Conheça 10 pecados mortais do marketing

por Geyzom Aragão Sexta-feira, 24 de janeiro de 2020   Tempo de leitura: 9 minutos

Marketing é uma ferramenta muito importante e indispensável para o fortalecimento de uma marca ou venda de produtos e serviços. De forma geral, os profissionais e empresas já entenderam que este é o caminho ideal para conquistar esta visibilidade, desde que seja usado da forma correta.

Quando aplicamos o marketing voltado para e-commerce, temos diversas ferramentas e recursos disponíveis, mas cuidado: nem todos se aplicam ou funcionam para o para o seu público e segmento. Informe-se sobre qualquer processo, antes de colocá-lo em prática.

Certa vez ouvi do meu gestor a seguinte expressão: “Quem não é visto, não é lembrado”, e nunca mais me esqueci. Porém, com essa ansiedade de conquistar um público e ter a marca lembrada, muitas organizações não dedicam o tempo necessário para um bom planejamento, correndo grandes riscos e perdas ao cometerem os pecados mortais do marketing. Conheça quais são e como evitá-los:

Você não conhece o seu mercado e não está focado no cliente

É imprescindível que você entenda do seu mercado e saiba exatamente para quem está tentando vender seu produto. Nunca faça ações genéricas sem o direcionamento correto. Use ferramentas e técnicas de segmentação, profissionalize sua equipe de vendas, capacite sua equipe de atendimento para facilitar o contato dos clientes com a empresa e tenha um gerente especializado no seu segmento.

Você não sabe quem é seu público-alvo e não entende suas necessidades

Quando não conhecemos no público em potencial e não entendemos como ele se comporta, as metas não são atingidas, as vendas não acontecem no volume esperado e o índice de reclamações e devoluções fica elevado. Para evitar este pecado, adote pesquisas de mercado baseadas em técnicas analiticas, crie painéis de acompanhamento de clientes e revendedores e tenha uma boa gestão de relacionamento com o cliente.

Você não conhece seus principais concorrentes

Obter informações sobre a concorrência auxilia no processo de decisões estratégicas. É preciso identificar com clareza quem são seus concorrentes e como está a presença deles no mercado. Então, tenha um profissional dedicado para esta finalidade, se houver oportunidade contrate profissionais vindos da concorrência, inove em produtos e serviços para sair na frente e conquistar o seu público.

Você não tem um bom relacionamento com seus Stakeholders

Stakeholders são as partes interessadas direta ou indiretamente em um projeto (funcionários, fornecedores, distribuidores, etc). Faça uma boa gestão de todas as áreas da sua empresa, tenha uma mentalidade positiva e mantendo um bom relacionamento com os colaboradores e fornecedores. Eles também levarão o nome da sua empresa adiante, contribuindo direta ou indiretamente no marketing.

Você não sabe identificar oportunidades

As ideias surgem baseadas em informações. Por isso é tão importante e necessário obter e analisar os dados de mercado, público e muitas vezes repensar no seu produto ou serviço.

Se você não sabe como identificar estas estas oportunidades ou teve tentativas fracassadas, sugiro que inclua na rotina de gestão, reuniões de brainstorming, especificamente para discutir novas ideias e incentivar o processo criativo. Crie um fluxo para gerenciar estas sugestões, otimizando o processo e garantindo que boas ideias não serão perdidas.

Você não dedica tempo no planejamento do marketing

Se sua empresa não tem um plano de marketing bem definido, está cometendo um dos erros mais graves. Se não sabe por onde começar, contrate um profissional ou uma empresa especializada nesta área.

As estratégias precisam estar bem definidas e os resultados devem ser mensurados e analisados periodicamente, extraindo informações preciosas que podem nortear as próximas ações. Lembre-se, um bom planejamento possui: objetivo claro, plano de ação e/ou estratégias, projeção financeira.

Você não tem uma política de produtos e serviços bem definidos

Sabe quais são os produtos ou serviços mais vendidos? Dentre eles, quais geram mais lucro? Algum item tem comercialização baixa ou nula? Se você não possui estas respostas com clareza, é um pecador!

Aplique técnicas de controle e organização de estoque, como por exemplo as técnicas 80/20 e curva ABC. Com elas você conseguirá identificar e classificar todos os produtos e serviços que compõem sua empresa, assim como entender grau de importância que precisa ser dado a cada um deles.

No seu e-commerce, considere estratégias de cross-selling e upselling, sugerindo e induzindo o consumidor a comprar mais itens e/ou outros itens de ticket médio maior.

Você não definiu estratégias para o fortalecimento da sua marca

É possível identificar que sua marca não é percebida, quando seu público alvo não conhece sua empresa e os itens que você comercializa, ou seja: não vende.

Você se lembra do planejamento de marketing que falamos acima? Então, considere ações de branding entre as estratégias para tornar sua marca mais conhecida. Apegue-se aos seus diferenciais e apresente-os de de forma estratégica atraindo a atenção dos seus futuros clientes.

Você não usa a tecnologia a seu favor

Se assustou com todas estas informações? Calma! Há diversas ferramentas online e empresas especializadas disponíveis no mercado, capazes de automatizar todos estes processos, deixando para você apenas a tomada de decisão.

Explore a internet, ela á um guia atualizado e rico em informações que podem contribuir neste processo e não se esqueça de criar painéis de controle de marketing (dashboards) para acompanhamento de todo o processo.

Você não tem um marketing bem estruturado e organizado

Se você não pode ter uma equipe de marketing dedicada dentro da sua organização, procure por uma empresa especializada, mas não cometa este pecado.

Sugiro que antes de qualquer coisa, contrate ou nomeie um colaborador capacitado e bem relacionado com demais setores da empresa para conduzir esta área e gerir de forma assertiva os processos, garantindo que os erros acima não aconteçam, pois todos são possivelmente evitados.

Bons negócios!

Leia também: Em tempos de mudanças contínuas, marcas devem se reinventar sem perder o DNA


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.