Acesso rápido

5 tendências que marcarão as estratégias de drive-to-store para o varejo em 2020

por Alfredo Pérez Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020   Tempo de leitura: 4 minutos

A tendência do mercado por estratégias originais está se tornando mais frequente e as empresas devem estar mais adaptadas não só ao mundo digital mas também contar com novas habilidades que atendam às necessidades dos novos consumidores, cada vez mais exigentes e melhor informados. Além disso, esse novo consumidor prefere experiências de compra, são viciados em tecnologia e amantes da comunicação imediata.

Apesar do crescimento do comércio online, as lojas físicas continuam sendo as principais protagonistas das compras, e é por isso que as estratégias de marketing drive-to-store desempenham um papel fundamental para atrair um novo perfil de consumidor mais exigente e informado, que não faz distinção entre canais, mas que faz uso simultâneo de todos eles.

Considerando que o mundo do MKT digital e do varejo está intrinsecamente ligado, formulamos algumas regras básicas do jogo para este 2020. Confira a seguir pontos a serem levados em consideração pelo setor de varejo para este ano:

IA e big data

Nos últimos anos, os mercados se viram cercados por um verdadeiro boom de tecnologias que permitem a coleta e a medição de dados relacionados ao comportamento do usuário, não apenas no mundo online, mas também no offline. Este ano, o desafio será aprofundar essas análises e encontrar novas maneiras de aproveitar todos esses dados, pensando sempre em maximizar os recursos alocados às campanhas de marketing digital. Saber o que, onde quando os consumidores decidem comprar permite ao comércio traçar uma estratégia muito mais alinhada aos interesses do cliente e que tem um impacto maior na sua decisão final de compra.

Personalização

A facilidade de acesso às informações durante o processo de compra e a quantidade de publicidades que são recebidas diariamente pelo consumidor levaram a uma mudança de paradigma na comunicação marca-cliente. Para serem relevantes e se destacarem da concorrência, os varejistas devem se diferenciar gerando um valor agregado à essa relação. Partimos de uma comunicação unidirecional sobre os benefícios do produto ou serviço, para oferecer mensagens apenas com informações realmente relevantes. Assim, a personalização é a chave para a diferenciação e valor agregado da marca ou do comércio. Tudo isso se torna possível graças ao profundo conhecimento do comportamento obtido da IA e do Big Data.

MKT sustentável

Estamos diante de um consumidor cada vez mais preocupado com o meio ambiente e o consumo sustentável, que valoriza as empresas que participam ativamente na redução dos impactos ambientais, tomando medidas como a diminuição ou eliminação do uso do papel e a substituição para versão digital de suas campanhas de marketing para atrair pessoas para suas lojas.

Facilidade e imediatismo

Os consumidores esperam que os processos de compra, independentemente do canal utilizado, sejam ágeis e rápidos. Isso vale desde a escolha do produto desejado e o conhecimento de todas as suas características, até o momento do pagamento – com opções mais fáceis e seguras –, sendo tanto nas lojas físicas quanto nas plataformas de e-commerce. O tempo é um ativo precioso e os varejistas devem contribuir para reduzir e otimizar esses processos. Esse é um exemplo de um valor agregado diferencial para conquistar o consumidor.

Experiência mobile

O celular é o principal assistente na toma de decisão e durante o processo de compra. De acordo com o estudo GfK Consumer Life, 48% dos consumidores da América Latina gostam da ideia de ter uma tecnologia que os conhece e faz recomendações com base em suas necessidades. É por isso que qualquer estratégia deve ser focada principalmente na experiência adquirida neste dispositivo.

Os processos de pagamento são simples? É possível experimentar o produto ou serviço de alguma forma? Se oferece uma comunicação omnichannel e personalizada? O varejo, utilizando novas tecnologias, deve se posicionar como facilitador durante o processo de compra, gerando uma experiência positiva e memorável.

As empresas vencedoras deste ano serão as que souberem tirar o máximo proveito dos avanços tecnológicos para obter maior conhecimento de seus clientes e aprimorar suas campanhas digitais drive-to-store.


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!

Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.