Acesso rápido

Como melhorar o SEO da sua loja virtual

por Thiago Mazeto Sexta-feira, 27 de abril de 2018   Tempo de leitura: 15 minutos

Engana-se quem pensa que basta montar uma loja virtual e os visitantes aparecerão. Investir em marketing online para atrair visitantes até sua loja virtual deve ser uma parte importante da sua estratégia para que sua loja tenha sucesso a longo prazo.

Dentre as possíveis fontes de tráfego para uma loja virtual, o SEO se destaca por ser uma fonte contínua e de muita qualidade. Porém, atrair tráfego orgânico não é uma tarefa simples. Nesse artigo vamos te ensinar tudo que você precisa saber para montar uma estratégia de SEO vencedora em sua loja virtual.

As ideias e dicas apresentadas nesse artigo servem para qualquer loja virtual em qualquer plataforma.

Mas antes:  o que é SEO?

SEO é a sigla das palavras (Search Engine Optimization), que no bom português seria Otimização para Motores de Busca, em tradução livre. De forma geral, estratégias de SEO são estratégias que tem como objetivo aumentar os números de vezes em que sua loja é encontrada em motores de busca como Google e Bing.

Agora que você já sabe o que é SEO, está pronto para começar a aprender como melhorar o SEO da sua loja virtual.

Qual será nosso foco?

Nesse artigo nosso foco vai ser melhorar a “apresentação” da nossa loja ao Google (e outros motores de busca) para que ele entenda melhor do que se trata nosso site e, em seguida, nos dê uma posição melhor entre as buscas.

No fim das contas, o objetivo do Google é sempre dar ao usuário o melhor resultado possível para o termo buscado.

Para determinar isso, o Google leva em consideração diversos sinais e é impossível saber quais são eles, já que se estima que o Google utilize mais de 200. Por isso, vamos focar em melhorar os elementos que sabemos trazer mais resultados.

O que pode melhorar e conta bastante para o Google:

  • domínio do nosso site;
  • estrutura da URL;
  • títulos da página (h1);
  • subtítulos da página (h2);
  • descrição da página (meta description);
  • estrutura da página (rich snippets);
  • nome do nossos produtos;
  • descrição dos produtos vendidos;
  • categorias da nossa loja.

1º) Faça uma pesquisa de palavras-chave

Para começar sua estratégia de SEO é essencial que você faça uma pesquisa de palavras-chave o quanto antes, o objetivo da pesquisa de palavras-chave é encontrar quais são os termos mais utilizados por pessoas que buscam coisas relacionadas a sua loja virtual.

 

A ideia é que você levante o máximo de dados possíveis que te ajudarão a desenvolver uma estratégia de SEO independente do estágio atual da sua loja virtual.

Ferramentas para fazer pesquisa de palavras-chave

Existem algumas ferramentas que te ajudarão imensamente na hora de fazer uma pesquisa de palavras-chave. Para quem está começando, o mais indicado é o Planejador de palavras-chave do Google Adwords. Para acessá-lo será necessário criar uma conta no Google Adwords e uma campanha e, em seguida, você encontrará o planejador no menu.

Dica: se você ainda não está pronto para rodar campanhas, crie uma campanha com valor baixo (ex: R$ 10) e em seguida a pause, assim você poderá acessar a ferramenta.

Outra ferramenta muito utilizada para fazer pesquisa de palavras-chave é o SemRush, que é uma ferramenta excelente para criar e acompanhar estratégias de SEO. Além de monitorar constantemente sua loja, você pode usar o SemRush para monitorar o site de concorrentes, entre muitas outras coisas. No entanto, a ferramenta não é gratuita e seu plano mais barato sai por $99 dólares por mês. Se você tem dinheiro para investir e planeja se aprofundar em SEO, o investimento acaba valendo a pena.

Como usar as palavras-chave encontradas

Ok, você fez sua pesquisa e agora já sabe quais são as palavras-chaves buscadas em seu segmento. O próximo passo então será usar essa informação.

Você pode fazer isso de diferentes maneiras e independente de qual estágio você está no desenvolvimento do seu negócio.

Para facilitar, vamos a um exemplo prático: na imagem anterior sobre busca de palavras-chaves, a pesquisa que fiz foi relacionada a moda infantil e descobri o seguinte:

  • “roupas para bebe” tem 135 mil pesquisas mensais;
  • “roupa infantil” tem 49 mil e 500 pesquisas mensais;
  • “moda infantil” tem 14 mil e 800 pesquisas mensais;
  • “roupas de menino” tem 6 mil e 600 pesquisas mensais;
  • “fantasias para crianças” tem 5 mil e 400 pesquisas mensais.

Domínio

Eu sei que o Google leva em consideração o domínio da minha loja para determinar qual o assunto e a relevância do meu site. Das palavras que eu encontrei, a que mais se encaixa no meu nicho é referente à “roupa infantil”. Juntando essas duas informações, posso tentar registrar um domínio que contenha a palavra-chave “roupa infantil” (singular ou plural) exemplo:

roupasinfantisexemplo.com.br

Caso você já tenha uma loja virtual com nome e domínio, pode simplesmente fortalecer a ligação do nome da sua loja com segmento no título da página inicial.

Título

Com domínio escolhido é hora de criar um título legal para a página inicial da sua loja. Tente usar as palavras que levantou na pesquisa. No caso, poderíamos fazer algo como:

“Roupas Infantis Exemplo – Moda Infantil, Roupas, Fantasias e tudo para seu filho.”

Descrição

O próximo passo seria trabalhar a descrição, tentar usar variações e até mesmo repetir a palavra-chave que estamos tentando ranquear. Voltando ao nosso exemplo, poderíamos fazer algo assim:

“Procurando roupas infantis com os melhores preços? Clique aqui e confira: roupas para meninos e meninas, fantasias para festas e tudo para deixar seu filho lindo.”

Categorias

A categorização dos seus produtos é extremamente importante. Além dela servir para ajudar o cliente a navegar em sua loja virtual, você também pode usá-la para atrair tráfego orgânico.

Dependendo dos produtos da sua loja, você pode usar palavras-chaves que têm busca como nome das suas categorias.

No nosso exemplo poderíamos criar categorias como: “roupas para meninos”, “roupas para meninas” e “fantasias infantis”. É importante que você de fato venda esses produtos na sua loja, não tente enganar o Google.

Dica: É sempre possível ser mais específico nas categorias para brigar por posições em palavras-chave do tipo “longtail”. Por exemplo: a palavra-chave “fantasias para crianças”, tem mais buscas e, por consequência, tem mais competição. Em sua loja, você pode tentar usar “fantasias de heróis/desenhos animados/qualquer outra subcategoria aqui para crianças”. Exemplo: “fantasias de heróis para crianças”.

2º) Cadastrando produtos na loja virtual

Nos parágrafos acima, falamos sobre como uma pesquisa de palavras-chave pode te ajudar a escolher as categorias, descrição, título e até mesmo o nome da sua loja virtual. A mesma regra vale aqui. A única diferença é que como você já tem um produto, deverá fazer uma pesquisa de palavras-chave usando o nome do produto vendido e com o resultado poderá criar títulos e descrições que atraiam mais clientes para seu produto.

Siga esses passos na hora de cadastrar o produto na sua loja:

Crie um título descritivo e completo sobre o produto, use o modelo, cor, tamanho e qualquer outra informação que seja relevante.

Trabalhe bem a descrição do seu produto (descrição é diferente de meta description). Mesmo que você venda o mesmo produto que outras lojas, crie descrições customizadas para eles, adicione o máximo de informações que tiver. Adicione subtítulos (h2) que repetem a palavra-chave de foco, isso ajudará o Google a entender melhor do que se trata seu conteúdo.

