Automação de Marketing: dicas e conceitos com as ferramentas mais utilizadas no Marketing Digital

por Freddy Thorvaldsen Segunda-feira, 11 de setembro de 2017   Tempo de leitura: 4 minutos

Com o aumento da tecnologia e a utilização de maior inteligência para as atividades das corporações, como pesquisas de mercado e atualização de ferramentas e equipamentos, as empresas começam a investir sua força em automação de marketing.

Criam estratégias para melhorar o desempenho das campanhas e ações veiculadas, vender mais e melhor seus produtos e serviços e dar continuidade com a fidelização do cliente.

Para desenvolver um planejamento concreto e efetivo, algumas empresas têm se baseado nas ferramentas de e-mail marketing para ter uma relação mais personalizada com seu cliente, como é o caso de envio de códigos promocionais no mês de aniversário do cliente ou prospect. Incluir datas nacionais comemorativas e estar sempre em contato com os interesses de cada usuário, para que a relação do e-mail não seja vazia, mas sim, única.

O envio de e-mails marketing repetitivos pode ter efeitos negativos contrários ao que se espera da ação, então é importante manter uma base organizacional do que foi enviado e quando esse envio foi disparado, pois é comum encherem a caixa de seus futuros clientes e esquecerem que podem ser bloqueadas e enviadas diretamente para o lixo eletrônico.

Dessa forma, é fundamental que a base da ferramenta de e-mail marketing que você utiliza seja atualizada, organizada e tenha um relatório visível e importante.

Quando se fala em relatório, é comum ter o pensamento de que eles são chatos, repetitivos e não servem para serem analisados, quando na verdade, são essenciais para o desenvolvimento de uma excelente relação e o acerto do público-alvo daquele serviço ou produto.

Um exemplo disso é a forma como o relatório de e-mail marketing é realizado, pois quanto mais objetivo ele for, mais dados consegue-se extrair dele, além de melhorar o engajamento com futuros envios e entrar em contato de novas formas com a base de e-mails que foi diretamente para o lixo eletrônico.

O importante é extrair informações possíveis de serem utilizadas pela empresa, as quais melhorem a segmentação do cliente/prospect e sejam o mais gráfico possíveis.

Da mesma forma que fábricas produzem mais roupas, acessórios, sapatos e utensílios sem precisar contratar mais pessoas para essas atividades, a automação de marketing une tecnologias e processos para que os interessados em vendas e comunicação alcancem seus objetivos com maior agilidade, com a finalidade de aumentar a eficiência e os resultados das atividades cotidianas em que o marketing é responsável.

Quanto mais se investe em inteligência e eficácia, maior são os resultados e as metas atingidas. Criar e desenvolver ferramentas para alcançar esses objetivos é a forma que a área de marketing encontra para melhorar a interação, o engajamento e as métricas positivas, tanto em retorno de vendas, quanto para fidelização e reconhecimento da marca nesses pontos.

A chave é melhorar e manter uma comunicação atualizada, como também pode ser desenvolvida nos envios de SMS, as quais são enviadas diretamente para os clientes finais com promoções, códigos em compras online, sites e informações sobre os produtos e serviços oferecidos.

Nessa ferramenta, a linguagem simples e objetiva é o foco, pois em uma mensagem que você receba muita informação, pode atrapalhar a interpretação final e ser facilmente ignorada pelo cliente, então quanto mais a linguagem for resumida e de fácil entendimento, melhor será o retorno do cliente/ prospect em aderir àquilo que foi enviado.

Também é extremamente fundamental que a base de dados esteja atualizada e sejam de contatos opt-ins, para que o envio não seja feito sem target e sem prévia permissão.

A percepção que se tem sobre uma empresa é a quantidade das vezes que houve interação de alguma forma com a marca, como é o caso em: ligações, envios de e-mails, busca de informações pertinentes no site da empresa, SAC ou FAQ, uma postagem em rede social (Facebook Instagram, LinkedIn, entre outras). A soma de todas essas interações resulta na imagem da corporação.

Dessa forma, ter o entendimento dessas ações de clientes em potencial e rastrear todos os pontos de contato entre as empresas e leads é uma forma de se preocupar tanto com a imagem que se passa, como a relação que a marca oferece.

