura: 9 minutos

Estamos passando por um momento de crise e o inimigo é vivo, invisível e só uma ação em conjunto a nível mundial pode vencê-lo. Mas não falarei aqui sobre como devemos agir enquanto indivíduos e os cuidados a serem tomados. Dessas informações a mídia já está cheia e espero que a população já tenha entendido.

Vamos falar sobre o âmbito profissional

Enquanto especialista em comunicação digital, quero contribuir com meu conhecimento. Trago aqui dicas e sugestões para que seu negócio tente passar o menos prejudicado possível por esse momento, com sugestões do que minha área pode fazer para ajudar.

Como eu já disse antes: não tem quem não sangre com essa situação. A melhor saída é diminuir as perdas. Se há um momento para nos unirmos e nos ajudarmos, este momento é agora. Como disse o CEO do Google, Sundar Pichai: “Neste momento sem precedentes, sentimos a enorme responsabilidade de ajudar”.

Portanto, seja como um breve resumo para lembrá-lo ou um guia para orientá-lo, espero que este artigo o ajude de alguma forma. É conhecimento e é gratuito. Se eu conseguir ajudar apenas um pequeno negócio local, já ficarei feliz.

Planejamento e conteúdo

Reveja sua estratégia, independente do que foi planejado lá no início do ano. À medida que a dinâmica do mercado muda rapidamente, o que decidimos há algumas semanas pode não ser apropriado hoje.

Não adianta nos preocuparmos com calendário, objetivos e metas agora, porque o cenário mundial mudou e sua marca não pode fingir que não tem nada acontecendo, pois além disso parecer que não se importa, também pode estar perdendo alguma oportunidade de valorizar sua identidade.

Seja relevante:

O que sua marca pode fazer para ajudar nesse momento?

Seja para clientes, grupos de risco, hospitais, pessoas carentes, etc. Trago aqui algumas inspirações que vi por aí:

Sua campanha parece adequada levando em conta o contexto atual e o mercado local?

Lembre-se de cuidar com o que você fala. Aquelas ideias ligadas a ir pra rua, divertir-se com amigos juntos, festa, essas coisas… Não caem bem agora.

Entenda qual tipo de produto ou serviço supre mais as necessidades nesse momento e seja pertinente. Aproveite a bandeira que grandes marcas nacionais já estão erguendo: seja útil.

Esse é um apelo em que todos ganham: seu cliente, a comunidade, seus funcionários e, como consequência, você aumenta seu valor de marca percebido (pode não ser venda direta imediata mas, acredite, é mais um depósito na poupança da sua comunicação, que ajuda seu público lá na frente, na hora dele tomar a próxima decisão de compra).

Canais de investimento

O isolamento social nos deixou um canal inegável, tanto para falar com a família e os amigos, quanto os funcionários e clientes: a Internet. Portanto, se, por algum motivo, você ainda não estava aqui: venha correndo.

Todo negócio, de alguma forma, pode ser relevante nos canais digitais. Não importa qual é seu produto ou serviço, a internet pode te beneficiar.

Não se contente em apenas usar a internet para comunicar, esteja presente de sangue e alma:

  • Se você tem loja física, é hora de abrir seu e-commerce. As ferramentas para isso estão cada vez mais acessíveis e você poderá usufruir disso mesmo após a crise;
  • Caso tenha loja física e virtual, concentre seus esforços na loja virtual. Você já tem a faca e o queijo na mão, basta saber explorá-lo da melhor forma e ajudar a compensar a baixa nas vendas do PDV;
  • Se não pode abrir uma loja virtual, explore mais (muito mais) os canais acessíveis para divulgar seus produtos, como as redes sociais e os micro influenciadores;
  • Já tinha algum evento agendado? Tente transformá-lo numa live, workshop ou webinar e publique nas redes sociais e youtube. É uma boa forma de conseguir leads também.
  • Concentre sua presença nos canais de maior retorno. Não adianta sair investindo em todas as mídias. Em tempos de recessão, retorno é essencial para manter a empresa viva e, como isso vai passar, podemos pensar em branding e alcance depois, sem prejuízo.

E não deixe de amplificar sua comunicação: com a campanha global de distanciamento físico, como já está claro: as pessoas estão na internet. Então significa que seu público também está e pode estar até mais do que antes. Então aproveite: não basta apenas criar uma promoção e publicar no Facebook, impulsione-as.

Você precisa ser visto e a mídia digital faz isso para você: invista!

Explore seu potencial, faça testes, defina seu orçamento, suas metas, seus KPI’s e identifique os melhores canais para investir. Depois disso crie seu público-alvo com cuidado, personalize uma comunicação para cada segmento, configure as tags de acompanhamento e acompanhe os resultados em tempo real.

Na internet temos mais liberdade para iniciar e pausar uma campanha a qualquer tempo, portanto acompanhe o desempenho dos seus anúncios de perto e otimize seus resultados, explore os inúmeros insights, analise o andamento e perceba seus resultados.

Pode ser trabalhoso no início, mas depois você verá como é “mágico” ter o registro de quantas pessoas exatamente foram impactadas, onde foram, como se comportaram e o quanto de retorno você teve.

Clientes (e potenciais)

Nesses períodos de incerteza, as marcas precisam, mais do que nunca, manter-se abertas à comunicação com seus consumidores.

Responda às dúvidas e pedidos – uma equipe de SAC pode trabalhar facilmente em home office. Se o volume de procuras for grande, crie um FAQ. É muito importante ser ágil e oferecer aos seus clientes visibilidade e transparência durante este período (entregas, cancelamentos, reagendamentos, reembolsos), pois isso garantirá a permanência do cliente após a crise.

Aliás, muito importante isso aqui: não esqueça que a crise vai passar, e recomeçar uma base de clientes do zero sairá muito caro. Conquistar um lead pode custar de 5 a 7 vezes mais do que mantê-lo.

Dê destaque para informações importantes: sobre as medidas tomadas para tornar suas instalações seguras, abordagem para lidar com pedidos e dúvidas de clientes durante este período:

  • Publique em seu site;
  • Publique em suas redes sociais;
  • Envie pelo WhatsApp;
  • Configure respostas automáticas no messenger;
  • Crie anúncios com conteúdo para cada público-alvo (consumidores atuais por meio de seu CRM, potenciais locais por meio de raio de alcance ou engajadores e visitantes passados).

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.