Acesso rápido

Confira 5 dicas práticas para melhorar as vendas e a gestão do e-commerce

por Robinson Idalgo Quarta-feira, 03 de abril de 2019   Tempo de leitura: 6 minutos

Ter uma loja virtual pode parecer mais simples que abrir uma loja física, mas quem vende produtos e serviços em plataformas digitais sabe que tanto o planejamento inicial quanto a operação diária requerem os mesmos esforços para garantir uma boa experiência de compra ao consumidor.

A loja virtual deve ter estratégias e ações que ajudem a melhorar a experiência do consumidor

A concorrência, a preocupação em reter o cliente e as responsabilidades inerentes ao mercado, como a logística de envio da mercadoria e de emissão de documentos fiscais, são algumas das questões que o empresário de e-commerce precisa levar em conta. Afinal, o consumidor digital precisa ter atendimento de excelência de ponta a ponta para que não se frustre, seja cativado e se torne até um propagador de boas avaliações de sua loja.

A venda pela internet deixou de ser uma aposta do futuro para se tornar uma realidade de mercado no Brasil. De acordo com o 38º Relatório Webshoppers, produzido pela Ebit/Nielsen, apenas no primeiro semestre de 2018, aproximadamente 27,4 milhões de consumidores fizeram pelo menos uma compra pela internet no País.

É fundamental que a loja virtual tenha estratégias e ações que ajudem a melhorar a atividade do consumidor enquanto ele enche o carrinho virtual quanto a incrementar as vendas e a gestão da empresa e, nesse sentido, conhecer as tecnologias disponíveis para o setor facilita ainda mais o trabalho. Para aumentar vendas na loja virtual, penso que o empresário deve estar atento a estas 5 dicas:

1. Layout atrativo e simplificado

Conhecer bem o target do seu produto é peça-chave da criação de um layout atrativo.

Apesar de ser só 10% de todo planejamento de um e-commerce, definir a forma e o conteúdo da página tem efeito direto nas vendas. Sites com boa usabilidade e simplificados, em que o usuário não precisa ficar procurando o botão “comprar” e nem se sente intimidado com uma avalanche de informações de venda garantem mais satisfação do consumidor.

2. Marketing Digital

Investir em marketing digital para a marca é outra prática de sucesso no aumento de captação de clientes. Redes sociais, Google Ads, estratégias de SEO no conteúdo do site são algumas das estratégias compartilhadas por quem está no mercado virtual e, cada vez mais, são uma forma diferenciada de se destacar na concorrência.

3. Sistema de gestão integrado

Além de escolher uma plataforma em que o site será montado, o empresário deve ter um ERP. É com um sistema de gestão que o empreendedor terá o controle de todos os setores da empresa, como estoque, ordem de serviços, logística, compras, contabilidade, emissão de Nota Fiscal. O acesso dessas informações por um software integrado permite a centralização dos processos e agiliza a rotina do gestor.

Há opções gratuitas e de baixo custo, com diferentes módulos de acordo com a necessidade do varejista, como integração com marketplaces, e-commerces e plataformas de frete. Com isso, o empreendedor consegue planejar ações e monitorar resultados para gerar oportunidades de crescimento do negócio.

4. Blog integrado e informações para o cliente

Alimentar um blog com conteúdo relevante e associado aos produtos que você vende é uma estratégia de divulgação que dá credibilidade ao varejista. Ofereça informações adicionais ao cliente sobre a mercadoria e ele o verá não só como um vendedor, mas como uma fonte confiável sobre o assunto que ele procura.

A tecnologia pode ser uma ótima aliada nesse sentido: a escrita SEO, que melhora a colocação dos termos na busca do Google, deve ser um guia na hora de produzir textos e mídias. Faça com que as informações do mercado em que você atua também sejam compartilhadas por seus clientes no off-line e que o blog do seu e-commerce se torne referência na área.

5. Preço do produto e frete justo

Com buscadores de preços cada vez mais refinados, o valor da mercadoria quase sempre é um fator preponderante na decisão de compra de um consumidor de loja virtual. Clicar para finalizar a compra e ver que o frete deixa o valor total muito maior do que o previsto é o principal fator de abandono de compra nas plataformas digitais: oito em cada dez clientes largam o carrinho virtual por conta disso, segundo a pesquisa E-commerce Trends 2018.

Por essa razão, o vendedor virtual deve estar atento a oportunidades em que seja possível oferecer frete grátis, retirada na loja física, diminuição do valor do produto para que tenha equilíbrio na hora de incluir o valor de entrega. Tudo isso, é claro, deve ser feito de modo que não comprometa o lucro. É nesta hora que o controle da saúde financeira da empresa, por meio de um sistema de gestão online, também se faz indispensável.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.