Acesso rápido

Converta mais no seu e-commerce com neuromarketing e algoritmo de recomendação

por Mayara Azevêdo Terça-feira, 10 de julho de 2018   Tempo de leitura: 4 minutos

O marketing mudou muito nos últimos anos, dando aos profissionais inúmeras maneiras de se comunicar com seu cliente. Além de e-mail, SMS, Push, redes sociais, links patrocinados e tantas outras ações, as ferramentas de recomendação deram um novo panorama ao envio de comunicações personalizadas.

No entanto, não basta usar os recursos sem entender os conceitos que temos por trás (como neuromarketing e behavioral marketing) e como acontece o processo de decisão de compra do cliente. Dados da Universidade de Harvard, por exemplo, revelaram que mais de 85% das nossas compras são feitas de forma inconsciente. O que isso quer dizer? Que o lojista precisa saber estimular nas suas comunicações alguns importantes gatilhos mentais, como escassez, urgência e reciprocidade.

No exemplo acima, temos um clássico exemplo de gatilho de urgência. Ter no e-commerce uma calça com 64% de desconto por apenas 24h pode estimular uma conversão maior. Um outro ponto importante, é tentar passar na sua mensagem algumas formas, textos e cores que estimulem a atenção e memória do seu cliente. Sabe a música do plantão de telejornal? Sempre que a escutamos, sabemos que algo importante será noticiado.

Como não é possível usar cheiros ou sons em campanhas de e-mail marketing, podemos trabalhar com outras ferramentas para captar atenção. Gifs e imagens mais marcantes podem enaltecer o destaque ao conteúdo que queremos passar.

O exemplo acima mostra claramente a influência que uma imagem pode ter na hora de uma mensagem. Na primeira foto, onde o bebê está olhando para a frente, o cérebro do consumidor é totalmente direcionado para o rosto da criança e pouco para a mensagem.

Já na segunda imagem, uma simples mudança de olhar (a criança passa a observar o texto) promove uma maior leitura do conteúdo.

Depois de compreender esses conceitos e o ciclo que o cliente possui na hora da compra, é hora de colocar a mão na massa e personalizar a mensagem. Utilizar algoritmos de recomendação pode ser uma boa opção. Todos os dados capturados por essa tecnologia — por meio dos acessos e hábitos de navegação dos usuários no seu site — se transformam em regras de comportamento que disparam mensagens automáticas.

Existem inúmeros gatilhos conhecidos como “abandono de carrinho”, “abandono de navegação”, “pós-compra” e redução de preços e similares”. Outros, no entanto, não são tão conhecidos, mas conseguem impulsionar a venda do seu e-commerce em 30%*. É o caso da regra “decididos”, que ajuda seu cliente em dúvida entre duas marcas de celular ou de tv, por exemplo, a tomar uma decisão mais assertiva de compra.

A Recorrência, por sua vez, permite enviar mensagens automáticas para clientes que compram produtos com prazo definido de validade (xampu, maquiagem, fralda, etc). Com esse envio, você lembra que o fim do produto está próximo e estimula uma compra recorrente.

O melhor é que essas recomendações não precisam ser feitas apenas por e-mail. Você também pode recomendar produtos em tempo real para seu cliente no seu site ou, ainda, enviar um Push comportamental caso tenha aplicativos.

Agora que você já sabe todos os benefícios e como personalizar sua mensagem, é hora de colocar a mão na massa.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.