Conhecimento de e-commerce: como sair da superficialidade?

por Edmilson Maleski Terça-feira, 19 de maio de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

No mundo do e-commerce, vejo muita gente falando sobre SEO, CRO, teste A/B, Mobile first, CSS responsivo, PWA e uma série de outras siglas relevantes, mas que a maioria ou nem sabe o que é ou nunca aplicou.

A pessoa ouve um assunto numa conversa, ou assiste à uma live, e já se intitula como especialista naquele determinado assunto. Calma!

Especialista é quem conhece a teoria e já teve muita experiência prática. Não tem como o sujeito aprender profundamente, ou ser especialista em algo, sem colocar em prática, errar várias vezes e encontrar uma forma que dê resultados. Você já viu algum médico ser especialista em neurocirurgia, por exemplo, sem fazer nenhuma cirurgia?

Então, como sair dessa superficialidade?

1 – Tenha um processo de aprendizado

  • Leia artigos, livros e busque referências em quem já tem bastante experiência no assunto;
  • Coloque em prática e seja resiliente. É óbvio que dará errado nas primeiras tentativas, e a tentação de desistir e colocar a culpa na teoria e em quem acredita nela é enorme;
  • Entenda que o aprendizado é algo contínuo. Permaneça lendo, passe a escrever suas experiências e trocar ideias com pessoas que tenham opiniões diferentes da sua.

2 – Priorize

Recebemos uma quantidade de informações absurda a todo momento e temos que escolher aquelas que vamos processar e investir tempo no aprendizado. Esse tempo investido deve estar em sintonia com seus objetivos pessoais e profissionais.

Por isso, é muito importante priorizar o que aprender. Quem se interessa por tudo inicia muitas coisas, mas não consegue terminar quase nada.

Aprender a dizer “não” para as informações que não são relevantes, pelo menos naquele determinado momento, é fundamental no processo de priorização.

3 – Não se engane

Não minta para você mesmo. Se você não conhece algo, diga que não conhece. Se conhece um pouco, diga que conhece pouco, pois quando você mente para você, passa a mentir para os outros — e essa mentira só te levará a um caminho, o da insegurança e preocupações.

Quando você se aceita como você é e, não como as pessoas queriam que você fosse, a vida fica mais leve, você fica mais autoconfiante e, o que era vulnerabilidade, passa a ser uma fortaleza, que é dizer tranquilamente: eu não sei, mas quero muito aprender.

4 – Tenha consciência das suas limitações

Citando Donald Rumsfeld, que foi secretário de defesa dos Estados Unidos, entre 2001 e 2006 do então Presidente George W. Bush:
“Há coisas que sabemos, há coisas que sabemos que não sabemos, e coisas que não sabemos que não sabemos”.
Quando sabemos que não sabemos algo, o fato de termos consciência da falta de conhecimento nos torna mais prontos para agir. Esse é o início do processo de aprendizado.

E, quando não sabemos que não sabemos alguma coisa, somente a curiosidade de ler, ouvir e assistir a novos assuntos e áreas poderão tornar consciente nosso desconhecimento.

Conclusão

Falar que sabe algo não significa nada, nem para você e nem para ninguém. Falar sobre algo, sobre suas experiências e opiniões embasadas por tudo que experimentou, tem muito valor — não só para você, mas para muitos que estão à sua volta.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.