Acesso rápido

6 dicas indispensáveis para fazer o lançamento da sua loja virtual

por Vinícius Guimarães Segunda-feira, 19 de agosto de 2019   Tempo de leitura: 2 minutos

Abrir um e-commerce tem sido a opção de muitas pessoas, hoje em dia. As vantagens que esse tipo de empreendimento traz e a menor burocracia — ao se comparar com uma loja física, por exemplo — são realmente grandes.

Porém, depois de tudo pronto, como fazer o lançamento de loja virtual? Afinal, não adianta preparar um site lindo, com produtos de qualidade, mas não ter alguém para comprar.

Bem, nesse primeiro momento, precisamos pensar em boas estratégias de divulgação. Todo mundo precisa saber que tem uma loja nova no espaço, com ótimas mercadorias e não só isso, as pessoas precisam visitar o e-commerce e
levar pelo menos uma coisinha.

Assim, por mais que as ações de marketing de conteúdo sejam excelentes, elas podem não ser exatamente a melhor opção para esse objetivo específico, já que costumam trazer resultados a médio e longo prazos.

Claro que você vai adotá-las, mas, para atrair os consumidores para o lançamento do seu e-commerce, você precisará das seguintes dicas!

1. Certifique-se de que o site está adequado

Sabe aquela frase “a primeira impressão é a que fica?”, leve isso muito a sério nesse momento. Começar algo novo já errando feio, com uma concorrência tão grande, poderá trazer consequências negativas.

Então, antes de tudo, tenha certeza de que seu site está preparado para receber todo mundo. As dicas nesse ponto são aquelas fundamentais para oferecer uma boa experiência de compra. É importante contar com uma boa plataforma, que faça o carregamento rápido das páginas e imagens.

Se você conseguir um tráfego alto nesses primeiros dias, ela tem de aguentar todas as visitas sem apresentar falhas.
Além disso, dê uma conferida na organização do menu, na descrição dos produtos, na forma de pagamento, na segurança do site e na facilidade para uso mobile.

Caso perceba falhas, a melhor atitude é adiar o lançamento da loja virtual, para arrumá-las primeiro.

2. Tenha as páginas nas redes sociais

Depois de tudo bem conferido, agora você pode partir para a divulgação. Um dos principais passos é abrir uma página nas redes sociais para a marca.

Facebook e Instagram costumam ser escolhas da maioria, já que são as redes mais acessadas pelos usuários. No entanto, isso dependerá do tipo de produto que sua loja oferece e do público que ela pretende alcançar.

Dessa forma, descubra as melhores práticas e as características de cada rede social. Por exemplo, segundo pesquisas, o Instagram tem sido a rede preferidas entre os mais jovens. Assim, se o objetivo for uma audiência formada por Millennials ou Geração Z, estar nessa plataforma é essencial.

Seguir isso é recomendado, pois as pessoas sentirão curiosidade em descobrir mais sobre a marca e, então, irão atrás de informações, para se sentirem seguras. Como é uma loja nova, é essencial passar confiança logo no primeiro
contato.

3. Instale o Google Analytics

Essa ferramenta do Google apresenta diversas vantagens para um comerciante, permitindo analisar o desempenho de todos os canais de entrada do site (como Google Ads, tráfego orgânico, redes sociais). Por meio de um
relatório de métricas, ela mostra qual das fontes teve melhor resultado e qual precisa ser otimizada.

Ela também permite a configuração de metas, o que torna ainda mais prático o controle dos resultados, com a mensuração das taxas de conversão. Além disso, no e-commerce, a ferramenta possibilita visualizar relatórios que
mostram número de vendas, receita, ticket médio etc., todo esse feedback é essencial para você implementar constantes melhorias.

4. Faça links patrocinados

Conseguir clientes por tráfego orgânico, utilizando SEO, é uma prática excelente e não deve ser deixada de lado nunca. No entanto, principalmente quando uma marca ainda não é conhecida, é interessante adotá-la juntamente às outras táticas que consigam atrair o público mais rapidamente — links patrocinados é uma delas.

Eles podem ser colocados tanto nos resultados do Google quanto em redes sociais. Na primeira opção, o link do site fica nos primeiros resultados de busca, quando o usuário digita uma palavra-chave definida por você. Na segunda alternativa, eles aparecem em forma de anúncios, enquanto uma pessoa navega no Facebook ou Instagram.

Apesar de precisar investir uma quantia financeira, existem várias vantagens. Uma das principais, é tornar a nova loja mais conhecida e ter um retorno de conversão mais rápido. Além disso, é possível começar a campanha com
poucos recursos e aumentar o investimento financeiro aos poucos. Outro benefício interessante é que os anúncios são feitos por segmentação. Assim, nas redes sociais, eles só aparecem para aquele público que você pretende atingir.

5. Adote estratégias atrativas

Se você quer se sair bem no lançamento de uma loja virtual, sua marca precisa se tornar conhecida e gerar confiança no meio de centenas de outras já existentes. Sendo assim, pense em estratégias que façam as pessoas se interessarem em comprar de alguém novo.

Por exemplo, preços promocionais na primeira semana podem ser uma boa forma de chamar a atenção. Coloque essa informação nos anúncios gerados, a fim de que todos saibam que poderão pagar algo mais barato. Oferecer brindes, cupons com desconto ou frete grátis também costuma dar resultado.

O importante é fazer o consumidor sentir que ele está tendo alguma vantagem nessa compra. O risco, para ele, de comprar de alguém recém-chegado, precisa valer a pena. Não se esqueça ainda dos gatilhos mentais. Eles são formas de fazer com que as pessoas se decidam pela aquisição, usando uma perspectiva mais emocional.

Assim, ao falar dos preços promocionais, por exemplo, mencione que só valem por “X” dias, sendo melhor que o consumidor aproveite logo a chance.

6. Contrate influencers

Por fim, investir em grandes ou pequenos influencers também traz bons resultados. Para isso, analise com cuidado quem pode ser o profissional ideal para ajudar nesse aspecto. Observe o tipo de audiência que ele tem, como se comunica, quais valores segue, como costuma apresentar os produtos de outras marcas etc.

Isso, porque, o perfil de trabalho e apresentação dele precisam estar alinhados com o perfil da sua marca e os objetivos pretendidos. Além disso, dependendo dos produtos e do público, contratar micro influenciadores (que não são conhecidos por todo o Brasil, mas têm uma boa quantidade de seguidores fiéis, em algum nicho) pode ser mais vantajoso que contratar alguém mais famoso. A parceria se torna mais autêntica.

Bem, depois de todas essas 6 dicas para lançamento de loja virtual, você já se sente mais preparado? Lembre-se de que ao trabalhar com marketing digital precisamos sempre planejar, analisar, testar e otimizar. Além disso, adotar
também outras práticas, como o marketing de conteúdo mencionado na introdução, deixa os resultados ainda mais fantásticos.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.