A Evolução do E-commerce: Algumas tendências que você não pode ignorar

Por:
quinta-feira, 05 de setembro de 2013
,

M-commerce, T-commerce, Social Commerce, multichannel, omnichannel, showrooming… São algumas tendências que surgiram nos últimos anos e rapidamente mudaram o comércio eletrônico e a relação dos varejistas com os consumidores.

O advento das tecnologias mobile alterou a forma de vender e comprar, isso é fato. Não apenas no comércio virtual, mas também nas vendas off-line. Uma pesquisa da Forrester Research revelou que 44% das vendas em lojas físicas nos EUA, em 2016, irão ser influenciadas por compras online.

Seus clientes se transformaram. Eles querem acessar sua loja pelo smartphone e fazer uma compra com o mesmo nível de serviço que eles teriam através de um desktop, ou até mesmo em uma loja física.

Eles também estão criando oportunidades novas para que você atenda a essa demanda. Ao invés de possuir apenas uma operação através de um canal online ou loja física, os varejistas podem (e devem) criar lojas mobile, lojas pop-up, canais de venda nas redes sociais, aplicativos, ou o que a tecnologia permitir para que eles cheguem até seus clientes.

Enquanto, mais e mais, os seus clientes compram online, podemos perceber uma evolução em como os diferentes canais reagem a esse novo paradigma. E é por esse motivo que você precisa estar atento as tendências de compra dos consumidores. Destaco algumas delas abaixo:

Desejo de comprar online: O crescimento do e-commerce e a penetração da internet e dispositivos mobile é prova de um novo cenário, onde o ato de comprar online se torna um hábito para uma grande parcela de pessoas.

Pesquisa e comparação de preços: As pessoas gostam de pesquisar, comparar, criar listas de compras, sem serem pressionadas a comprar. E essa tendência só cresce. Mesmo comprando em lojas físicas, os consumidores fazem pesquisas online primeiro.

Compras Mobile: Pessoas que compram através de dispositivos mobiles ou lojas físicas tendem a gastar mais. Enquanto mais lojas otimizam ou começam a oferecer aplicativos de ofertas para compras online, essa tendência deverá crescer.

Preço mais baixo: Seus clientes estão utilizando ferramentas que monitoram os preços automaticamente. Eles vão até lojas físicas, fazem “showrooming” e pesquisam online por preços melhores, enquanto estão na loja física.

Entrega rápida: Os clientes querem suas entregas em um ou dois dias. Como resposta, alguns varejistas oferecem entregas nas lojas físicas ou entregas expressas.

Flexibilidade no pagamento: Você só oferece a opção de pagamento por cartão de crédito? Mude isso agora.

Compras com amigos: Facebook, Pinterest e outras redes sociais permitem que os clientes interajam com seus amigos durante as compras. Integre sua loja!

Consistência: A experiência de compra deve ser a mesma em todos os canais.

Experiência online: Quanto tempo seu site demora para carregar? Como é a navegação? E sua ferramenta de busca? Essas perguntas devem ser feitas periodicamente para que você otimize sempre a experiência que o seu site oferece aos seus clientes. E claro, não esqueça do conteúdo. Descrições, avaliações e imagens são essenciais.

Experiencia integrada: Se o seu cliente inicia um carrinho através do smartphone, ele quer ter acesso ao mesmo carrinho em outro dispositivo, caso ele queira terminar a compra mais tarde. Isso é básico.

Essas são apenas algumas tendencias que você deve analisar para otimizar sua loja e, consequentemente, melhorar sua taxa de conversão. Existem uma infinidade de tecnologias e soluções sendo desenvolvidas para que você ofereça ao seu cliente a qualidade de serviço que ele espera. O E-commerce está evoluindo rapidamente. Não fique para trás.

Este projeto é mantido pelas empresas:

Oferecido e patrocinado por: