Black Friday: como ter êxito no comércio eletrônico

por Burc Tanir Sexta-feira, 15 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 9 minutos

Se há coisa que pode ter a certeza sobre o mundo do comércio eletrônico é que as vendas aumentam na Black Friday, que será no dia 29 de novembro de 2019, numa sexta-feira. Porquê?

Porque os compradores buscam ativamente as melhores promoções para gastar o dinheiro que tanto se esforçaram para ganhar. O que tem de fazer? Garanta que os clientes gastam seu dinheiro na sua loja.

No presente artigo, você aprenderá seis coisas importantes a serem consideradas na Black Friday para garantir que essa época festiva seja um sucesso. Vamos lá!

Considere o inventário

Parece loucura, mas muitos proprietários de lojas de comércio eletrônico vão se concentrar tanto em sua estratégia de marketing que vão esquecer um dos aspetos mais importantes da conquista do mercado na Black Friday: o inventário.

Se você pretendesse gerar 20x mais vendas na Black Friday, sua empresa seria capaz de o fazer?

Você tem sequer essa quantidade de estoque disponível? Provavelmente não, se não se preparar com antecedência.

A questão é a seguinte: os clientes gastam naturalmente o seu dinheiro na Black Friday, por isso você precisa garantir que tem produtos suficientes disponíveis para todos.

Se você conseguir prever que o estoque vai esgotar, pode ser útil adicionar um temporizador para informar seus clientes de que o estoque está se esgotando, gerando um senso de urgência.

A Mac Cosmetics informar seus clientes de que o estoque disponível dos conjuntos para a pele e os olhos é muito limitado. Fazendo isso, a empresa gera um senso de urgência nos compradores que estão indecisos quanto à decisão de compra.

Além disso, se eles decidirem que é demasiado tarde e não houve estoque — seus clientes já estão avisados. Portanto, quando aumentar o inventário na Black Friday, considere formas de informar seus clientes quando os estoques estiverem esgotando.

Considere os preços

É natural que as pessoas pretendam gastar dinheiro na Black Friday. Essas buscam promoções, procuram pechinchas. É por isso que você precisa ponderar atentamente seus preços. Em geral, os preços descem durante a Black Friday.

Se é a sua primeira Black Friday, poderá estar se perguntando como as outras lojas são capazes de reduzir drasticamente os preços e, ainda assim, obter lucro.

A melhor maneira de o fazer (sem arruinar seu negócio) é usar dados de vendas históricos. Dados de vendas históricos. Os dados de vendas podem ajudar você a prever o melhor preço para seus produtos com base naquilo que foi ou não eficaz nos anos anteriores.

Se esse é o seu primeiro, então você pode usar um software de tarifação para verificar os preços da concorrência.

Alguns varejistas gostam de analisar os produtos que não conseguiram vender e eliminar esse estoque, reduzindo rapidamente os preços. Outros optam por definir preços inferiores aos da concorrência para obter uma fatia maior da torta do comércio eletrônico.

No exemplo acima, você pode ver as diversas subidas e descidas de preços de varejistas específicos em uma base diária.

Email

O e-mail é uma das melhores maneiras de chamar a atenção do seu cliente durante a Black Friday, mas quantos e-mails você deve enviar durante esse período? Não há resposta correta para essa pergunta, mas existem vários tipos diferentes de e-mails que você pode enviar.

A Asos envia um e-mail de lembrete para sua lista de e-mails uma semana antes do início do evento da Black Friday. Nesse e-mail, eles oferecem 50% de desconto em vestuário de gala. Esse e-mail é eficaz porque não só lembra os clientes de que a Black Friday está chegando, como também os ajuda a gerar quaisquer vendas potenciais. Usar uma plataforma automática de marketing de comércio eletrônico ajuda definitivamente com esse processo.

A Asos não está apenas lembrando a chegada da Black Friday, está também oferecendo algo aos clientes. No exemplo acima, você pode ver que a Asos não só informam os clientes que o frete é grátis, mas informam os preços dos produtos e quais estão perto de esgotar. Isso ajuda a gerar um senso de urgência para as pessoas que estão pensando em comprar um produto.

A H&M envia um e-mail de lembrete para a sua lista um dia antes da Black Friday, informando a hora em que começa e oferecendo um desconto especial para quem decidir aceitar a oferta.

O que têm esses e-mails em comum? Todos eles oferecem algo a seus clientes. Quer seja uma promoção antecipada, frete grátis ou um desconto de Black Friday.

Página de destino

Uma maneira de gerar vendas antes e durante a Black Friday é criar uma página de destino específica para a Black Friday. Antes do início do evento, você pode usar essa página para coletar os e-mails de seus clientes. Durante o evento, você pode usar essa página para destacar os produtos específicos em promoção.

Nesse exemplo, a Shoe Fetish possui uma página de destino que informa os clientes de que todos os artigos estão com 50% de desconto. Eles incluem um link para que os clientes possam adquirir a coleção.

Essa abordagem é eficaz porque move os clientes diretamente para as suas listas de produtos sem parecer que está a forçar o cliente a comprar.

Como já foi referido, é boa ideia fazer descontos aos clientes — oferecer em vez de receber.

No exemplo acima, a BullGuard utiliza a sua página de destino da Black Friday para publicitar três unidades do seu software a preços diferentes.

Duas unidades do software estão com 70% de desconto e a outra está com 40% de desconto. A sua página de destino apresenta todos os produtos acima da dobra. Também inclui um temporizador que ajuda a gerar a sensação de urgência.

Em vez de terem uma página de destino para cada produto, colocaram cuidadosamente todos os produtos na mesma página para a Black Friday, para que os clientes possam comparar o software e fazer a melhor escolha.

Descontos e promoções

Você já sabe que a regra geral da Black Friday é oferecer aos clientes um preço baixo. Mas, para muitos proprietário de lojas de comércio eletrônico, a simples redução dos preços dos produtos parece contra-intuitiva quando você deseja aumentar os lucros. Mas não tem de ser assim.

Você pode ainda criar a ilusão de que os preços estão baixos, oferecendo promoções a seus clientes. Por exemplo, nesse ano, se você quisesse adquirir um Macbook, você teria imensas opções.

Esses varejistas estão oferecendo promoções diferentes para o mesmo produto. Como você pode ver, os clientes têm o controle e são eles que decidem como e onde adquirem seus produtos favoritos. Além de descontos, você pode oferecer up-sells, cross-sells ou até brindes quando eles estão fazendo a compra.

Reflexões gerais sobre Black Friday e comércio eletrônico

A Black Friday lhe dá a oportunidade de aumentar o número de vendas de sua loja. Para tal, irá precisar das táticas de marketing certas para as pessoas tomarem conhecimento de suas promoções.

Além disso, você precisa garantir que sua loja esteja pronta para lidar com o aumento do tráfego e das vendas, porque quando você usa um software de monitoramento de preços, você vai passar por isso. A Black Friday está preparada para você. E você, está preparado para ela?

Leia também: Correios afirmam estar preparados para a Black Friday 2019


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.