Acesso rápido

Como aumentar a taxa de conversão no seu e-commerce

por Bruno De Oliveira Terça-feira, 30 de Maio de 2017   Tempo de leitura: 6 minutos

Mesmo depois que os seus produtos já estão validados — ou seja, depois que você já testou a aceitação por parte dos clientes —, não é incomum que um ecommerce tenha problemas com a taxa de conversão.

Em uma loja virtual, diversos fatores podem influenciar para que essa métrica não esteja tão alta quanto o empreendedor gostaria. Por mais que a conversão seja uma “ciência” que nem sempre fornece respostas rápidas, existem caminhos com bastante potencial a serem testados.

Se você está fazendo um bom trabalho, provavelmente não será complicado detectar pequenas falhas que estão impedindo a sua loja virtual de converter mais.

Por já ter participado de muitos projetos, seja como sócio ou mentor, sei que as desatenções geralmente concentram-se em alguns poucos fatores — e hoje falarei sobre os 6 principais deles!

1 – Conheça bem o seu consumidor

A taxa de conversão de um ecommerce brasileiro gira em torno, atualmente, de 0,5% a 1%. Isso quer dizer que, de cada 200 usuários que visitam o seu site, pelo menos 1 deveria virar cliente.

Se você está gerando um tráfego satisfatório e, mesmo assim, as conversões não estão acontecendo, a primeira grande dica que posso dar é em relação à sua audiência… Será que você está “conversando” com o público certo?

Quando falamos sobre aumentar a taxa de conversão de uma loja virtual, estamos tratando, basicamente, de duas grandes etapas: atrair o público certo e guiá-lo pelo seu site. Se você erra em detectar quem é o seu cliente ou o que ele quer, certamente terá problemas com a taxa de conversão.

Nesse caso, eu recomendo que o empreendedor tire algum tempo para estudar a sua persona e ter a certeza de que a comunicação e as ofertas sejam preparadas especialmente para ela.

Uma vez atraindo as pessoas certas para o site, ficará mais fácil despertar o interesse pelos produtos e, consequentemente, converter mais.

2 – Aposte em navegabilidade

A navegabilidade ruim é outra “vilã” que costuma prejudicar bastante as conversões do ecommerce brasileiro… E, sinceramente? Não é para menos.

Se um empreendedor é sério e quer ser respeitado no mercado onde está atuando, precisa entender que o cliente, uma vez em seu site, espera ter tudo sempre à mão — ele está disposto a “dar” uma parte do seu salário para você, então as expectativas são as de que a compra não seja dificultada.

Mesmo assim, não é raro vermos por aí lojas virtuais com menus desorganizados, produtos com fotos ruins, falta de responsividade e uma série de outros fatores que deixam a marca com uma “cara” bastante amadora.

Quer uma taxa de conversão mais alta? Então não basta levar o público certo até o seu site… Depois de fazer isso, você ainda tem a obrigação de proporcionar a ele uma excelente experiência de compra.

3 – Use a prova social

Não é ótimo quando você entra em sites como os da Amazon e Netshoes e, ao pesquisar por seus produtos prediletos, encontra diversos comentários positivos e negativos não só sobre o item, mas também sobre a experiência de compra como um todo?

Pois é! Nós, enquanto consumidores, estamos sempre olhando para os lados, buscando feedbacks e opiniões de outras pessoas que possam “validar” a nossa compra e nos deixar mais tranquilos em relação a ela — é o famoso gatilho da prova social, muito comentado por Robert Cialdini em seu livro “As Armas da Persuasão”.

Se você considera que a sua loja virtual está montada de acordo com as “boas práticas” do varejo online e, mesmo assim, a taxa de conversão continua abaixo da média, recomendo que você teste a inserção de depoimentos e reviews de clientes.

Para colhê-los é muito simples: você pode deixar caixas de comentários abaixo dos produtos, fazer campanhas de email marketing ou até mesmo utilizar aplicativos como o da Trustvox.

4 – Mostre sua credibilidade

E se a conversa é sobre credibilidade, reviews e comentários estão longe de ser a única forma de passar mais segurança para o cliente.

O primeiro passo é pensar no básico: um certificado de segurança que proporcione compras totalmente seguras (lembre-se de que somente adquirir um certificado não basta, você precisa dar um jeito de mostrá-lo ao público).

Depois disso, alguns outros fatores também ajudam bastante para que a audiência reconheça em você uma empresa com credibilidade:

  • Criar uma fanpage esteticamente atraente e mantenha-a atualizada;

  • Criar páginas institucionais no site da loja virtual explicando um pouco mais sobre a história da empresa, política de troca e devolução etc;

  • Deixar o seu CNPJ, endereço e um número de telefone fixo visíveis no site;

  • Criar uma conta no Reclame Aqui (muitos consumidores pesquisam por isso no Google antes de finalizar uma compra);

5 – …e recupere os carrinhos abandonados

Se você está com uma alta taxa de abandono de carrinhos, analisar os motivos por trás disso pode ser a forma mais fácil e eficiente de aumentar sua conversão. Isso porque, na maioria das vezes, a situação é simples e pode ser resolvida em pouco tempo.

As razões mais frequentes para isso acontecer geralmente são: frete alto, formulários compridos demais e a insegurança do consumidor — fatores com um potencial “explosivo” para derrubar a sua conversão.

6 – Faça uso do email marketing

Por fim, eu gostaria de falar aqui, mais uma vez, sobre a importância do email marketing no contexto do seu negócio.

É claro que a ferramenta, isoladamente, não tem um impacto direto sobre a sua taxa de conversão. Por outro lado, suas estratégias de email, quando executadas corretamente, podem servir de base para outras ações-chave, como recuperação de carrinhos abandonados ou recuperação de clientes inativos.

Para se ter uma ideia, o email é, para muitas empresas e profissionais de marketing, a ferramenta com o maior ROI do mercado — a intimidade do “um-pra-um” proporcionada por essa plataforma não pode ser encontrada em nenhum outro lugar.

Fora isso, ainda existe a grande vantagem de que, em uma campanha de email, você só aborda pessoas que, de uma forma ou de outra, já demonstraram algum interesse por aquilo que você oferece (afinal elas são seus leads!).

Se você anda insatisfeito com a conversão da sua loja virtual e ainda não aposta em estratégias de email marketing, essa é mais uma dica simples para colocar em prática e começar a colher bons resultados!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.