Checkout de vendas: saiba como aumentar a conversão do seu e-commerce

por Vitor de Andrade Segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

A página de checkout é a etapa mais sensível de uma compra no e-commerce. Isso porque antes de finalizar uma compra, é comum que o cliente pense várias vezes se realmente precisa daqueles produtos. Por isso, o lojista deve estruturar seu checkout tendo em mente sua grande importância no processo de finalização da compra.

O que não pode faltar no checkout

Uma das principais questões que o lojista deve levar em consideração é a segurança do ambiente de compra. Para o cliente, a segurança de seus dados é essencial e o lojista deve garantir que sua página esteja protegida. Existe um movimento muito forte que acredita que todas as páginas da web devem rodar em HTTPS. A presença do “S” garante que o site é seguro e ninguém será capaz de interceptar as informações trafegadas.

Para trafegar dados de cartões, a loja precisa atender a requisitos de segurança estabelecidos pelo PCI (saiba mais aqui). Ser certificado PCI, demanda um grande esforço e custos adicionais por parte do lojista. Para evitar essa demanda, geralmente o lojista contrata um gateway que já seja PCI. Ao invés dos dados de cartão passarem pelos servidores da loja, os dados trafegam pelo servidor seguro do gateway.

Vale a pena tomar um cuidado especial no desenvolvimento da página. Ao adicionar máscaras nos campos de cartão, validações, detecção automática de bandeira e CEP, a usabilidade da página melhora consideravelmente. Além disso, a chance do cliente preencher dados incorretamente é muito reduzida, o que aumenta a conversão da loja.

Outra prática utilizada é a inserção de “wizard”  indicando as etapas do processo de compra. Wizard é um indicador que mostra quantas etapas o processo possui e em qual delas o cliente está. Isto é muito eficaz, principalmente para as primeiras compras, onde o lojista precisa pedir mais informações ao cliente. Dessa forma, o cliente não se sente perdido e evita que ele desista no meio do caminho por não saber quantas etapas ainda restam.

Exemplo de um passo a passo wizard para checkout

Os maiores erros em um checkout

O checkout é uma etapa crítica do funil de vendas. É nessa hora que o cliente busca o cartão, digita seus dados e clica no botão para efetuar pagamento. Páginas muito poluídas e links que redirecionam os clientes para outra página podem fazer com que os clientes desistam da compra. Por isso, é muito importante que essa etapa seja simples, rápida e sem distrações.

Outro erro bastante comum é a falta de transparência quanto ao valor final da compra. Mostrar os itens do carrinho, o subtotal, o valor do frete e o valor total do pedido é muito importante. Isso faz com que o cliente se sinta seguro para inserir seus dados e finalizar a compra.

Muitas vezes as empresas pedem diversas informações relativas ao comprador, endereços e dados de cartão repetidamente, para cada compra. Isso é extremamente frustrante para clientes que já tenham comprado no passado.

O ideal é que, com a autorização do cliente, o máximo de informações sejam armazenadas para preenchimento automático posteriormente. Isto pode aumentar consideravelmente a compra por impulso por conter menos etapas na hora da compra.

Outro detalhe que o lojista deve levar em consideração é a “poluição visual”. O ideal é que a página de checkout seja simples e sem excesso de informações. O checkout não deve conter nenhum link externo para que o cliente não seja redirecionado para fora da página. Com distrações na página, a chance do cliente não completar a compra fica muito maior.

Checkout no mobile

Nos dispositivos móveis, alguns cuidados devem ser tomados, principalmente relacionados à usabilidade. O ideal é que as páginas sejam sempre projetadas primeiramente para dispositivos móveis e, em seguida, adaptadas para laptops e desktops. É a ideia do “mobile first”. Esse conceito vem ganhando força, uma vez que as pessoas estão acessando a internet cada vez mais através de dispositivos móveis.

Além disso, ao projetar o design para dispositivos móveis, a tendência é que ele seja mais limpo, já que esses dispositivos possuem espaço limitado. Isso simplifica o processo de design para dispositivos maiores. É mais fácil adaptar uma página com pouco conteúdo para uma tela grande do que ao contrário.

Boas práticas no e-commerce

Costumava ser comum ver sistemas de “esqueci minha senha” usando perguntas e respostas secretas. O problema é que, assim como se esquecem da senha, os clientes também podem esquecer a pergunta e/ou a resposta.

Além disso, é uma etapa a mais no cadastro, o que prejudica a usabilidade. O ideal é ter um sistema onde o cliente possa redefinir a senha através do e-mail. Uma boa opção é enviar um código para o e-mail do usuário, permitindo a escolha da nova senha.

Outra opção é a utilização de sistemas compartilhados de cadastro, como “login com Facebook”. Essas soluções são muito boas, pois aumentam a praticidade do cadastro e, ao aproveitar informações já cadastradas, diminuem o risco dos usuários esquecerem suas senhas.

Ter inteligência sobre seus dados, seus clientes e suas vendas é essencial para aumentar sua conversão. Ofertas customizadas para os clientes são muito mais eficientes. Existe um forte movimento sobre como desenvolver esses sistemas através de Business Intelligence, Big Data, Data Science e Machine Learning. Quando o e-commerce conhece seu cliente, sabe que se ele acabou de comprar uma TV, também pode se interessar por um home theater, um rack ou um sofá, por exemplo.

Ao oferecer estes produtos com um preço diferenciado, o e-commerce fideliza o cliente, aumenta a satisfação e ainda pode gerar uma nova venda. Além disso, essa inteligência também permite que sejam enviadas ofertas especiais para determinados grupos de clientes, baseado em gostos pessoais, localização, faixa etária, etc.

Dessa maneira, podemos perceber que a página de checkout é muito estratégica para um e-commerce. Ela deve ser clara e objetiva e deve conter informações básicas dos produtos e do pagamento. Seu ambiente de checkout pode impactar diretamente nas vendas da sua loja, então tenha bastante atenção na hora de criar sua página e esteja sempre atento a otimizá-la!

Republicado com autorização do autor. Original disponível em: https://blog.mundipagg.com/checkout-de-vendas/

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.