Como tirar e editar fotos de produtos para sua loja virtual

por Karla Assis Segunda-feira, 23 de março de 2020   Tempo de leitura: 13 minutos

Se você está no processo de montar sua loja virtual, certamente vai se deparar com a necessidade de preparar as fotos que vão ajudar a promover seus produtos. 

Sejam seus itens de fabricação artesanal ou de produção em grande escala, você não vai querer usar as imagens batidas e de baixa qualidade disponíveis na internet, certo? 

Assim, a melhor forma de se diferenciar e dar destaque para o seu e-commerce é tirar e editar suas próprias fotos. Mas isso não significa que você precisa investir todos os seus recursos na contratação de especialistas e compra de equipamentos: você pode obter resultados incríveis por conta própria e com os dispositivos que você já tem em mãos!

Neste guia, você vai descobrir dicas essenciais para encher os olhos de seus visitantes e impulsionar suas vendas com fotos de produtos de alta qualidade.

Por que a qualidade das imagens é tão importante para suas vendas

Pense em seu processo de compra em lojas físicas. Você passa pela vitrine, se interessa por um produto, entra e pergunta ao vendedor mais detalhes, analisa a peça com calma e, por fim, decide levá-la para casa.

Em seu e-commerce, a jornada de consumo não é muito diferente. Ao invés de uma vitrine, você disponibiliza uma imagem do produto e, caso o usuário queira saber mais, pode rolar a página para verificar as especificações.

Mas por que a vitrine, física ou virtual, é tão importante para o sucesso das vendas de um produto? De acordo com um estudo da Universidade de Minnesota, seu cérebro processa imagens 60.000 vezes mais rápido que palavras. Em outras palavras, se você está buscando uma camiseta verde, é mais fácil olhar para a imagem do item para conferir a cor do que extrair essa informação das descrições técnicas.

Outro fator que você precisa levar em consideração é o desejo do consumidor. É claro que esse assunto é tão especial que poderíamos fazer um artigo específico, mas tenha em mente que você pode criar a necessidade de diferentes formas, seja pela beleza do produto, pelos diferentes casos de uso que você apresenta, entre outras.

Dessa forma, garantir a qualidade de cada imagem de produto é uma etapa fundamental para seu sucesso de vendas.

Como tirar fotos de seus produtos

Com a popularização dos smartphones, muitos empreendedores ignoram as técnicas de fotografia e já querem pular direto para a parte de edição das imagens de produtos — afinal, é só apontar a câmera e tirar a foto, certo? Errado. 

É verdade, ter uma câmera no bolso é uma mão na roda, mas saiba que a edição começa com uma foto bem tirada. Quanto melhor for o clique, menos ajustes você precisará fazer na próxima etapa para valorizar os benefícios do seu produto.

Existem três passos básicos que você deve dominar para tirar uma foto apropriada e promover seu produto. Veja só!

Aproveite os dispositivos que estiverem ao seu alcance

Você não precisa comprar uma câmera de última geração ou trocar de celular para começar a fazer as fotos dos seus produtos. 

É claro que a qualidade da câmera ajuda, mas isso não é tudo. Antes de comprometer seu orçamento, foque em dominar as técnicas básicas de fotografia.

Por isso, de início, aprenda a usar os dispositivos que você tem à disposição. Quais são os pontos fortes e fracos da câmera do seu celular? Para descobrir essas informações, você pode procurar comunidades de consumidores e canais de análise de produtos na internet.

Assim, se a sua câmera apresenta boa resolução, mas distorce alguns tons de cores, você já sabe que deverá ficar atento a esse detalhe na hora de trabalhar a imagem. Se o problema for com a iluminação, você poderá se programar para investir de forma inteligente em outros equipamentos, como a ring light e a caixa branca. E esse é justamente o assunto do próximo tópico!

Prepare seu ambiente de fotografia

Os materiais necessários para a sessão de fotos dos seus produtos podem variar de acordo com o que você deseja vender. Contudo, se você está começando agora e precisa de uma solução eficiente e acessível para tirar fotos de qualidade, você vai precisar apenas de uma fonte de luz e de uma caixa branca, além da câmera, é claro.

Para a iluminação, você pode usar as famosas ring lights, que são anéis de luz de LED. Você pode encontrá-las facilmente na internet e em centros populares. Aliás, você pode até fazer sua própria ring light com uma folha de papelão e fitas de luz, se a ideia é otimizar ao máximo seus recursos. 

Isso também vale para a caixa branca ou caixa de luz. Com esse objeto, que pode ser uma caixa coberta com TNT branco, você vai poder criar um efeito de fundo infinito, destacar os detalhes importantes e criar mais opções de edição. Sabe o fundo verde dos filmes cheios de efeitos especiais? Pois é, a ideia é parecida aqui.

