Como evitar fraudes sem impactar negativamente a conversão

por Hygor Roque Quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

As vendas pela internet aceleram muito em 2020. Sendo assim, as marcas passaram a dedicar muito mais tempo à construção e aceleração de suas operações digitais.

Embora o Brasil tenha batido recordes e mais recordes no crescimento de suas vendas através da internet, também bateu recordes em um índice que não é nada empolgante: número de ataques virtuais e fraudes.

O Brasil foi listado, segundo a Fraud & Abuse Report da Arkose Labs — empresa norte-americana especializada em segurança da informação —, como um dos cinco países com mais ataques virtuais em todo o mundo.

Ao lado dos Estados Unidos, Rússia, Indonésia, Filipinas e Reino Unido, o Brasil foi destaque na lista. Apenas no último ano, entre fevereiro de 2019 e de 2020, houve um aumento recorde de 308,17% no volume de phishing, de acordo com dados da Axur.

Considerando esse cenário, o lojista precisa se manter seguro sem perder aquilo que é mais importante: taxa de conversão e faturamento.

Listarei a seguir alguns pontos importantes para te ajudar a identificar os pontos falhos de sua solução de prevenção à fraude. Confira!

Crescimento da revisão manual

Revisões manuais podem ser um ponto falho de uma operação. Quando esse índice aumenta mês após mês é um ponto de atenção importante para qualquer marca. As revisões manuais são alternativas complementares a soluções de antifraude ou meio de pagamento. De maneira ativa, elas procuram aprovar as vendas diretamente com os compradores — ou levam em consideração critérios suspeitos e pouco comuns em compradores.

O grande problema é que as revisões manuais podem levar em consideração um cenário restrito de informações e negativar uma venda que poderia ser efetiva.

Alguns meios de pagamento se utilizam da aprovação manual em seus critérios de avaliação (marcas utilizam times internos para esse tipo de abordagem). O ponto negativo é o aumento do tempo de aprovação dos pedidos e principalmente a negativação de compras lícitas.

Proporções elevadas de chargeback

Se o número de chargeback (solicitação de cancelamento da transação pelo comprador ao seu banco emissor) em sua loja é alto, é sinal de uma revisão profunda das estratégias de avaliação e prevenção à fraude.

Em caso de utilização de meios de pagamento que já possuem soluções de antifraude ou garantia de chargeback, um indicador importante é avaliar a taxa de aprovação.

A taxa de aprovação nada mais é do que a quantidade de pedidos aprovados pelo meio de pagamento, em comparação a quantidade de pedidos realizados.

Nesses dois casos, a prevenção à fraude precisa ser revista. Ou ela não é eficiente para identificar vendas de fraudadores, ou ela não é eficiente e cancela vendas lícitas como se fosse de fraudadores. Nesses dois casos sua loja está sofrendo um impacto financeiro negativo.

Inteligência personalizada

Cada marca tem o seu próprio universo de compra. Pode ser por meio do comportamento dos seus usuários, histórico de perfil de compra, ticket médio, segmento… Quanto mais genérica é sua avaliação de prevenção à fraude, maior a chance de criar experiências negativas de compras aos seus clientes.

Procure por soluções personalizadas e que evoluem diariamente a partir da aprendizagem do histórico de vendas. Seus próprios clientes e o comportamento deles nas compras online — ou o comportamento deles no relacionamento com a sua marca em todas as plataformas — são sua maior fonte de dados para identificar verdadeiros compradores ou verdadeiros fraudadores.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER