Conectando o seu universo mobile com deep link

por Marlon Luft Sexta-feira, 25 de outubro de 2019   Tempo de leitura: 8 minutos

A maioria das pessoas utilizam deep links (ou links diretos) diariamente sem conhecer o conceito por trás dessa tecnologia. Mas a verdade é que deep links são apenas links, e todo mundo sabe o que é isso, certo? Então você não conseguirá entender os deep links se não entender os links.

Vamos lá! O que é um link? Chamado de URL ou URI (Universal Resource Locator ou Universal Locator Indicator) é apenas um endereço, nome ou referência a um arquivo “na internet”! Você pode pensar nele como o endereço de uma rua específica em um CEP específico, por exemplo.

Portanto, o deep link — como a própria expressão já aponta — é um endereço de um local mais profundo (deep). Ou seja, ele direciona as pessoas para um ponto ou página específica em um website ou em um aplicativo nativo. Resumindo, todos eles — tanto o link, uma URL ou um deep link — são tecnicamente a mesma coisa: endereços.

Existe ainda uma versão do termo deep link que chamamos mobile deep link. Ele contém todas as informações necessárias para levar um usuário diretamente para dentro de um aplicativo ou ainda a um outro local específico dentro de um aplicativo, e não só apenas iniciar a página de abertura do aplicativo.

Marketing x Produto

Neste universo dos mobile deep links, profissionais de marketing e produto geralmente se confundem com o conceito de Apple Universal Links (iOS) e Android App Links (Android) e como eles se relacionam com links diretos.

Especificamente, os Apple Universal Links e Android App Link são o padrão da Apple e Google implantado no sistema operacional iPhone (iOS) e Android, que permitem ao usuário tocar em um link e ser direcionado imediatamente ao aplicativo — se este estiver instalado no dispositivo.

Isso faz parte de uma configuração complexa do sistema que altera o comportamento dos links antigos comuns, que abriam o navegador e carregavam a URL, transformando-os em deep links dentro do aplicativo em determinados contextos.

Ou seja, quando o usuário toca no link de um aplicativo IOS, é feita uma chamada de servidor de ida e volta à Apple e o sistema operacional abre o aplicativo imediatamente, sem abrir o navegador e carregar o URL. O mesmo acontece para o Android. Uma experiência muito mais satisfatória ao usuário que provavelmente continuará usando aquele app e aumentando sua confiança em sua funcionalidade.

Algumas das melhores ferramentas de atribuição e deep link do mercado suportam a tecnologia da Apple Universal Links e Android App Links para que esses links de atribuição levem os usuários ao aplicativo, se o tiverem.

Caixas postais

Podemos ir ainda mais longe com este assunto, já que estamos falando de aplicativos e experiência do usuário. Apesar dos links servirem para direcionar um usuário a um site web, aplicativos nativos não se comportam como browsers, então links normais não funcionam para eles. Aplicativos funcionam como caixas postais, ou seja, é necessário ter um endereço específico para se chegar ao endereço correto, e é por este motivo que existe o deferred deep linking.

Imagine que você está navegando no seu celular e acessa um e-mail do seu e-commerce favorito com um anúncio de uma promoção daquele sonhado item que você estava buscando e, após o clique, você é direcionado ao site mobile do seu e-commerce favorito, onde a primeira coisa que você vê é um banner solicitando a você que faça o download do app do e-commerce, sendo que você já possui este app instalado neste mesmo smartphone.

Para alguns usuários, esta experiência pode ser muito frustrante e faz com que o este processo crie barreiras para este usuário voltar a acessar futuras campanhas de e-mail. O deferred deep link é a solução para este problema.

O que é deferred deep linking?

Deferred deep linking é um conceito inventado pela indústria de deep links em 2014. É o processo de levar o usuários a uma página específica no app após a instalação do aplicativo pela primeira vez. Se um usuário não puder acessar a página específica no app, ele será direcionado a instalar o aplicativo e acessar a página depois.

O deferred deep linking garante que, após a instalação, o usuário chegue a página certa no aplicativo, criando uma experiência positiva e levando o usuários em um fluxo correto para o canal mais efetivo. Com o deferred deep link, ao clicar no anúncio, caso você não tenha o app instalado, você será direcionado para a instalação do app e, logo após terminar, ele abrirá a página dos itens com desconto.

Se essa jornada não funciona assim, a maior probabilidade é que você desista de continuar e desinstale o app na hora, já que não vai achar o tal desconto anunciado.

Conclusão

Podemos afirmar que deep link é um recurso da atribuição que promove uma melhor experiência do usuário em diferentes canais e cria um melhor desempenho a partir deles. Isso é especialmente relevante nos casos em que o número de etapas para a conversão determina o sucesso.

A alavancagem de deep links para levar os usuários ao local ideal no aplicativo o mais rápido possível e com o contexto certo pode garantir um resultado mais alto tanto em canais pagos quanto não pagos. Trata-se de uma ferramenta mais do que necessária para conquistar e manter o consumidor usando e confiando no aplicativo.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.