Acesso rápido

A importância do planejamento para o início de um e-commerce

por Redação E-Commerce Brasil Segunda-feira, 08 de abril de 2013

Por Renato Fonseca, Gerente de Desenvolvimento e Inovação do SEBRAE-SP – renatoa@sebraesp.com.br

Quando o assunto é planejamento, é relevante lembrarmos porque devemos fazer planos. Feche os olhos e reflita um pouco sobre o significado de “planejar”…

Com certeza algumas palavras passaram pela sua mente: ter um rumo, diminuir riscos, fazer acontecer, comunicar o que deve ser feito, expressar escolhas; entre outras.

Planejamos com o objetivo de fazer acontecer algo que queremos. Isso vale para a vida pessoal, para projetos e também para as empresas.

A realização de um planejamento por uma nova empresa de comércio eletrônico pode ter duas abordagens: o olhar da floresta (numa perspectiva mais estratégica) e o olhar da árvore (numa perspectiva mais operacional).

Na perspectiva da floresta o planejamento deve fornecer elementos que permitam a escolha do melhor posicionamento para a empresa em relação ao mercado: para isso é importante uma análise das oportunidades existentes, tendências, regiões, hábitos e atuação da concorrência – quanto mais detalhada melhor.

Uma boa maneira de se fazer isso é elaborar perguntas importantes e escrevê-las em papéis separados, fixando-os num mural. Na medida em que encontrar as respostas, escreva-as num papel autoadesivo e cole-os no mural, formando um mosaico de informações que permita um melhor entendimento desse intrincado ambiente.

Esse exercício pode ser feito em equipe e seu resultado será uma série de decisões que permitirão a definição de como a empresa atuará no mercado, seus propósitos, focos, públicos e formas de atuação.

Depois de realizada essa etapa, tem início a perspectiva da árvore que, de forma resumida, significa a definição de tudo o que deverá ser feito para que o posicionamento anteriormente definido torne-se realidade.

Nesse contexto podemos considerar diversos fatores, tais como a logística a ser empregada, a arquitetura de processos do negócio, toda a parte do site (funcionalidades, layout, usabilidade), relatórios de análise, campanha de marketing, estratégias de atuação, contatos e acordos com fornecedores, precificação, equipe, equipamentos, capital, custos, estrutura necessária, simulações financeiras e metas, além dos aspectos legais que devem ser considerados.

Após a finalização das duas etapas, se as informações forem organizadas num único relatório teremos pronto o plano do negócio, que norteará o início da empresa. A partir dele poderá então ser estabelecido um cronograma de implementação, com a definição de datas, custos e responsáveis pelas tarefas.

Tudo isso pode parecer simples, mas a execução de um bom planejamento demanda persistência, disciplina, identificação de fontes de informações relevantes e confiáveis, testes de hipóteses e muitas simulações. Porém é um trabalho que apresenta sua recompensa em tomadas de decisão com maior clareza e diminuição de riscos e retrabalhos, além de deixar transparente para todos os colaboradores os objetivos da empresa e como ela fará para atingi-los.

Se você quiser saber mais sobre planejamento de um comércio eletrônico visite o site do SEBRAE-SP: minhaempresanainternet.sebraesp.com.br

Bons planos e muito sucesso!

***

Artigo publicado na Revista E-Commerce Brasil, edição 13.
Todos os direitos reservados. Não é permitida a publicação parcial ou total.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

2 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Ótimo artigo! Planejar é essencial tanto para implementar quanto para manter um negócio de comércio eletrônico. Concordo que o exercício do mural é muito eficiente na fase de diagnóstico e ajuda a visualizar e compreender melhor o ambiente.

    Um planejamento financeiro e operacional que abranja todas as estruturas da empresa é a chave para o sucesso. No nextblog falamos um pouco mais sobre esses assunto: http://enext.com.br/blog/comercio-eletronico-planejar-e-preciso/

    Até Mais!

    Responder
  2. Não vi nada demais, “ele”(artigo)esta dizendo tudo que administração estratégica relata…nada de inovador…e sim um resumo de atividades que teoricamente trazerá o beneficio esperedo. Entretanto sabemos que não é tão facil assim pois para qualqquer plano de negocio vincular tem muitos fatores “determinantes ” envolvidos que não dependem simplismente de uma estrutaração e planejamento.
    O fator competência é fundamental para o desenvolvimento e um olhar amplo e maduro … em outra palavras ” não adianta ter maerial técnico sem qualificação ativa de equipe e comprometimento

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.