Black Friday e Natal: uma estratégia de afiliados que vá além da conversão

por Luiz Tanisho Terça-feira, 07 de setembro de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

Um dos períodos mais movimentados do ano para o comércio se aproxima. E muitas marcas já começaram a traçar suas estratégias para uma maior conversão em vendas. Planejar o aumento do ticket médio é a cereja do bolo para datas como a Black Friday e o Natal. Mas elas também trazem ótimas oportunidades para um trabalho de fortalecimento de marca. Isso pode resultar em engajamento, fidelização e, consequentemente, conversões futuras. Para alcançar esse objetivo, os recursos oferecidos pelo marketing de afiliados podem fazer a diferença.

Em 2020, como já era esperado por causa da pandemia de Covid-19, as vendas online dominaram a Black Friday. Segundo dados da consultoria Ebit|Nielsen, o e-commerce movimentou R$ 3,1 bilhões somente no dia 27 de novembro. O valor representou aumento de 24,8% em relação à mesma data em 2019. Movimento parecido foi observado durante o período que antecede a data: o faturamento cresceu 30% uma semana antes entre os varejistas.

Com maior interesse do consumidor por essa modalidade de compra, aumentam também as oportunidades para as marcas. O comportamento de consumo segue vertiginosamente para o online. Por isso, considerar uma estratégia de afiliados, mais do que representar um canal adicional de vendas para o varejo, pode significar a chance de as marcas aumentarem seu awareness.

Atualmente, o mercado conta com recursos que permitem recompensar um afiliado em diferentes momentos da jornada de compra. É possível pagar comissionamento pelo primeiro clique, pelo último clique que levará à conversão ou até mesmo pelo redirecionamento do tráfego. Alguns protocolos, processos e tecnologia já existentes podem, por exemplo, garantir a qualidade nesse tipo de transação. Em outras palavras, um afiliado pode gerar leads mais qualificados para um site ou e-commerce.

São usuários que, caso não cheguem até a conversão por meio de ofertas e descontos lançados em datas comerciais, continuarão cativos às redes sociais das marcas. Isso aumenta consideravelmente as chances de que a venda aconteça em um momento de maior sentido para jornada de compra desses consumidores.

Uma audiência engajada não vai realizar compras apenas nos picos de venda, mas sim de forma recorrente, porque se identifica com a proposta de valor e com a oferta de serviços das marcas. Por isso, uma estratégia de afiliados vai além das vendas em um determinado período. Uma empresa que esteja em busca de maior reconhecimento de marca pode, por exemplo, decidir comissionar a mais por afiliados que levem tráfego com o primeiro clique até seu ambiente digital.

A partir desse passo, é necessário segmentar e nutrir os leads gerados por meio de um trabalho de personalização de ofertas e conteúdos. Com isso, o marketing de afiliados pode ajudar sua marca não apenas a aumentar o ticket médio em datas específicas, mas também a gerar receita contínua no longo prazo. Pensar a Black Friday e o Natal para além da conversão é a garantia de retorno recorrente com a certeza de um investimento que renderá resultados no presente e no futuro.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER