Acesso rápido

Como diminuir a taxa de abandono de carrinhos no e-commerce

por Tahiana Brito D'Egmont Quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Apesar de todos os esforços aplicados ao seu e-commerce para aumentar a conversão de pedidos – incluindo estratégias como otimização de landing pages, campanhas de marketing, precificação, conteúdo, entre tantas outras – em torno de 63% dos carrinhos são abandonados no e-commerce.

Esse dado, da empresa de análise de dados Fireclick, aponta que pelo menos 6 de 10 pessoas que já estão na fase final de fechamento de pedido no e-commerce desistem da compra.

De acordo com a Forrester Research, as principais causas apontadas por usuários para o abandono de carrinhos de compra em lojas virtuais são:

  • 44% dizem que os custos de frete são muito altos
  • 41% ainda não estavam prontos para comprar os produtos
  • 27% queriam comparar preços
  • 25% concluíram que o preço era maior do que estimaram
  • 24% queriam guardar a compra para outro momento

Outro estudo, da Wordplay, demonstra algo similar: a maior parte dos usuários abandona o carrinho de compras porque acaba encontrando custos extras inesperados, preços melhores ou porque ainda estava em uma fase de pesquisa sobre o produto.

Seguem algumas estratégias para aumentar a sua taxa de conversão do carrinho de compras, diminuindo o abandono:

  • Frete gratuito: considerando que frete tem um custo alto e nem sempre é possível oferecer gratuitamente, uma boa estratégia é aproveitar esse desejo dos clientes como uma oportunidade para aumentar seu faturamento. Caso você tenha uma média por pedido de R$180,00 e queira aumentar esse nível, considere oferecer frete gratuito para quem fazer pedidos de pelo menos R$200,00, por exemplo;
  • E-mails de remarketing: use os e-mails a seu favor. Identifique quais clientes abandonaram o carrinho de compras e envie um e-mail com um resumo do pedido abandonado, oferecendo frete gratuito ou outras vantagens. Esses usuários são fortes potenciais clientes pois já conheceram seu e-commerce, seus produtos e chegaram até a fase final de um pedido;
  • Campanhas de remarketing (search e display): como grande parte dos usuários que abandonam o carrinho de compras o fazem porque ainda não estão preparados para comprar ou estão pesquisando preços, é fundamental que você continue no radar deles o máximo que puder. Considere criar campanhas de remarketing, principalmente em mecanismos de busca, pois são grandes as chances de seu cliente em potencial continuar procurando por lá. Você pode apresentar o mesmo produto pelo qual ele se interessou com algum diferencial (como desconto, frete gratuito, item extra etc).

O entendimento dos motivos que levam seu cliente a abandonar o carrinho é o primeiro passo para o sucesso no aumento de conversões.

Apresentamos aqui médias mundiais, mas uma análise mais aprofundada do que ocorre especificamente em seu e-commerce é fundamental para criar estratégias adequadas ao seu negócio.

Boas vendas!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

2 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Olá Tahiana
    De acordo com a pesquisa que acabou de sair do Sebrae (http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/2096de03a773a320eb8ff17cda1290ac/$File/5001.pdf) o abandono de carrinhos, no varejo online brasileiro é de mais de 57%. Uma das ações de vendas, que não existe no varejo brasileiro é de ações de vendas, inteligentes, como aproveitar as wishlists que a maioria das lojas online tem mas ninguém faz nada. O cliente está dizendo que deseja e tem intenção de comprar, mas eu pergunto, quantos emails você já recebeu das lojas onde você registrou o seu desejo de compra?

    Responder
  2. Tahiana eu confesso, que como consumidora tenho verdadeiro pavor desta perseguição infernal que vem sendo feita pelos varejistas brasileiros através do uso do remarketing, como você sugeriu “o máximo que puder”. Por conta disso vejo com bons olhos projetos que envolvem a economia da intenção, citado no outro comentário pela Maria Clara, do que esta economia da atenção, burra, que é feita de forma tática, sem estratégia por muitos varejistas. Já ouviu falar do projeto Select Out? (http://selectout.org/?ref=chromeext) isso dá um jeito no uso, sem estratégia, do remarketing.

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.