Acesso rápido

5 dicas de segmentação de campanhas para o mercado de luxo

por Henrique Aren Troitinho Quarta-feira, 08 de fevereiro de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

Um dos principais desafios do segmento de luxo online é encontrar o público certo para o seu tipo de produto, já que é um mercado que é caracterizado por peças exclusivas, de acabamento diferenciado assinadas por marcas de grande status e obviamente com um preço mais elevado que a média.

Quando se realiza campanhas no segmento de luxo, existe uma grande dificuldade dos profissionais em direcionar o conteúdo do anúncio para um potencial comprador, devido a algumas limitações de tecnologia de anúncios e/ou criativas por parte de quem gerencia.

Pensando nisso, decidimos criar uma lista de 5 dicas para segmentar suas campanhas para o mercado de luxo para encontrar as pessoas certas nas duas maiores mídias do mundo (Facebook Ads e Google Adwords), essas segmentações podem ser combinadas para melhores resultados. 

  1. Segmentação por modelo de telefone celular

Hoje em dia é um fato que a maior parte do tráfego do comércio eletrônico é proveniente de celulares, assim como nas redes sociais e mecanismos de busca, portanto uma forma de encontrar seu público no momento da criação de uma campanha é segmentar pelo modelo de celular utilizado pela pessoa.

Sabemos que hoje um telefone de última geração no lançamento custa cerca de R$3 a R$5 mil reais, desta forma segmentando seus anúncios para pessoas que possuam este  modelo específico celular é uma forma de filtrar pessoas que tenham um poder aquisitivo menor, ou até mesmo que não se interessam em lançamentos ou produtos de alto padrão. Um exemplo de segmentação que usamos na Score Media é a segmentação para o Iphone 7, pois ele não só representa um produto com preço elevado, mas também as pessoas interessadas se interessam pelo lifestyle que a marca (Apple) proporciona, garantindo exclusividade e de certa forma, status social.

Esse tipo de segmentação pode ser utilizado no Facebook Ads, e pode ser feita através de remarketing pelo Google Adwords, se utilizada a segmentação de listas de remarketing via analytics. 

  1. Segmentação por bairros de alta renda

Assim como em uma análise de praça e território do marketing, é possível criar segmentações por cidades ou até mesmo bairros nobres de todas as cidades do país, assim como determinar um raio de X Kilômetros de pontos específicos (ex: atingir um raio de 10km de cada loja física da minha rede) pois já foi feito um estudo para encontrar seu público-alvo naquela região, agora basta apenas aparecer para essas pessoas online. 

Esse tipo de segmentação pode ser usado tanto no facebook ads quanto no google adwords, é extremamente eficiente  para uma estratégia omnichannel pois não só ajuda sua loja virtual a vender, mas também a trazer um fluxo de visitantes maior para sua rede de lojas físicas, ou quem sabe informar as novidades e campanhas atuais da marca. 

  1. Segmentação por aeroportos

Outra forma de encontrar uma audiência mais exclusiva para o mercado de luxo são as segmentações pelos principais aeroportos do país, aonde suas campanhas serão direcionadas apenas para as pessoas que se encontram dentro do aeroporto selecionado.

O Google Adwords ainda não disponibiliza todos os aeroportos do Brasil para segmentação.

Para que essa segmentação tenha o efeito desejado para o mercado de luxo, é necessário combinar com uma ou mais dicas apresentadas neste artigo (em especial a dica nº1). 

  1. Segmente por Afinidades/ Interesses

Esta forma de segmentação é oferecida pelo Google Adwords(Afinidades) e pelo Facebook Ads (Interesses), e pode ajudar a encontrar características da persona que você busca impactar com seus anúncios.

No Google Adwords é possível criar uma segmentação pela afinidade “Compradores de luxo”, ou quem sabe “performance & entusiastas de veículos de luxo”, não esquecendo de detalhar o gênero e faixa etária que deseja impactar.

Já no Facebook é possível segmentar por interesses, onde você pode encontrar páginas do facebook relacionadas ao mercado que procura (ex: Segmentação por seguidores da página Tania Bulhões, Gallerist, BMW, Setor Imobiliario, Investimentos, Bancos com estilo de atendimento de alta renda e etc…)

  1. Segmentação por públicos semelhantes/ lookalike

No Google Adwords(públicos semelhantes) e Facebook ads (look alike) existe uma tecnologia de anúncios em que você realiza o upload de sua uma base de e-mails e seleciona a busca por pessoas semelhantes.

Nesse momento o Google e o facebook, vasculhando suas respectivas redes de   informações e dados, encontram pessoas semelhantes a lista enviada quanto a idade, sexo, interesses, renda, tecnologias utilizadas, informações compartilhadas em redes sociais, afinidades e rede de influenciadores.

Uma dica para tornar a segmentação mais eficiente é realizar o upload da lista de compradores da sua loja física ou loja virtual, para que as ferramentas possam encontrar perfis de possíveis compradores interessados no seu tipo de produto.

Todas as segmentações listadas acima podem ser usadas juntas, mas é recomendável para mensuração de resultados serem criadas em paralelo cada uma das estratégias para entender quais delas fazem mais sentido para seu negócio.

Caso tenha dificuldades com esse tipo de segmentação, considere contratar uma empresa para Gerenciamento de  links patrocinados.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Muito bom artigo. Concordo com a clusterização para segmentar as campanhas porém discordo da primeira, a segmentação por modelo de celular. O motivo: no Brasil muitos usuários de celular buscam o status, ou a sensação de poder pertencer a um grupo com poder de compra, mesmo ele não tendo a renda necessária para isso. A facilidade de acesso ao crédito, parcelamento, etc faz com que pessoas de classe C ou abaixo consigam comprar um iPhone 7. Muitos destes, inclusive, preferem abrir mão de outros artigos ou gastos para investir o dinheiro em um modelo de celular com um custo mais elevado. Portanto a segmentação para esse público trará um considerável número de dispersão, visto que uma parcela significativa dos usuários não se adequam efetivamente ao mercado de luxo.

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.