Reunir tudo isso no perfil do cliente, visualizar todos os pontos de contato que foram realizados, saber quais e-mails eles abriram ou deixaram de abrir e traçar os possíveis motivos, quais foram as páginas do site que eles navegaram e por quanto tempo permaneceram, além de entender e pesquisar a quanto tempo eles não acessam seu conteúdo.

Essas são algumas das mais valiosas informações para segmentar uma boa base, customizando e melhorando o conteúdo e, claro, qualificar os melhores prospects para entrar no processo de vendas e garantir, pelo menos, a atenção para a efetivação da compra.

Automatizar todas as tarefas que são repetitivas e feitas individualmente pela área de marketing também é fundamental para o processo de organização da área. Todos esses passos podem ser realizados por ferramentas que existem hoje no mercado e que possuem expertise para essa execução, com um preço flexível de acordo com as necessidades da sua empresa e, muitas vezes, oferecendo pacotes e treinamentos.

Quando adotadas essas ferramentas, desenvolve-se melhor e com maior efetividade todas essas atividades de acordo com o objetivo da marca e o estudo das metas que devem ser alcançadas e, sua empesa sai ganhando em profissionalismo, competitividade, competência, segurança e há a redução da dependência de programadores, designers, redatores e mão-de-obra, em geral.

Por fim, gerar relatórios das melhores ações dos canais utilizados já informados (site, blog, mídias sociais, e-mail, site, anúncios), identificando quais ações geraram mais resultado e os possíveis motivos com base no target do seu público-alvo.

Todos os anunciantes têm a necessidade de saber qual foi o impacto das ações e campanhas que foram feitas, e saber por exemplo, quantas pessoas viram e compartilharam seus conteúdos, quantas pessoas abriram e leram seus e-mails e mensagens, quantas pessoas ignoraram suas ações.

Essas informações sempre foram muito complicadas para identificar em veículos, formatos e meios tradicionais como as mídias offline (TV, rádio, jornal e revista).

Às vezes, seu público está com o canal ligado naquele programa, mas ao começarem as propagandas, ele levanta, faz outras coisas e não visualiza, de fato, aquele comercial mesmo ele acontecendo.

Apesar dessa informação sempre estar disponível e mais concreta nos instrumentos de marketing digital/ online, as ferramentas de mercado disponíveis para quem tem expertise em gerar todos esses relatórios acabavam mostrando as métricas, KPIs, ROIs das ações de forma fragmentada, ou seja, a dificuldade aumentava proporcionalmente a variedade e ao tamanho dos investimentos que o anunciante realizava.

Atualmente, as ferramentas de envios de mensagens de texto personalizadas, e-mails marketing e métricas em redes sociais são mais eficazes e conseguem entregar com maior rapidez os resultados de vendas de cada ação que foi consumada pelo tempo pré-determinado.

A automação de marketing pode ser considerada atualmente o objetivo e a realização dos mercados mais maduros de Marketing Digital, online. Uma boa e pensada estratégia de automação de marketing auxilia e dá propriedade e resultados para uma marca, conseguindo preparar os Leads para uma compra e, mais ainda, mantém uma relação com os clientes de forma automática e em escala.

Usar a automação de marketing é essencial nos dias atuais para as empresas que possuem ambição no crescimento, para isso é necessário: extrair mais oportunidades para vendas e ter maturidade para engajar quem está do outro lado da tela do PC à necessidade de compra.

Ganhar escala, produtividade e reduzir o ciclo de venda com mais produtos vendidos e menos produtos deixados de lado.

Possuir tanto ações pensadas a serem realizadas para a primeira venda, como também não deixar a importância de lado no que diz respeito ao pós-venda, pois o relatório e a atenção que se dá ao cliente após a compra é um convite para novas compras e, até mesmo indicações; estratégia e planejamento para que a empresa tenha um target correto, o público alcançado de forma eficaz e a venda ter mais chances de ocorrer.

É importante ressaltar que a base do marketing é nutrir todo o relacionamento que existe entre a marca e o consumidor. No marketing digital bem feito e pensado é possível alcançar o público produzindo um conteúdo criativo e de qualidade, um engajamento efetivo com os envios de e-mails e mensagens, o gerenciamento das contas que a empresa se propôs a utilizar, pois com as diversas e variadas ferramentas para facilitar esse processo, a marca somente tem a ganhar.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.