A importância dos recursos audiovisuais para o e-commerce

por João Paulo Arraes Quarta-feira, 22 de julho de 2015

Parece básico dizer que as imagens são indispensáveis para qualquer e-commerce se pensarmos que esta é uma das principais fontes de informação que o cliente terá sobre o produto. Mas parece que nem todo mundo pensa assim. Muitos e-commerces perdem não só vendas, mas também credibilidade no mercado ou porque não disponibilizam esse tipo de recurso ou porque não o fazem com qualidade.

Quando se decide ter um comércio eletrônico é preciso estar ciente de que apesar de objetivo ser o mesmo do comércio físico – vender –, as necessidades podem ser diferentes. Em uma loja convencional o cliente tem a possibilidade de tocar no produto, analisa-lo, testá-lo e perceber qualquer defeito. Na internet isso não é possível. Por isso as imagens são tão importantes.

O ser humano tem uma visão instintiva. Segundo pesquisas, as imagens tendem a prender mais a atenção – 40% das pessoas reagem melhor a imagens do que texto. Nas mídias sociais esse percentual chega a 44%. Outro levantamento mais direcionado para o e-commerce afirma que 67% dos consumidores acreditam que fotos detalhadas do produto são mais importantes que a descrição ou avaliação de outros clientes.

Quem não investe ou não se preocupa com as imagens dos seus produtos está perdendo vendas. E não adianta colocar as fotos do fabricante ou a mesma imagem que todas as outras lojas usam. Faça a sua. Mostre ao cliente exatamente como o seu produto é. Tire fotos de todos os ângulos, de preferência em um fundo neutro que destaque a mercadoria. Não crie distrações.

Além das imagens, um recurso que também dá resultado, mas ainda é pouco explorado, são os vídeos. Pesquisas dão conta de que clientes que assistem a um vídeo sobre o produto têm 85% mais de chances de compra-lo. Não se atentar para isso é ficar desatualizado. Além disso, estamos em um momento no qual disponibilizar um vídeo sobre o produto ainda é um diferencial. Outro ponto positivo do vídeo é que, além de influenciar diretamente na venda, ele pode reforçar a imagem da marca positivamente.

Apesar de todos os benefícios dos recursos audiovisuais, muitos empresários esbarram na falta de recursos. A alternativa mais indicada é sempre recorrer a um profissional, um fotógrafo still (especializado em fotografia de produtos), mas nem todo mundo tem capital pra isso. Nesse caso, é possível fazer fotos com uma câmera comum – os vídeos talvez sejam um pouco mais complicados pela questão de qualidade e edição. A internet disponibiliza vários tutoriais e dicas de como fotografar produtos. Em geral, o ideal é sempre utilizar um fundo neutro e ter uma câmera que tire fotos nítidas. Imagens borradas, tremidas, desfocadas e granuladas não devem ser aproveitadas.

Outra dica importante é sempre ‘humanizar’ seu produto, aproxima-lo do consumidor. Calçados, roupas e acessórios, por exemplo, ficam melhores quando colocados em modelos. Desse modo o cliente tem mais noção de como o produto vai ficar no corpo em relação a tamanho, caimento, cor etc.

Atentar-se para a necessidade de recursos audiovisuais de qualidade ainda é um diferencial e quem o tiver, certamente, já vê ou em breve verá os resultados.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.