Crie uma meta description que fortaleça o palavra-chave presente no título. Lembrando Meta Description é a descrição que aparece na busca do Google.

Crie endereços amigáveis para seus produtos (boas plataformas de e-commerce tem essa funcionalidade). Abaixo, temos duas urls: um exemplo ruim e um bom. Vendo somente o endereço da página o usuário já consegue saber do que se trata.

Exemplo ruim: www.sualojavirtualexemplo.com.br/produto?1

Exemplo bom: www.sualojavirtualexemplo.com.br/iPhone-x-256gb-preto

Se possível, adicione fotos do produto e tente criar uma experiência rica para o visitante, isso sem dúvida irá aumentar suas chances de conseguir uma boa posição no Google.

Otimize as imagens enviadas

Cadastrar boas fotos é muito importante, no entanto, é preciso ter muito cuidado com o tamanho da imagem, já que imagens em alta resolução pode ter um tamanho muito grande chegando na casa dos 3 – 4 megabytes.

Imagens de tamanho grande aumentam o tempo de carregamento da sua página significativamente e impactam negativamente a experiência do usuário e, por fim, o SEO da sua loja.

Existem muitas ferramentas que podem ser usadas para diminuir o tamanho da imagem sem que haja perda de qualidade. Eu recomendo o Kraken. Para usar basta clicar em “Try Web Interface” e enviar suas imagens. Em seguida, faça o download das imagens otimizadas e pronto, agora é só enviar para sua loja virtual.

3º) Implemente dados estruturados (Rich Snippets) no design da loja

Dados estruturados nada mais são do que marcações (códigos html) que você adiciona a sua página para passar informações adicionais ao Google Bot. Quando o Google avalia sua página, ele lê esses códigos e os mostram na busca. Por exemplo, se sua loja tem um sistema de avaliações que permite que os usuários avaliem os produtos. Você pode usar o dados estruturados para exibir a nota do produto diretamente na busca.

Para saber mais sobre dados estruturados, confira a documentação disponibilizada pelo Google, clicando aqui.

4º) Cadastre-se sua loja no Google Search Console

Agora que você já tem uma boa base configurada na sua loja virtual é hora de acompanhar seus resultados, para isso vamos usar o Google Search Console, para começar basta criar uma conta clicando aqui.

No Search Console, você poderá monitorar como está a performance da sua loja no buscador e ele te mostrará diversas informações úteis, como:

Quais as palavras-chaves mais utilizadas por pessoas que chegam à sua loja, erros de rastreamento, sites que linkam para sua loja e muitas informações que podem te ajudar a melhorar seu SEO. Além disso, no Google Search Console, você poderá enviar um sitemap com as urls para que o Google comece a rastrear seu site.

No começo, o painel ainda não terá muitas informações. No entanto, com o passar do tempo, novas informações serão coletadas e o Search Console se tornará uma das ferramentas mais importantes para montar sua estratégia de SEO.

5º) Crie uma conta no Google Analytics

No Search Console, você consegue acompanhar informações de como seu site está aparecendo nos resultados da busca (serps). Já no Analytics, você conseguirá acompanhar como os usuários utilizam seu site. Ele te dará centenas de informações úteis: quantas pessoas visitaram sua loja, quantas páginas cada pessoa visitou, de onde eles vieram, quanto tempo eles ficaram na sua loja, qual a taxa de conversão da sua loja, dispositivo que os visitantes utilizam entre muitas outras informações.

Para usar basta criar uma conta gratuita clicando aqui.

Finalizando

Melhorar o SEO da sua loja virtual é um trabalho constante e existem diversas coisas que você pode fazer. Nesse artigo eu tentei passar as principais informações que podem te trazer o máximo de resultados.

E lembre-se: o “business” do Google é a busca e objetivo dele é sempre entregar o melhor resultado para o usuário, para que o mesmo sempre volte. Então, seu objetivo deve sempre ser o de ter o melhor conteúdo acima de qualquer coisa e no fim você vai conseguir boas posições.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.