Projeto mantido por:

7 maneiras de aumentar as vendas e margens do seu ecommerce

por João Nogueira Segunda-feira, 17 de março de 2014

aumentar as vendas

Diariamente, surgem novas lojas virtuais. Mercado em franco crescimento, facilidade de acesso à tecnologia e a demanda do consumidor por melhores experiências de atendimento formam uma equação que abre muitos espaços no varejo eletrônico. A seguir, você encontra 7 passos eficientes para aumentar suas vendas, fortalecer a rentabilidade da operação e garantir que a sua loja tenha destaque e produtos mais competitivos.

1- Contrate um especialista em SEO.

Um dos caminhos mais importantes pelos quais um potencial cliente vai conhecer a sua loja são as ferramentas de busca, mais especificamente o Google, URL mais acessada do planeta. É muito importante que o seu ecommerce invista em otimizar a presença e qualificação nos sites de busca (SEO). Com um site bem posicionado, sua loja passa a ter vantagens sobre os concorrentes. Vale a pena esclarecer que SEO e Links Patrocinados são coisas diferentes, embora ambos compartilhem a mesma página. Em SEO, o foco está em criar relevância entre o conteúdo através da relação com as palavras-chave de busca. Já os links patrocinados independem do conteúdo. A construção de visibilidade se dá por meio de lances em um leilão de anúncios, atraindo clientes ocasionais e, possivelmente, menos suscetíveis a fidelização.

2- Use (muitas) imagens (de qualidade)!

Um dos fatores que mais influenciam nas compras, independentemente do canal (on ou offline), é a aparência do produto. Uma boa imagem é essencial na venda. Então, tenha boas fotos! Se o cliente não sentir confiança na análise do produto pelas imagens que você oferecer, aumenta a probabilidade de mais um carrinho abandonado, venda perdida e uma oportunidade de fidelizar desperdiçada.

3- Tenha eficiência e transparência no frete e prazos.

Segundo a e-Bit, o frete grátis é o segundo maior estímulo para comprar online e o terceiro fator mais decisivo de compra no ecommerce. Em outras palavras, a estratégia de frete e entrega influencia diretamente o cliente no momento da decisão sobre onde e como comprar. Além disso, o tempo de entrega é, assim como o valor do transporte, determinante de sucesso. Por isso, para garantir um maior volume de vendas e ter mais clientes fiéis, é importante investir em gateways de frete. Ao oferecer mais opções de transporte e prazo, você dá ainda mais transparência ao negócio e aumenta as chances de aquela compra terminar com final feliz para todos.

4- Geração de conteúdo pelo usuário

Descubra e aposte em maneiras diferentes e eficazes de tornar seu produto conhecido. A geração de conteúdo pelo próprio usuário é uma dessas formas, por oferecer recomendações, opiniões, reviews e atingir novos usuários através da experiência daqueles que já conhecem a sua loja. Para isso, vale experimentar plataformas diversas, desde o mobile até os blogs e principalmente redes sociais, como o twitter, que vem crescendo como plataforma para atendimento online.

5- Tenha um site com sistema de pagamentos seguro

Segurança e confiança definem grande parte das vendas. Ainda há muita gente com receio de comprar online devido aos constantes casos de fraude e má fé no ecommerce. Esse ainda é um gargalo significativo e que deve ser tratado com atenção. Por isso, é preciso contar sistemas de pagamento digital e validadores de transações que integrem todos os meios e garantam, acima de tudo, percepção de proteção.

Cuidar da integridade do seu próprio banco de dados e proteger a informação que transita entre browser e servidor é fundamental. Criptografar os dados que trafegam no servidor e realizar a  blindagem do site diminui as chances de prejuízos maiores.

6-  Invista em m-commerce

Num cenário em que existem mais celulares do que pessoas no Brasil e que, cada vez mais, o tráfego acontece através dispositivos móveis, investir em soluções responsivas ou focadas nesses gadgets tem se tornado não mais “o futuro do e-commerce”, mas o presente. Já que os smartphones são quase uma extensão do corpo das pessoas, como negligenciar as oportunidades de venda via apps e sites para celulares e tablets? E se você já possui essa ferramenta, o interessante é tornar a experiência do usuário cada vez mais atrativa e conveniente.

7-  Humanize o processo

Apesar do constante crescimento do comércio eletrônico, é perceptível a integração da internet à maioria das atividades do nosso dia a dia. Isso pressiona o ecommerce a ser mais humano. O consumidor é um só, independente do canal ou hora do dia. Demonstrar que, ali do outro lado da tela, também há um ser humano, torna mais agradável a experiência. Isso gera fidelização e constrói reputação. Design orientado à usabilidade e atendimento focado em resolver problemas e criar boas recordações podem ser a diferença entre o sucesso e o fracasso no nosso mercado.

*Com colaboração de Mariana Ramalho

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

2 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Excelentes dicas!
    Tenho uma duvida: quem é empreendedor individual é obrigado emitir nota fiscal? em todas as vendas? Isso em (loja virtual). E como posso estar adquirindo esse serviço?
    Meu parabéns pelo artigo de qualidade!

    Responder
    1. Olá Edimilson.
      MEI é obrigado a emitir nota fiscal apenas em vendas para PJ. Para Pessoa Física não é obrigatório.
      Mas caso queira (para aumentar a confiabilidade do ecommerce, por exemplo), você precisa, primeiramente, ir até o posto fiscal de sua região para pegar a Senha do Posto Fiscal. Para ter acesso aos serviços online.
      Com essa senha (e lá eles explicam melhor) você consegue os dados para pegar um talão de NF em gráfica.
      Se preferir, consegue também emitir NF-e, mas para isso precisa de um certificado digital, que pode conseguir pela SERASA EXPERIAN ou CERTISIGN, por exemplo.
      Se tive dúvidas, liguei no 0800 do SEBRAE! Eles ajudam muito!
      É isso! Abraço!

      Responder
CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER