Como escolher a plataforma de e-commerce?

por Thiago Sarraf Quarta-feira, 04 de março de 2020   Tempo de leitura: 7 minutos

Quem trabalha com consultoria já deve ter ouvido essa pergunta muitas vezes e continua sendo uma dúvida dos empreendedores: como escolher a melhor plataforma de e-commerce?

Para quem está se aventurando pela primeira vez pelo mercado de e-commerce, escolher uma plataforma parece uma decisão impossível diante de tantas opções que o mercado disponibiliza. E, mesmo para quem não está satisfeito e pretende migrar, escolher uma nova é sempre uma incógnita.

Recentemente, com toda a comoção causada pela Xtech e Rakuten, o tópico de escolha de plataforma veio à tona para muitos lojistas.

Como escolher a plataforma de e-commerce?

Se o primeiro pensamento que passou pela sua cabeça na hora de escolher uma plataforma de e-commerce foi: “qual o concorrente usa?” você já está começando errado.

Afinal, quem garante que o concorrente está 100% satisfeito com aquela plataforma? Ou até mesmo que ele tenha validado todos os passos na hora de decidir qual plataforma usar?

Não existe a plataforma perfeita que atenda 100% todos os públicos, com preços acessíveis à qualquer tamanho de investimento. A plataforma de e-commerce ideal é aquela que melhor atende a todas as necessidades do seu projeto.

Por isso, de pouco adianta perguntar para mim ou para qualquer outro profissional da área qual a melhor plataforma. Pois é preciso entender a fundo seu projeto e as ferramentas que você busca em uma plataforma.

Vamos validar alguns pontos que você precisa levar em consideração na hora de contratar a plataforma:

Analisar o cenário atual

No caso de migração de plataforma, é necessário ainda pensar se o momento é propício para mudanças.

Coloque os motivos para a migração na mesa e analise se o momento compensa o trabalho que terá de ser feito.

Analisar o cenário futuro

Tudo é planejamento e isso significa que é preciso pensar nas metas futuras e tentar “prever” os cenários.

Impacto sobre os processos atuais

A migração de plataforma é um processo trabalhoso e que tem impactos no seu e-commerce.

Se for migrar, tenha certeza de que sabe dos impactos sobre suas atuais estatísticas. A queda no número de conversão, em um primeiro momento é inevitável.

Processo de compra

É preciso checar também o processo de compra que é o maior decisor de conversão do negócio.

O processo de compra é o fluxo do carrinho, checkout, pós-carrinho (informações de cadastro) e forma de pagamento. E, também, como que é a parte de comunicação pós-pedido.

Suporte

A falta de suporte ao consumidor é uma das grandes reclamações quando falamos de plataformas. Dessa forma, é importante perguntar com detalhes na hora de conhecer a plataforma. Se possível, é importante falar também com clientes dela.

Além disso, é entender como é o suporte e se eles têm muitas reclamações em aberto para não ficar na mão em momentos críticos.

Integrações

É interessante validar quais são os sistemas de EPR que vão estar integrados na plataforma:

  • Sistema de CRM;
  • Sistema de vendas;
  • Sistema de e-mail marketing;
  • Marketplace;
  • Meios de pagamento;
  • Meios de entrega.

Sendo assim, vamos ter aproximadamente 25 fornecedores coligados dentro dessa solução. E muitos outros pontos específicos.

Conclusão

Escolher plataforma de e-commerce é muito mais complexo do que aparenta. Isso porque são inúmeros os pontos a serem consideradas, inúmeras pessoas com que é preciso conversar e outros inúmeros fatores a serem checados.

Por isso, é preciso planejar com muita cautela. É importante conhecer a empresa, os responsáveis por ela e os métodos de trabalho dessa plataforma.

A melhor plataforma para e-commerce não são empresas que só tem clientes grandes. Isso porque você, uma empresa pequena, pode não ter a atenção necessária.

O contrário também é válido. Uma plataforma que atende apenas empresas de pequeno porte pode não ter o suporte necessário para o seu crescimento planejado.

Temos que olhar para o projeto de acordo com a sua necessidade. É preciso ser perfeccionista aos mínimos detalhes, até porque a ideia não é trocar de plataforma todos os anos.

A mudança de plataforma é um acontecimento um tanto quanto traumático para as lojas e seus gestores.

Mesmo colocando as melhores práticas de SEO, redirect e planejamento para jogo, seu e-commerce vai ter uma leve queda na conversão e faturamento.


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!

Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.