Projeto mantido por:

O branding para marcas não é só criar um logo

por Guilherme da Luz Quinta-feira, 03 de março de 2022   Tempo de leitura: 12 minutos

Todo empreendedor quer criar uma marca inesquecível, ou seja, que acaba virando o sinônimo do produto que fabrica. Como a Coca-Cola, que virou sinônimo de “refrigerante de Cola”, a Danone é sinônimo de iogurte, e a Maizena é sinônimo de amido de milho.

O conceito que trabalha a forma como sua marca se comunica e atinge seu público, é chamado de branding. E, não, não é só criar um logotipo. Mas ele também faz parte do branding como um todo.

Engana-se quem acredita que o branding é só para grandes empresas, pois qualquer empresa deveria aplicar os conceitos do branding para conquistar território na mente de seu público-alvo. Saiba mais!

O que é o branding?

O branding envolve a forma como uma empresa faz o gerenciamento das estratégias de marca. Tem como intuito gerar sensações e conexões (inconscientes ou conscientes) da marca com o seu público-alvo.

Essas sensações e a impressão que a marca passa ao seu público podem ser essenciais na hora da tomada de decisão de compra pelo cliente.

Resumindo, o branding irá trabalhar todos os movimentos da marca: que vai do processo de criar logotipo chamativo até o discurso, os valores, o tom de voz que a marca tem com seus consumidores.

A marca precisa ter planejamento para ser estruturada, gerida da forma correta e promovida de acordo com sua identidade. Isso faz com que aumente a relevância da marca no mercado, além de criar uma boa reputação com o público.

Aplicar o branding traz a garantia de que a sua marca irá crescer de forma duradoura e inteligente, o que sua marca é e como quer ser lembrada – isso é a peça central de todo o conceito.

Mas você sabe definir o que é, de fato, uma marca? Vou descrever abaixo. Veja!

Afinal, o que é uma marca?

Ao contrário do que muitos pensam, a marca não é apenas a identidade visual, um nome ou logotipo. Muitos utilizam o termo “logomarca”, o que é uma terminologia errada.

“Logo” vem do grego e quer dizer “significado”. “Marca” também quer dizer “significado” no grego. Então, o termo “logomarca” é redundante. Mas o interessante é que a palavra “marca” quer dizer significado.

No branding, a marca é um conjunto de todas as experiências e sensações que seu produto ou serviço proporciona ao público. É o significado do seu produto para aquele que consome.

Cada pessoa entende a sua marca de uma forma diferente, dependendo do contexto social e econômico em que cada indivíduo está inserido. Então, uma marca nunca terá controle total de como a empresa é aceita ou percebida pelo público.

Isso torna o branding tão importante. Conceitos que, se aplicados corretamente na empresa, podem fazer com que a marca seja totalmente diferenciada, única, acima da concorrência, que proporciona incríveis experiências ao cliente.

Por que investir em branding?


Atualmente, com o mercado cada vez mais competitivo e o marketing mais evoluído, não basta focar na divulgação dos benefícios da sua marca. É preciso se diferenciar dos concorrentes, fortalecendo o posicionamento da sua empresa na mente do consumidor.

Abaixo, listei alguns dos benefícios de investir em branding e como esse conceito vai mudar a sua marca. Confira!

1. Diferenciar-se no mercado

Além de estabelecer uma conexão e um relacionamento com seu cliente, o branding demonstra o diferencial da sua marca no mercado. Afinal, com a competitividade crescendo cada vez mais, os clientes procuram marcas que se posicionam, que tenham propósito, marcas com quem eles se conectem.

Além de se diferenciar entre os concorrentes, as marcas bem posicionadas podem chamar a atenção dos melhores talentos para compor sua equipe.

2. Conquistar clientes fiéis e qualificados

O cliente que compartilha dos mesmos valores e pensamentos da marca é um potencial divulgador daquela empresa. Além de ser fiel aos produtos, irá sempre compartilhar com seu círculo social e pessoas que também compartilham desses pensamentos.

Além disso, é comprovado que, quando o cliente se conecta com o propósito da empresa, a percepção de preço muda. Ou seja, o cliente está disposto a pagar mais pelo produto se compartilha do mesmo propósito que a empresa.

Essa percepção do cliente agrega mais valor à marca, caminhando mais um passo na trajetória para se tornar referência no mercado.

3. Direcionar o marketing

Com propósitos bem definidos e conhecimento sobre o público-alvo, as ações de marketing ficam mais eficientes e direcionadas. Garantem que, em qualquer ação e qualquer canal que a informação esteja, tenham o mesmo tom de voz que a marca utiliza.

4. Tornar sua marca uma inspiração

Uma marca de sucesso, bem posicionada no mercado, automaticamente vira inspiração para outras empresas, não necessariamente no mesmo ramo.

Qualquer empreendedor quer ter sua marca reconhecida como um case de sucesso e aplicar as estratégias de gestão de marca faz com que diversas empresas comecem a se perguntar o que sua empresa faz que dá tão certo com o público.

Isso inspira outras marcas a encontrarem e compartilharem seu propósito, não apenas para conquistar clientes, mas para se posicionarem sobre diversos assuntos.

Como aplicar o branding na minha marca?

Agora você já sabe sobre a importância de investir em branding e o quanto essa estratégia aumenta a força da sua marca no mercado. Mas, para aplicá-lo no ambiente digital, é preciso seguir dicas certas para melhorar o desempenho do seu negócio.

Então, para aplicar esse conceito na Internet, é importante considerar alguns aspectos, como:

  • Identidade visual

Comece adequando sua identidade visual. Seu logo é claro, memorável? Se for necessário, crie uma nova identidade visual, para que sua marca seja lembrada pelo cliente e que reflita os valores de sua empresa.

Pense na paleta de cores e traga para as outras peças gráficas de sua empresa, nas redes sociais, em todos os canais de comunicação para trazer a ideia de uniformidade. Isso ajuda os clientes a identificarem sua marca, mesmo que não vejam o nome dela estampado.

  • Saber quem é seu público-alvo

Saber quem é seu público é essencial para nortear sua empresa. Saiba quais são as dores do seu público e como seu produto poderá solucionar algumas delas.

Isso é essencial para se diferenciar no mercado, mostrar de forma diferente e natural como o seu produto resolve o problema do seu público.

Identifique os canais de comunicação e o tom de voz que será usado para se conectar mais a essas pessoas – tudo isso alinhado com a personalidade da marca e seus propósitos.

  • Usar as redes sociais para se conectar com seu público

As redes sociais podem ser uma vitrine digital de produtos, sim, porém sua principal função é conectar-se com pessoas ao redor do mundo.

Utilize as redes sociais para compartilhar conteúdo relevante para o seu público-alvo, interagindo e criando uma relação mais estreita com quem visita o perfil da marca. Mostre para o público que sua marca é diferente, desde o atendimento até a experiência que proporciona com seu produto.

Agora que já sabe um pouco mais sobre branding, que tal aplicar esse conceito para se destacar no mercado?

Leiam também: Rebranding: qual o melhor momento para mudar o visual do seu e-commerce

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER