Como atrair e reter o profissional de e-commerce

por Cristiano Chaussard Quarta-feira, 03 de junho de 2015

O e-commerce é um dos segmentos que mais cresce no Brasil. Em 2014, as transações de vendas online obtiveram um faturamento total de R$ 39,5 bilhões, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). No entanto, o número de profissionais capacitados para trabalhar nessa área não cresce com a mesma proporção.

A Universidade Buscapé Company e o E-Bit realizaram uma pesquisa em 2013 com 254 lojas virtuais do país. O resultado mostrou que 65% dos candidatos a uma vaga no e-commerce não atendem aos pré-requisitos necessários para o cargo desejado. É esse mesmo cenário que vemos constantemente no mercado: falta de preparação de candidatos às vagas abertas e falta de conhecimento das métricas de marketing digital. Como consequência disso temos uma grande retenção dos profissionais capacitados, o que cria uma inflação de salário.

O que podemos fazer, então, para enfrentar esse cenário? Uma das alternativas encontradas por donos de lojas virtais é o de capacitar seus próprios especialistas, oferecer treinamento da mesma forma que se faz em uma loja física. No entanto, ao contrário dos requisitos para um gerente de loja física, o gerente de e-commerce deverá ter um conhecimento mais técnico. Contratar uma pessoa com menos experiência permitirá que esse profissional cresça com o projeto.

A sugestão mais prática, nesse caso, é investir em cursos online. Existe uma variedade de cursos disponíveis, alguns completos e outros mais superficiais. No momento de escolher é preciso atenção. Veja sempre o número de horas que o programa vai oferecer, qual o conteúdo abordado e os comentários de quem já participou. Existe também a possibilidade de fazer cursos presenciais, como o “E-commerce na prática” ministrado pela ABComm/SC em Brusque no início nesse ano, que ensina desde como criar um negócio até escolher tecnologia e anunciar a nova loja virtual.

Outra prática importante para a capacitação é participar de grupos de discussão, como o Grupo Catarinense de profissionais de e-commerce. Nesses ambientes, profissionais podem compartilhar experiências com outras pessoas. Vale lembrar que esses grupos também são ótimos locais para os lojistas, que podem encontrar profissionais já capacitados.

Seguindo em frente, agora que você conseguiu captar e cultivar esse profissional de e-commerce, chegou a hora de retê-lo. Uma das técnicas mais eficazes para isso, além do valor salarial, é a comissão pelo desempenho de vendas online. É importante ressaltar que, diferentemente do que acontece na loja física, não existe um limite para o número de clientes a serem atendidos online. Também é importante que o seu gerente de e-commerce veja o valor do trabalho que realiza, tenha orgulho do que faz e se apaixone pelo projeto. Isso ajudará na satisfação profissional a longo prazo.

Como última dica, destaco a necessidade do dono da loja virtual estar atento ao volume de trabalho e demandas submetidas ao gerente de e-commerce. A sobrecarga é um dos principais motivos para descontentamento no trabalho e deve ser evitado, quando possível. Invista em assistentes. Esses novos funcionários darão continuidade ao seu ciclo de capacitação e também ajudarão a sua loja virtual a crescer.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.