Acesso rápido

Como criar uma descrição de produto para e-commerce

por Mariana Sampaio Segunda-feira, 02 de dezembro de 2019   Tempo de leitura: 9 minutos

Quando falamos em comercialização de qualquer tipo de produto, a transformação é enorme nos últimos anos. O consumidor omnichannel vem ganhando cada vez mais espaço e se tornando o grande foco de marcas que querem potencializar sua presença no mercado — seja no ambiente online ou no offline.

E um dos pontos mais importantes para aumentar a visibilidade no e-commerce e gerar credibilidade são as informações sobre os produtos comercializados. Nesse sentido, é importante investir tempo e esforço para criar títulos, imagens, descrições, vídeos, conteúdos ricos que realmente façam o consumidor não ter dúvida na hora da compra.

As descrições, por exemplo, são um dos maiores gargalos da experiência de compra no e-commerce, o que faz com que o varejista, caso não tenha acesso às informações do produto, perca grandes oportunidades.

Portanto, para fazer a diferença entre tantos concorrentes, a descrição de produto no e-commerce deve oferecer uma experiência similar a do varejo físico.

Quer aprender a contornar essa situação com soluções inteligentes e descrições de produtos que realmente vendem? Então não saia daí e continue sua leitura!

53% dos consumidores abandonam um site por falta de informações

O estudo EQI 2019 aponta que a descrição de produto no e-commerce é o segundo fator mais relevante para o consumidor. E não para por aí: os resultados mostram que mais de 53% dos consumidores escolhem outro site para comprar caso não encontrem as informações que precisam.

A partir desses dados, é perceptível que a falta de uma descrição de produto no e-commerce afeta diretamente a performance de vendas e, consequentemente, toda a cadeia de suprimentos.

Além disso, o impacto também pode prejudicar o tráfego vindo das buscas do Google. Segundo uma pesquisa da Backlinko, para que a página apareça nas 10 primeiras posições do buscador, a descrição deve ter pelo menos 1.700 palavras.

Já imaginou a quantidade de vendas perdidas por causa disso? Agora é a hora de colocar a mão na massa e aprender a criar descrições relevantes para os seus produtos no e-commerce. Vamos lá?

Crie descrições realmente completas

Consumidor em dúvida não compra! Sendo assim, a descrição deve apresentar o máximo de informações para que a transação seja efetuada sem arrependimentos. Nesse caso, menos não é mais!

De acordo com o EQI, a descrição de produto para e-commerce deve conter 300 palavras ou mais para ser razoável — a quantidade ideal é de 1.700.

Estudos mostram que descrições que seguem esses critérios possuem um tempo de permanência de 43,1% a mais no site. Então se você estava em dúvida se o consumidor realmente lê tudo, acredite, informação é crucial!

No Brasil, as descrições têm em média 140 palavras, um índice muito abaixo do recomendado e que pode ocasionar problemas na compra e no pós-venda. Por isso, é fundamental aproveitar o espaço disponível e apresentar todas as informações que o usuário precisa, como:

  • características gerais do produto;
  • ficha técnica;
  • indicações e contra indicações de uso;
  • benefícios do produto;
  • informações sobre como o produto se destaca dos concorrentes.

Por mais que pareça um número muito grande de palavras, não é algo impossível de fazer. Ainda mais se você tiver uma maneira simples de compartilhar essas e outras informações dos produtos com seus varejistas.

Aposte na criatividade

Você pode criar uma descrição de produto padrão, é claro. Mas as chances de impulsionar as vendas tendem a aumentar com textos criativos e que criam conexões emocionais com o consumidor. Por isso, é muito importante apostar na originalidade nesse momento.

Entender quem é a persona da sua marca pode ajudar a criar um conteúdo que realmente converse com o público a quem seus produtos se destinam. Por exemplo, se você é do segmento de alimentos orgânicos, que tal explorar a jornada do alimento até chegar na casa do consumidor? Esse é um ótimo exemplo de storytelling utilizado por players de destaque no mercado.

Otimize a descrição do produto para buscas

A otimização para mecanismos de busca ou SEO é um conjunto de técnicas para melhorar o posicionamento de um site nos resultados de busca orgânica, ou seja, no Google ou em outros buscadores, como Bing ou Yahoo.

Portanto, para que o seu produto apareça para os consumidores, é importante levar em consideração alguns aspectos. Um dos principais é a pesquisa e a inclusão da palavra-chave na descrição do produto no e-commerce. Para isso, é fundamental utilizar ferramentas como:

Google Keyword Planner

É a ferramenta mais recomendada, pois ela mostra o volume de buscas e o nível de dificuldade para posicionar cada palavra-chave na primeira página do Google.

Então, na hora de criar a descrição do seu produto, leve em consideração os termos mais buscados e com menor nível de dificuldade. Pesquise a palavra-chave ideal para o produto e tente posicioná-la no início da descrição. Isso porque pesquisas mostram que o olhar do usuário tende a se concentrar mais no lado esquerdo.

Google Trends

O Google Trends também é interessante para esse tipo de pesquisa, além de ser uma ótima maneira de encontrar oportunidades para gerar tráfego.

Se você trabalha com produtos sazonais ou tem muita agilidade para produzir itens sob demanda, fique de olho nessa ferramenta! Ela oferece o volume de buscas de termos e assuntos do momento no últimos 12 meses, com a possibilidade de comparar com outros termos semelhantes.

SemRush

Funciona basicamente da mesma forma que o Google Keyword Planner. Você busca um termo no menu “Análise de palavra-chave” e a ferramenta vai te mostrar o volume de buscas, custo na pesquisa paga e concorrência.

Invista em tecnologia se for preciso

Depois de criação dos conteúdos seguindo as nossas dicas, grande parte das indústrias enfrenta outro problema: a distribuição dos produtos para o varejo. Quanto maior for o mix de produtos ou a quantidade de varejistas, mais difícil essa tarefa tende a ser.

Porém, um catálogo digital de produtos pode ser a solução! Você cria as descrições dos produtos para o e-commerce de um jeito vendável e depois compartilha todas as informações para sua cadeia logística de uma só vez. Dessa forma, você evita que o esforço de criar as descrições seja em vão e aumenta as chances de os produtos serem vendidos dentro dos padrões da sua marca, evitando devoluções e problemas maiores com o consumidor final.

As descrições de produtos no e-commerce são um fator de muita importância para estimular as vendas por esse canal. Contudo, apenas essa técnica não garante que o consumidor ficará satisfeito com a página e decida comprar. Existem muitos outros atributos capazes de despertar o interesse no produto e mostrar o quanto ele pode ser relevante para aquele usuário.


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.