Um objeto muito ignorado, mas igualmente importante, é o tripé. Sim, de que adianta ter uma iluminação bacana se a foto sai tremida e a luz projeta sombras no fundo? Portanto, não se esqueça de instalar tripés ou suportes que garantirão a estabilidade da fonte de luz e da câmera na hora de fazer o clique.

Explore todos os ângulos

Por fim, na hora de colocar a mão na massa e começar a clicar seus produtos, experimente todas as posições possíveis para garantir que você capture os melhores ângulos de cada produto.

Sim, você precisa trabalhar em uma verdadeira sessão de fotos. Só depois de ter dezenas (ou até centenas) de opções de fotos dos seus produtos é que você deve começar a selecionar os melhores cliques. Uma dica para esta parte é fazer a curadoria das imagens algum tempo após tirar as fotos — no dia seguinte, por exemplo.

Como editar fotos para valorizar seus produtos

Agora que você já tem um arsenal de fotos para escolher e trabalhar, chegou a hora da edição. 

Nesse momento, sua principal missão é evitar exageros e fazer apenas os ajustes necessários para dar o destaque que as fotos dos seus produtos precisam. Para isso, é essencial definir seus objetivos com a edição e, a partir daí, seguir o passo a passo abaixo para garantir que suas expectativas sejam atendidas.

Escolha uma plataforma versátil e intuitiva

Empreender não é para qualquer um e você sabe disso. Você não precisa entender apenas do seu produto, mas também deve ter pelo menos um pouquinho de noção de tudo o que acontece dentro do seu negócio… manutenção, gestão, vendas, marketing, TI são apenas algumas das áreas do conhecimento que um empreendedor deve equilibrar todos os dias.

Pois é, e agora você está percebendo que também precisa trabalhar um pouquinho como fotógrafo e designer. É claro que você dá conta, mas é melhor que você tenha mais tempo para se concentrar em atividades mais críticas, não é mesmo?

Por isso, vale a pena usar uma plataforma de fotografia e design gratuita com recursos intuitivos. Melhor ainda se, dentro do mesmo ambiente, você puder usar suas fotos em coleções de posts para redes sociais e materiais de comunicação visual.

Faça ajustes para destacar os detalhes importantes

Depois de escolher sua ferramenta de edição, é muito importante que você tenha em mente seu objetivo para não se perder em meio a tantas opções e funcionalidades. É possível alterar a posição das imagens, incluir filtros, tornar o fundo transparente, colorizar, inserir elementos gráficos… mas, afinal, do que você realmente precisa?

Especialmente quando falamos de fotografia de produtos, menos é mais. Use apenas os efeitos que realmente vão permitir que você destaque as qualidades do item que pretende promover.

No entanto, isso não quer dizer que você não deve experimentar os recursos à sua disposição, muito pelo contrário. Quando você sabe o que precisa, é até mais fácil testar combinações diferentes de efeitos e ajustes para atingir seus resultados da melhor forma.

Salve suas imagens nas dimensões e formatos adequados

Em todos os principais bancos de imagens e plataformas de edição de imagens, você pode fazer o download de suas criações em diversos formatos, sendo os mais comuns o PNG e o JPG. Esses nomes podem até parecer uma sopa de letrinhas para você, mas cada um tem uma finalidade bem específica e você precisa definir o que é melhor para o seu caso.

Em linhas gerais, o PNG é um formato que permite que você trabalhe com imagens de alta qualidade e de fácil manipulação, já que suporta fundos transparentes. Contudo, isso faz com que o tamanho do arquivo seja maior, aumentando o tempo de carregamento em páginas online.

Já o formato JPG é um tipo de arquivo compacto por natureza. Como você pode imaginar, isso implica em perda de qualidade gráfica, mas também faz com que esteja seja o formato mais indicado por especialistas de SEO — e ter uma página otimizada é essencial para seu negócio, certo?

Como existem outros fatores que podem influenciar sua escolha na hora de exportar as fotos de produtos após a edição, como o nível de detalhe e a qualidade da imagem. Portanto, vale a pena verificar com sua plataforma de e-commerce as características mais indicadas. 

Mãos à obra

Como você viu, mais do que qualquer equipamento ou técnica, o que mais conta na hora de tirar e editar fotos dos produtos que você pretende vender em seu e-commerce é a sua vontade de fazer acontecer.

Solte sua criatividade e desenvolva seu próprio jeito de produzir imagens que vão bombar suas vendas.

Bons negócios!

 

Gostou desse artigo? Não esqueça de avialá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.